Categorias
Miucha Tom Jobim Toquinho Vinicius de Moraes

Chega de Saudade

Vai minha tristeza
E diz a ela que sem ela não pode ser
Diz-lhe numa prece
Que ela regresse
Porque eu não posso mais sofrer

Chega de saudade
A realidade é que sem ela
Não há paz não há beleza
É só tristeza e a melancolia
Que não sai de mim
Não sai de mim
Não sai

Mas, se ela voltar
Se ela voltar que coisa linda!
Que coisa louca!
Pois há menos peixinhos a nadar no mar
Do que os beijinhos
Que eu darei na sua boca

Dentro dos meus braços, os abraços
Hão de ser milhões de abraços
Apertado assim, colado assim, calado assim,
Abraços e beijinhos e carinhos sem ter fim

Que é pra acabar com esse negócio
De você viver sem mim
Não quero mais esse negócio
De você longe de mim
Vamos deixar esse negócio
De você viver sem mim

4 respostas em “Chega de Saudade”

A letra é auto-explicativa. Mais uma vez, Vinícius fala da saudade, de uma forma gostosa e sincera. Vontade de ver, beijar, abraçar e amar. Linda.

A letra diz muito, e é minha favorita do Bossa Nova.
Acho que a letra fala das coisas que não se tem e que são significativas pra nossa vida. A primeira parte (parte A em Dminor) fala de um amor que se foi e que é muito importante porque sem essa pessõa sufre muito. Na segunta parte (parte B em Dmajor) fala de que se esa pessõa voltase cambiaria sua vida porque sería mais feliz (como o indica na tonalidade, menor é triste melancolica, major é feliz e alegre)

O romantismo e uma caracteristica da música,segundo Vinicius de Moraes ela volta ao inicio do romantismo afirmando que o romantismo não morre.Ele se queixa no inicio da música de viver sem ela como e sofredo,e no decorrer da música como seria bom se ela voltasse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *