Faça o download do App do Análise de Letras para Android! É grátis!


Últimas Análises

na minha cabeça vejo um desabafo de uma moça idignada tentando entender a desigualdade de genero pregada pela sociede por isso o "nos restituir gloria"
pra mime essa musica fala um pouco sobre o que nós little monster sentimos em relação a perseguição sofrida por nossa Diva Lady Gaga... e muita afronta dessas CatKaty imundas... Lady gaga e tendencia meu amor!
quero as pergunta e resposta de gilberto gil e tecnologicas
Que MÚsica maneira
O GIL É UM FIEL REPRESENTANTE DESSA LINDA MUSICALIDADE NEGRA, DA QUAL, TEMOS O PRIVILÉGIO DE CURTIR!! ALIADA A SUA VOZ AFINADÍSSIMA, A SUA INTELIGÊNCIA NOTÓRIA LHE PROPORCIONA UM STATUS ARTÍSTICO ALTÍSSIMO. POR MUITAS VEZES, A SUA ESPECIFICIDADE E PROFUNDIDADE CAUSAM INTERPRETAÇÕES SUPERFICIAIS, AS QUAIS SÃO RESPONDIDAS COM UMA BOA DOSE INVEJA E LEVIANDADE.
No meu entendimento, ele quis dizer que a paz é a busca interior de todo mundo, a solução para convivência harmônica entre as pessoas. Claramente referindo aos acontecimentos de Hiroshima retratando uma nova situação diante do caos ocasionado por essa explosão.
Transferir a outrem nossos sentimentos, nossos gostos, nossos prazeres, nossa maneira de viver... enfim, fazer com que sejamos compreendidos pelas pessoas, é extremamente difícil e por isso, somos as vezes mal interpretados e nos julgam como pessoas que nunca aceitaríamos nem como vizinhos. Lamento sertanejo é um grito silencioso para que nos ouçam com realmente somos.
Morrendo de rir com o comentário de Teresa. kkkkkkkkkkkkkkkkk
Gênio, gênio, sou contra este têrmo para meros seres humanos. Este têrmo só caberia a alguem que entendesse de música, ciências, história geografia psicologia, teologia enfim de tudo. Quem entende específicamente de uma só coisa não é genio. Se for assim eu tambem sou um gênio exemplo, vejam esta letra (fica para o domínio púbico) que estou fazendo agora de sopetão: Não são gênios nada Nem Einstein nem Gil Vá a rima e a ciência A p. q. p. Um preso as ideias Outro a censura meros sonhadores permeiam a loucura Como disse o Milton tudo inutilmente Tambem Galilei: "A matemática é o alfabeto com o qual Deus escreveu o universo"
O Gil explicou a composiçao refazenda no livro dele Todas as Letras,nesse caso o nonsense é proposital,pura brincadeira com as palavras,a versao original era mais absurda ainda.
Partindo desse tipo de análise de implicações, a música Andar com fé, de Gilberto Gil, é um texto que manifesta a implicatura sociolinguística, sem a qual ela não pode ser bem interpretada: Andá com fé eu vou / Que a fé não costuma faiá / Andá com fé eu vou / Que a fé não costuma faiá / Que a fé tá na mulher / A fé tá na cobra coral / Num pedaço de pão / A fé tá na maré / Na lâmina de um punhal / Na luz, na escuridão / Andá com fé eu vou / Que a fé não costuma faiá / Andá com fé eu vou / Que a fé não costuma faiá / A fé tá na manhã / A fé tá no anoitecer / No calor do verão / A fé tá viva e sã / A fé também tá pra morrer / Triste na solidão / Andá com fé eu vou / Que a fé não costuma faiá / Andá com fé eu vou / Que a fé não costuma faiá / Certo ou errado até / A fé vai onde quer que eu vá / A pé ou de avião / Mesmo a quem não tem fé / A fé costuma acompanhar / Pelo sim, pelo não. (Gil, 1996, p. 256.) A noção de sociolinguística fundamental nessa música é explicada em livro pelo próprio autor, demonstrando o seu vasto conhecimento de língua em uso: "A fé e a ?Faia?". "O uso do ?faiá? é assumido com a intenção de legitimar uma forma popular contra a hegemonia do bem-falar das elites. É uma homenagem ao linguajar caipira, ao modo popular mineiro, paulista, baiano ? brasileiro, enfim ? de falar ?falhar? no interior. É quase como se a frase da canção não pudesse ser verdade se o verbo fosse pronunciado corretamente ? o que seria um erro... Outro dia cometeram esse ?deslize? na Bahia, ao utilizarem a expressão na promoção de uma campanha de cinto de segurança. Nos outdoors, saiu: ?a fé não costuma falhar? (a propaganda associava o cinto à fitinha do Senhor do Bonfim). Eu deixei, mas achei a correção desnecessária.""faiá" é coração, "falhar" é cabeça, e fé é coração. Gil: "É isso aí. ?a fé não costuma faiá?: é pra quem fala assim que ela não costuma ?faiá?." (Gil)
teresa , seu negocio eh lavar panela , nao sabe nada
Prakriti e Purusha,a dicotomia original do gêneros...
Parece que o Gil fala do Vedas,específicamente de Prakrti e Purusha,ou seja a dicotomia original dos gêneros,dado seu conhecimento sobre o assunto.
Gil estava como que se despedindo do Brasil,que vivia uma dura ditadura!O povo como sempre,manipulado pela tv(chacrinha),iludido por futebol,carnaval,não se dava conta do que estava acontecendo(moça da favela=pobreza,miséria,analfabetismo)!Aquele abraço não apenas representa o braço forte do sistema,oprimindo todo mundo,como também significa que todos estavam "fudidos"(aquele abraço por trás)!A Baia já me deu régua e compasso,meu caminho pelo mundo,eu mesmo traço,isto é,ele estava de partida,mas não era ignorante,tinha plenas condições de reger sua vida e não ser manipulado,e ser mais um boneco nas mãos do sistema!O Rio de Janeiro continua lindo,continua sendo(Tudo enganoso,ilusório)!Eu creio que é +ou- isso..rsrs!