Sem Amarras

Tribo de Jah

0 comentários

Sem amarras sobre os meus pés
Me pus a andar
Há muito tempo quis encontrar
O caminho

Nada a perder
Nada a temer
Ninguém por lembrar
Por esquecer

Navegante sem rumo fui
E naufraguei
Cada rua, cada lugar
Fui conhecendo

Às vezes perdi
Às vezes ganhei
E soube também
Me defender bem

Prendo a respiração, a respiração
Imagens de um dia tão claro, tão claro
Revolvem o coração, o coração
Feliz foi o dia que eu tinha você ao meu lado

Sem amarras sobre os meus pés
Me pus a andar
Há muito tempo quis encontrar
O caminho

À sobra de uma velha árvore
Em ti senti pulsar a vida
Às escondidas te vi chorar
Na partida

Nada a perder
Nada a temer
Alguém por lembrar
Não mais esquecer




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *