Categorias
Leila Pinheiro

Pra quem quiser me visitar

Fiz o meu rancho lá nas nuvens
onde se pode conversar,
onde os anjinhos são cor de chope…
Tomo cuidado só ao debruçar
vendo o mar, ai…
Toco piano e a Virgem canta,
diz pro Menino : Tio Tom.
Senta à vontade e a coxa santa
me dá saudade do Leblon.
Sei das manhãs
que só nascem de tarde
entre silêncios de alarde,
vi que o Sol sente inveja
das asas do Urubu…
Aos meus amigos que ficaram
um portador há de levar
um par de asas
e um pára-quedas
pra quem quiser me visitar.