A Última Guerra

Skank

Compositor(a) da letra: Samuel Rosa, Lô Borges e Rodrigo F. Leão

Álbum da letra: Maquinarama

Ano de lançamento: 2000

1 comentários

Duas luas sobre a Terra
Apoiadas nos meus ombros
Iluminam os escombros
Da nossa última guerra

Seu amor seca hidroelétricas
Corrompe os melhores diáconos
Seu amor esquenta os átomos
E rompe com a minha métrica

(refrão)
E a poeira
Não deixou de cair
Passeia aqui através de mim
E encontra assim o fim
E a poeira
Não deixou de cair
Passeia aqui através de mim
E encontra assim da guerra em nós o fim

Duas luas sobre a Terra
Apoiadas nos meus ombros
Iluminam os escombros
Da nossa última guerra

Seu amor justifica a crueldade
Troca o caminho do tempo
Seu amor muda o curso do vento
Ilumina toda a cidade



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário para a letra “A Última Guerra

  1. Jéssica disse:

    A música com a mais linda declaração de amor que eu já vi.

    “Seu amor seca hidroelétricas, corrompe os melhores diáconos. Seu amor esquenta os átomos e rompe com a minha métrica”