Vaga-lume

Vagalume eu confesso a voce que antigamente

ainda criança sem paixão, sem mágoa

eu gostava olhar o sol de frente

até ficar com os olhos rasos dágua

mas o tempo passou

a cruz, o açoite

fiquei como voce

pois toda noite eu saio por ai vagando a toa

vagalume, gôta de luz que que voa

vagalume, vagalume, gôta de luz que voa

vagalume, vagalume, gôta de luz que voa