Faça o download do App do Análise de Letras para Android! É grátis!


Últimas Análises

Essa música fala claramente de um relacionamento amoroso , onde, por algum motivo os dois estão longe um do outro (trabalho, moram em cidades diferentes talvez). Ele se acostumou tanto com a presença da amada quando estão juntos que quando ela se vai é como se ele se partisse em dois e metade dele fosse junto com ela. E ele sente muita saudade dela. Na parte "meu coração é tão tosco e tão pobre..." ele se refere a insegurança e sua falda de experiência em relação ao amor. Na parte "vem de pressa pra mim q eu não sei esperar já fizemos promessas demais..." fala outra vez da distância que há entre os dois, e das pmuitas promessas que os dois já fizeram de morar juntos!!!! Linda música!!!!
Em um momento de grande tristeza pela perca do amor tão querido, não resta outra coisa à não ser olhar a linha do horizonte e voltar pra sí mesmo e começar a viver uma nova vida e aprender a conviver com a ausência da pessoa que um dia foi seu grande AMOR!
A música faz referencia a uma Hedionda parte da sociedade brasileira, algo que provoca medo e curiosidade das pessoas, qualquer apologia e comparação é mera coincidência. A propósito Jesus não se assemelha em nada com a musica, se era para parecer o Renato fez uma péssima comparação mas se você se aprofundar no assunto pode pensar em varias hipóteses, mas se Jesus viesse na terra ele não seria traficante.
"Olha só o que eu achei Humrun Cavalos-marinhos…" Depois dessa depressão por estar longe da pessoa e estar em frente ao mar e deixar a onda bater, etc... ele tenta se esconder e dizer que esta bem, mas na verdade ele nao suporta esse termino. e ng encontra cavalos marinhos se não estiver no fundo do mar...
"...é solitário andar por entre a gente..." O que ele quis dizer com esse trecho?
Qd Renato fez esta musica ele estava muito depremido,sabia que estava doente,que seu amor tinha morrido! Estava totalmente ruim de tudo!
legal
gostaria de ajuda para interpretar o texto eduardo e monica
Embora muita gente coloque a música inteira e a interpretação dependente do primeiro verso (por ser polêmico, eu acho) eu não acho que faça tanta importância, na verdade acho que é apenas um exemplo. "Sexo verbal não faz meu estilo Palavras são erros e os erros são seus" Aqui, o eu lírico está criticando o parceiro(a) amoroso sobre apenas falar, e nada fazer. Cometer erros verbais e concretos. "Não quero lembrar que eu minto também" Já nesse verso, o eu lírico está refletindo, como pra si mesmo. Ele(a) sabe que erra também, e talvez seja essa a razão da acusação do(a) parceiro(a) - ele o(a) acusa para não acusar a si mesmo, por que saber que erra é doloroso. "Um dia pretendo tentar descobrir Por que é mais forte que sabe mentir" No último verso desse trecho, o eu lírico está praticamente resmungando por ter sido enganado tantas vezes. Por que aqueles que mentem sempre tem o poder de arrasar os corações? "Não quero lembrar que eu minto também" Novamente o eu lírico se diz ciente que mente, que arrasa corações tanto quanto o seu é arrasado. "Eu sei" O eu lírico confirma novamente estar ciente de tudo oque acabou de declarar. "Feche a porta do seu quarto Por que se toca o telefone, pode ser alguém Com que você quer falar por horas e horas" Acho que o eu lírico está ciumento - como se falasse pra pessoa amada pra que não atendesse o telefone pra não falar com alguém que poderia ser tão importante quanto ele. "A noite acabou, talvez tenhamos que fugir Sem você" Esse verso complementa o trecho anterior. O eu lírico parece estar deixando o(a) parceiro(a) pra trás, mas não quer que ela procure conforto em outra pessoa, por que de alguma forma ainda tem sentimentos por ela(e) e não quer vê-lo(a) com outro alguém. "Mas não não vá agora Quer honras e promessas Lembranças e histórias" Esse trecho quase não faz sentido com o resto da música, que fala sobre alguém deixando uma pessoa amada por seus erros embora sabendo que tem os seus próprios. Tenho duas teorias - ou aqui é a fala da pessoa sendo rejeitada, que não quer que a outra vá embora mesmo que esteja sendo tão egoísta, ou a pessoa que está deixando a outra faz uma confusão, embora tenha decidido deixar o companheiro(a) ainda tem sentimentos por ele(a) de apego (como visto no verso do telefone). "Somos pássaro novo Longe do ninho" E finalmente, o eu lírico justifica toda a confusão da música, e diferente da maioria das pessoas, penso que ESSE é o verso mais importante da música ao invés do primeiro, pois explica que o eu lírico está confuso pois é jovem, inexperiente e está longe da sua zona de conforto e lar. Não sabe muito bem o que está fazendo, sabe que está errando (assim como o parceiro) e tenta justificar todos os erros e mentiras com essa afirmação - e de novo encontramos a duplicidade do eu lírico, algo que Renato Russo era expert: ao mesmo tempo que tenta justificar com a sua situação desconfortável, ele sabe o tempo todo que é inteiramente responsável por seus atos.
Renato escreveu essa musica para os adultos. Ele quis compartilhar da falta de atencao aos jovens e adolescentes. Que sem a devida orientacao se perdem pelos caminhos obscuros da vida e sofrem as consequencias da tristeza, da solidao e da dor. Tambem sentiu-se culpado por nao corresponder as expectativas de seus pais. Com um grande complexo de inferioridade tambemAA Anao se sentia capaz de aceitar sua luz interior.
Li coisas sobre a vida do Renato. Ele fez essa música para o namorado que morreu, se não me engano o que o contaminou com a Aids. (Aonde está você agora além de aqui dentro de mim?) (Agimos certo sem querer, foi só o tempo que errou) (Vai ser difícil sem você) Sobre o tratamento da Aids ( Já que você não está aqui, o que posso fazer é cuidar de mim) (lembra que o plano era ficarmos bem?), depois que o namorado morreu ele decidiu não mais se tratar e na ocasião da música tinha dúvidas quanto a isso. Sobre sua condição sexual homossexual ele deixa claro dando a pista, pois o cavalo marinho é um dos símbolos da homossexualidade (é o macho que engravida dos filhotes). Ao final ele diz: Olha só o que eu achei, cavalos marinhos...
Renato Russo faz uma critica mais que social, ele relata com clareza as dificuldades de uma vida no sertão principalmente depois que os pais morrem( Cedo) e também a média que promovia uma imagem totalmente falsa da realidade, o modo como da ditadura e o mundo do crime e prostituição que muitas vez sem muita oportunidade acabam roubando e vendendo drogas pra se sustentar( relata a vida das pessoas pobres) e a burguesia.
é uma crítica à usina angra dos reis, ele diz que mata pessoas, q é perigoso, q pode expodir, ''e você visse o nosso corpo em chamas'', crianças n podem brincar direito na varanda, pois as maes devem ficar com medo e podem achar uma pedrinha bonita, mas q é letal
Nao entendi nada, alguem me explica. Prfv...
Muito legal a musica