Trancado

4 comentários

Ana Carolina

Eu tranco a porta
Pra todas as mentiras
E a verdade também está lá fora
Agora a porta está trancada

A porta fechada
Me lembra você a toda hora
A hora me lembra o tempo que se perdeu
Perder é não ter a bússola
É não ter aquilo que era seu
E o que você quer?
Orientação?

Eu tranco a porta pra todos os gritos
E o silêncio também está lá fora
Agora a porta está trancada
Eu pulo as janelas
Será que eu tô trancado aqui dentro?
Será que você tá trancado lá fora?
Será que eu ainda te desoriento?
Será que as perguntas são certas?
Então eu me tranco em você
E deixo as portas abertas

Eu pulo as janelas
Será que eu tô trancado aqui dentro?
Será que você tá trancado lá fora?
Será que eu ainda te desoriento?
Será que as perguntas são certas?
Então eu me tranco em você
Eu me tranco em você
E deixo as portas abertas


4 comments on “Trancado

  1. Edgar disse:

    o que a musica engloba, porque o autor elegeu este tema.

    obrigado!

  2. Junior disse:

    Entendo esta letra como um embate entre razão e emoção (cérebro e coração), que se fossem censores prévios de algumas decisões que tomamos, sobretudo aquelas relacionadas à entrega, permaneceriam trancados e fechados para evitar sofrimento. Mas, às vezes, quando as portas estão fechadas, somos obrigados a pular a janela. Outra interpretação seria a de uma pessoa que desistiu de amar ou de se envolver e o coração está cansado de ficar “de molho”, preso, trancado e quer pular as janelas para nos desorientar pois, apesar de tudo, amar é bom mas às vezes pode machucar.

  3. Nanny disse:

    Acredito que o autor cansado das coisas ruins do relacionamento, especificados na música como mentiras e gritos, tranca a porta, ou seja corta a relação. Mas com isso não afasta só as coisas ruins, como também as boas. Ele começa a sentir falta e achar q está perdendo o tempo que poderiam estar juntos, começa a se questionar se é ele ou o(a) amante que está sendo castigado afinal. Então, ele desiste de ficar afastado (pula as janelas) e se entrega novamente (me tranco em você).

    “Eu tranco a porta para todos os gritos
    E o silêncio também está lá fora”

    Na(o) amante ele encontra o tormento e a paz!

    • Fla Cristina disse:

      Boa interpretação. Mas acho q trancar a porta para os gritos tb pode ser fingir q não “escuta” o sentimento q grita dentro de si, ou seja, fugir do seu próprio sentimento, nega-lo. E ainda assim se sente trancada, presa no sentimento, acaba pulando as janelas e se questiona se a pessoa amada ainda está lá e se ainda consegue desorienta-la, mexer com seus sentimentos.
      Fala muito sobre entrega mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *