Roberto Carlos e Erasmo Carlos

É Meu, é meu, é meu

Tudo que é seu meu bem
Também pertence a mim
Vou dizer agora tudo
Do princípio ao fim
Da sua cabeça até
A ponta do dedão do pé
Tudo que é seu, meu bem
É meu, é meu, é meu,
É meu, é meu, é meu

A começar pelo cabelo
Que coisa mais linda
Boca e sorriso igual
Não encontrei ainda

Seus olhinhos que beleza
Fazem ver com mais certeza
Que tudo que é seu meu bem
É meu, é meu, é meu
É meu, é meu, é meu

Bem baixinho em seu ouvido
Gosto de falar
Recostado no seu ombro
Gosto de sonhar

Quando os seus braços me apertam
Mil idéias me despertam
Tudo que é seu, meu bem
É meu, é meu, é meu
É meu, é meu, é meu

São suas mãozinhas feitas
Pra fazer carinho
Nada tem mais charme
Do que o seu joelhinho

Seus pezinhos a pisar
Meu coração que a cantar
Diz que tudo que é seu
É meu, é meu, é meu
É meu, é meu, é meu

Não adiante discutir
Que tudo isso é meu
Por isso eu vivo a repetir
Que é meu, é meu, é meu

Tudo que eu falei meu bem
E o que eu não falei também
Tudo que você pensar
É meu, é meu, é meu

É meu, é meu, é meu

É meu, é meu, é meu

É meu, é meu, é meu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>