Renato Russo

Anúncio de Refrigerante

Sentado em baixo do bloco
Sem ter o que fazer
Olhando as meninas que passam
Matando o tempo, procurando uma briga
Sem ter dinheiro nem pra um guaraná
Passar as tardes no conjunto nacional
Contando os pobres e os recos e os ladrões
Com muita coisa na cabeça, mas no bolso nada
Sempre com medo dos PMs

E chega o fim de semana e todos se agitam
Sempre à procura de uma festa
Os carros rodam enquanto se tem gasolina
Mas ninguém nunca agita nada
Sujeira quando a sua turma é menor de idade
Não podem ir pro mesmo lado que você
E a vida que a gente leva não é nada igual
Aos anúncios de refrigerante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>