Ingênua

Noel Rosa

0 comentários

Talvez eu lhe diga um dia
Toda a melancolia de um coração
Todo este sofrimento
Que agora experimento
Nesse infeliz momento
De tão acerba dor
Que crueldade!

Eu era um sonhador
Ela não entendeu meu amor
Qual a razão
Por que minha paixão
Não a pode comover?

Somente o Criador sabe do amor
Que consagrei a quem tanto amei
À hora propricia
Em que a malícia dela se apoderar
Com meu violão direi então
O meu pensar e se ainda
Essa ingênua linda
Não me compreender
Eu, já descrente, direi que ela
É inocente até morrer…




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *