Tribo de Jah

Black Bahia

Paranauê, paranauê paraná
Paranauê, paranauê
Paraná
Capoeira!

Capoeira chegou na bahia
Fez escola e encontrou seu lugar
Primeiro com mestre pastinha
Que passou pra mestre bimba
Continuar

E o reggae também aportou
Na orla de salvador
Se entranhou e ganhou o recôncavo
Rolando por todo campo do interior

Black bahia
Bahia-ya-ya-ya-ya
Black bahia
Bahia-ya-ya-ya-ya

Formosura e cultura de um povo
Devagarinho, unindo o velho e o novo
No pelourinho, o grito de dor dá
Lugar ao rufar do tambor
Explendor tropical, caribe, africa brasileira
Poesia e magia na ladeira
Clamor de uma nação musical

De tanta beleza me vem a certeza
Que um dia aqui até os
Pobres eram felizes
Na riqueza de suas raízes
Até que a miséria tomasse a cidade
Gerando a violência como
Cruel consequência
Da absurda desigualdade
De uma falsa sociedade

Refrão
Eh capoeira!
Viva meu deus camará
Quem me ensinou camará
Eh capoeira!
Alô mestre jamaica, itacaré!
Capoeira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>