Nelson Gonçalves

Atiraste uma pedra

Atiraste uma pedra no peito de quem
Só te fez tanto bem…
E quebraste um telhado,
Perdeste um abrigo
Feriste um amigo
Conseguiste magoar
QUem das mágoas te livrou
Atiraste uma pedra
Com as mãos que esta boca
Tantas vezes beijou

Quebraste o telhado
Que nas noites de frio
Te servia de abrigo…
Perdeste o amigo
Que os teus erros não viu
E o teu pranto enxugou…
Mas, acima de tudo
Atiraste uma pedra
Turvando esta água
Esta água que um dia
Por estranha ironia
Tua sede matou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>