Papo de Surdo e Mudo

11 comentários

Rappa

o nascimento
de uma alma
é coisa demorada
não é partido ou jazz
em que se improvise
não é casa moldada
laje que suba fácil
a natureza da gente
não tem disse me disse

o nascimento
de uma alma
é coisa demorada
não é partido ou jazz
em que se improvise
não é casa moldada
laje que suba fácil
a natureza da gente
não tem disse me disse

no balcão do botequim
a prosa tá parada
não se fala da vida
não acontece nada

no balcão do botequim
a prosa tá parada
não se fala da vida
não acontece nada

se não faltasse trabalho
no meio do barulho
o dia sobra
e sobra muito
papo de surdo e mudo
papo de surdo e mudo
surdo e mudo

ela não passa de onda
paisagem fluminense
parece dia de festa
todo mundo presente
se soubesse rimar
faria um samba antigo
onde reina a calma
e todo mundo é amigo

o calor é sólido
um pedaço eu sinto
como um bafo
e a cachaça
queima bem forte
vibrante e forte
estaria maluco
se não estivesse junto


11 comments on “Papo de Surdo e Mudo

  1. diego disse:

    o nascimento
    de uma alma
    é coisa demorada
    não é partido ou jazz
    em que se improvise
    não é casa moldada
    laje que suba fácil
    a natureza da gente
    não tem disse me disse

    * aki nos remete pensar que nossa personalidade pode ser boa ou ruin … e expõe uma supervalorização da vida humana . pq ele diz que nossa alma não é uma coisa improvisada ,não é uma coisa que se faz de qualquer jeito …hj vemos uma banalização da vida;….

    O resto da musica —-Nos fala de uma briga ( por isso que é papo de surdo e mudo) o papo de uma pessoa que não sabe falar e de uma que não sabe ouvir …o nome desse papo é briga…há uma falta de comunicação ….

    ela não passa de onda
    paisagem fluminense
    parece dia de festa
    todo mundo presente

    ¨¨¨ essa parte da música nos mostra uma coisa que é muito comum …quando há uma briga todo mundo se ajunta pra ver …parece uma festa …depois ele completa

    se soubesse rimar
    faria um samba antigo
    onde reina a calma
    e todo mundo é amigo

    &&& aki é auto-explicativo/// onde reina calma todo mundo é amigo…

  2. Gustavo S. Borges disse:

    Estou tentando raciocinar sobre essa letra, mas nada me vem…
    Se algm puder ajudar, dando uma forcinha…

  3. Gabriela Viegas disse:

    Tudo B tudo A Tudo arroi

  4. Gabriela Viegas disse:

    Tudo B tudo A Tudo arroi O que significa quando ele fala na musica ao vivo na MTV ?

  5. Serj Gastene disse:

    Depois d s entender fica engraçada a música rsrs

  6. Rafael disse:

    O nascimento De uma alma É coisa demorada Não é partido ou jazz Em que se improvise Não é casa moldada Laje que suba fácil A natureza da gente Não tem disse me disse Nessa primeira parte da música quer dizer, no meu entendimento: como a música fala de comunicação ou da falta dela, ela fala sobre a ignorância, querendo dizer que a educação vem desde cedo, do berço. Vidas são feitas desde quando nasce. O que acontece nos dias de hoje é que pessoas sem condições de criar uma alma, ou seja, de ter filho, acaba tendo e não dando a educação necessária. Isso não é partido ou jazz, em se improvise. Samba partido e jazz são feitas de improviso, mas vida não. O restante fala de uma briga, tudo pela ignorância que o Brasil cria em seu berço esplêndido.

  7. A. Becker disse:

    Ahoi até onde eu sei era uma maneira de piratas chamar atenção; Como se fosse um HEEEEY!

  8. Bruno Ferreira disse:

    Fica evidente pra mim que a música começa mostrando que cada personalidade, cada ser humano não é coisa fácil de ser construída/moldada como se fosse uma “casa moldada ou laje que suba fácil”.

    A partir da segunda estrofe, O Rappa mostra que há um conflito. Conflito entre um ser que não ouve (ou não quer ouvir) e outro ser que não fala (ou fala, mas que não se expressa de uma maneira que se faça entendê-lo). Esse papo se passa num bar, onde é possível perceber o cenário na parte “e a cachaça
    queima bem forte – vibrante e forte – estaria maluco – se não estivesse junto”.

  9. Douglas Ferreira disse:

    Acho que fala sobre a Ditadura. No começo a música fala sobre a banalização da vida, mostrando que a vida é algo serio e não é feita de qualquer jeito, em minutos. No botiquim a prosa (conversa) ta parada porque todos estao com medo da repressão militar. Depois a musica fala que se nao faltasse trabalho no barulho (repressao). Na ditadura militar tinha muitos trabalhos para a população como forma de “alienar” os cidadãos. Papo de surdo e mudo porque as pessos “nao falavam nada” e “nem ouviam” devido ao medo.

  10. Rafaela Machado disse:

    O assunto principal da música é a falta de conhecimento prévio sobre as questões a serem discutidas. Se as pessoas lessem mais, buscassem conhecimento, as prosas seriam produtivas. Mas o que se vê são conversas sem fundamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.