Casa No Campo

20 comentários

Elis Regina

Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais
Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais
Eu quero carneiros e cabras pastando solenes
No meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
Eu quero a esperança de óculos
Meu filho de cuca legal
Eu quero plantar e colher com a mão
A pimenta e o sal
Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros
E nada mais


20 comments on “Casa No Campo

  1. Eduardo disse:

    Alguem poderia me ajudar a intepretar essa múmisa e principalmente a parte do “plantar e colher com a mão a pimenta e o sal”

  2. fernanda disse:

    pimenta e o sal: maconha e coca.

  3. @xFelipePaez disse:

    Bem a pimente e o sal ..pq sao os temperos essenciais da cozinha certo…dai o eu-lirico quer criar a essencia da vida o necessario..eh o equilibrio..NEOCLACISSISMO!!! kk. viajei naum neh? 🙂

  4. Denise Anjos dos Santos disse:

    quando ela fala que quer plantar e colher a pimenta e o sal o eu lírico desse texto idealiza uma vida no campo em que possa viver o tempo presente claro se sentindo bem.

  5. Afonso de Castro Gonçalves disse:

    As “línguas cansadas” são as palavras vãs . A “esperança de óculos” é um contraponto à cegueira humana . “Carneiros e cabras pastando solenes no meu jardim” traduz uma imagem bíblica . Essa letra fala-nos da paz interior (ficar no tamanho da paz).

  6. Alan disse:

    Não sei se tem muito o que interpretar dela… essa música parece muito com Casinha Branca, do Peninha, em que o eu-lírico deseja escapar da realidade em que vive para ir a um mundo só seu, mais sossegado; lembra também o poema “Vou-me Embora pra Pasárgada” do Bandeira… é o chamado escapismo, sendo que no caso da música, pra uma realidade mais possível, e desejada por alguns hoje em dia: a vida no campo.
    Representa também aquilo que nós buscamos para vida: no caso da Elis (e no meu também) tranquilidade, uma boa música, um filho que seja bem inteligente, e uma casa, claro, mas não precisa nem ser grande, “do tamanho ideal”… E por aí vai

  7. Renata disse:

    Bom, eu acho que pela letra musica ela traz uma sençação de paz e como na epoca paz não havia na cidade então como a propria musica diz , ‘eu quero uma casa no campo’ provalmente somente lá um artista poderia executar suas obras sem a censura de uma ditadura militar.

  8. Juliana disse:

    Eu acho que a música retrata um momento no qual o autor quer escapar do mundo em que vive para viver na tranquilidade do campo com uma vida simples, em silêncio para compor e deixar sua imaginação fluir. Na parte da pimenta e do sal acredito que são temperos essenciais pra vida apesar de tranquila não se tornar sem graça…

  9. Sérgio Soeiro disse:

    “Casa no Campo” foi composta por Zé Rodrix e Tavito na época que estava em voga o movimento musical conhecido como “Rock rural”, criado por ele (Zé Rodrix), Sá e Guarabira. O rock rural consistia em criar textos e melodias cultuando os valores da vida simples, natural, que fugisse do stress da cidade grande. Claro, os hippies precisavam da paz campestre para poderem usufruir das suas viagens embalados por Erva, LSD, Cogumelo, Etc. Muitos cantores como Hildon, Beto Guedes e até a dupla Roberto e Erasmo Carlos já usaram este mesmo tema, basta lembrar de “Na rua, na Chuva, na Fazenda”; “Lumiar”; “Além do horizonte”, Etc. A letra é bem simples e pode ser interpretada de maneira literal. A discutir, somente alguns versos lingüisticamente ricos, tipo:
    “E tenha somente a certeza dos limites de corpo e nada mais”… que remete a uma vida simples e saudável;
    “Eu quero a esperança de óculos”… Aqui, certamente ele se refere à vontade (esperança) de ter uma vida bem longeva, isto é, ele espera que vivendo naquela paz venha a morrer bem velhinho, com seu inseparável par de óculos.
    No verso “plantar e colher com a mão a pimenta e o sal”, o Zé Rodrix, usa uma técnica linguística para expressar duas idéias dentro de um único verso. Como não se planta sal, então, ele deseja, na verdade, plantar a pimenta e colher o sal, que seriam, em tese, os temperos da vida. Mas… existe “sal” no campo?… Não, certo?… Bem, aí há quem ache que o Zé e o Tavito estavam se referindo na verdade à Maconha e LSD e… quer saber, tem mesmo tudo a ver com aquela época.

  10. Margareth Arima disse:

    Embora pareça já remota as idéias líricas do campo não deixa de ser o futuro necessário para nossa raça humana. Logo teremos que resgatar tudo no campo para conseguirmos manter alguma coisa para nossas gerações futuras. Porque o consumo industrial frenético nos leva a um impasse. Ter, sobreviver, viver ou morrer. A geração Wally já está diante de nós num futuro proximo e muitos nem começaram a perceber.

  11. crys disse:

    Gostaria de saber as principais caracteristicas arcadistas que estão presentes na musica casa no campo, ajudem-me a localizar estas caracteristicas.

  12. Rubens disse:

    Suor do trabalho é plantar e colher. Pimenta e sal: temperos da vida.Se quiseres conhecer uma pessoa tem de comer um saco de sal juntamente com essa pessoa….

  13. carol disse:

    eu queria mt saber a relação entre a musica e o arcadismo alguem podee me ajudar tenho um trabalho para apresentarr. Obrigadaa

  14. Um certo alguém disse:

    A relação entre a música e o Arcadismo

    Valorização do bucólico: “Eu quero uma casa no campo”;
    Locus amoenus: “Onde eu possa ficar do tamanho da paz”;
    Inutilia Truncat “E tenha somente a certeza dos amigos do peito e nada mais”;
    Pastoralismo: “Eu quero carneiros e cabras pastando solenes no meu jardim”;
    Linguagem simples;
    Aurea mediocritas: “Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé”

  15. Deise Sywogtrypwy disse:

    Interpretações para as quais Elis e Zé Rodrix gargalhariam aos borbotões. Cada coisa!! “E nada mais…”

  16. Sérgio Soeiro disse:

    Vamos lá, Deise Sywogt…???!
    Não seja egoista guardando só pra sí esta vasta cultura. Mostre-nos sua interpretação, que, a seu ver, deve ser a única correta, certo?

  17. ANDRESSA disse:

    NOSSA!!! TAH FALANDO SERIOHH, COMO EU VOU SABER SE O SUJEITO INTERPRETOU CORRETAMENTE??? TOMAH NO CÚH VÉI. ESSA POHA Ñ PRESTA PRA NADA Ñ!!!!!!!!!!!!

  18. 007 disse:

    acho essa musica um lixo bjs

  19. claudia disse:

    Essa musica foi escrita durante a ditadura e e bem facil entender porque ele deseja se afastar de tudo, numa casa de campo, simebte com pessoas confiaveis. E ali, nessa circunstancia, quem representava ” a esperanca de oculos” e hoje aquela que milhoes desejam execrar!

  20. renatasimaodasilva disse:

    ajudem a interpretar e tenha somente a certeza dos limites do corpo e nada mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *