Lanterna Dos Afogados

Paralamas Do Sucesso

Compositor(a) da letra: Hebert Vianna

Álbum da letra: BIG BANG

Ano de lançamento: 1989

35 comentários

Quando tá escuro
E ninguém te ouve
Quando chega a noite
E você pode chorar

Há uma luz no túnel Dos desesperados
Há um cais de porto
Pra quem precisa chegar

Eu estou na lanterna dos afogados
Eu estou te esperando
Vê se não vai demorar

Uma noite longa
Pra uma vida curta
Mas já não me importa
Basta poder te ajudar
E são tantas marcas
Que já fazem parte
Do que eu sou agora
Mais ainda sei me virar

Eu tô na lanterna dos afogados
Eu tô te esperando
Vê se não vai demorar




Deixe uma resposta para JULIANA Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

35 comentários para a letra “Lanterna Dos Afogados

  1. tetekinha disse:

    interessante…
    Uma vez li, que essa música faz aLuSão às HistóRiaS e vidas dos pescaDoreS…..

    O nome da muSica é o nome de um capítuLo do liro “Jubiabá” do BaiaNo
    JorGe AmaDo….

    O capítUlo RetraTa um bAr que fica no Cais do porto, onde as
    muLheRes que esperaVam seus maridos voLtarem do mar, naquela anGúsTiA de não
    saber se VoltarãO e os EspEram à noite, no porto, com suas LanteRnas a fim de
    ajUda-LoS a EnconTraR mais FaciLmentE o CamiNho de voLta pra CaSa.

    Mas
    essa é uma música que se abre a várias interpretações, e muda a cada ponto de
    vista , a cada estado de espirito da pessoa que ouve…

    Ela é
    linda!!!

  2. Lucas disse:

    Uma vez, uma pessoa me disse que viu uma entrevista do Hebert Vianna na TV falando sobre essa música. Ele teria feito ela para uma pessoa que queria se matar afogada. A pessoa ligou para ele de noite dizendo que ia se afogar no mar e ele compôs a música na hora para fazê-lo desistir do suicídio. Vejam a parte: “Uma noite longa/Uma vida curta/Mas já não importa/Basta poder te ajudar.” Eu não via tal entrevista, alguém que me disse, mas acho uma interpretação completamente possível.

  3. Pedro disse:

    Lanterna dos Afogados era o nome de um barco que ficava em um cas por isso ele fala que tá esperando a pessoa na lanterna dos afogados.

  4. Rafael disse:

    tetekinha… do comentário a cima está certícima… mas só para complementar.. em um show na minha cidade dos paralamas… além de tude que há ” tetekinha” colocou só se equivocou no seguinte!!!
    não seriam lanternas e sim um ”farol marítimo” da ilha ou localidade que alí as famílias habitavam…

    Rafael…

  5. Alberth Luis disse:

    FUI NUM SHOW DELES…….E O HERBET FALOU QUE ESSA MUSICA ERA SOBRE AS MULHERES QUE ESPERAVAM SEUS MARIDOS NO CAIS…..COM LANTERNAS….E ALGUNS CHEGAVAM E OUTROS NÃO..POIS O MAR ERA MUITO PERIGOSO…OK?

  6. Ive disse:

    Eu lí o livro Jubiabá, e lembro perfeitamente do BAR LANTERNA DOS AFOGADOS, q ficava no Cais, concordo c/ a interpretação de TETEKINHA. A letra é mto bonita e sempre q à escuto me emociono!!!

  7. Clô disse:

    Grande composição do Hebert Vianna, acredito que esta música expressa a espera constante por alguém
    que se ama e, isso pode ser visto no romance de Jorge Amado Jubiabá onde o personagem sempre tinha que desbravar o mar e, sua amada ficava a esperar a sua volta.

  8. Garcez disse:

    Análise acima totalmente equivocada. Há um capítulo no livro Jubiabá de Jorge Amado chamado Lanterna dos Afogados, mas ele não faz nenhuma referênacia a esta história. Não existe mulheres esperando com lanterna nenhuma na mão.

  9. andré klawa disse:

    Tenho uma interpretação particular desde a primeira vez que ouvi essa linda música… Para mim, é Jesus, que está na lanterna dos afogados, esperando por quem precisa de consolo…. mas essa é minha interpretação particular, provavelmente não foi essa a idéia do Herbert Vianna…

  10. MARLENE disse:

    estou cantando essa musica no meu coral , acho muito confusa, preciso entender melho

  11. Alan Kenedy P disse:

    Essa letra e ,simplesmente tenta passar uma idéia de mesmo que você ache que está sozinho e abandonado , você não deve desistir , e sempre há alguém que está lhe esperando para te auxiliar . 🙂

  12. Sara disse:

    Se trata de alguém a espera do seu amado, que está na Lanterna dos Afogados, um bar do livro de Jorge Amado onde as esposas esperavam seus maridos pescadores voltarem do mar. É como uma pessoa esperando outro alguém amado.

  13. Virgínia disse:

    Sobre aquestão de onde vem o nome, parece que há uma concordância. Mas o sentido, o sentido, ao meu ver, é bem mais fundo, é bem pesado, É a última esperança para os desesperados, aqueles que ‘só chorarão à noite’, quando tudo fica menos visível. Fala do desespero da solidão. A lanterna não é só a luz, ela é dos ‘afogados’. Quando ele fala dessa lanterna a sensação que me dá é do último fio de esperança, uma quase desesperança. é o sentimento da solidão.

  14. Marco Faria disse:

    Vou dar minha humilde opinião:

    Para mim a música fala de solidão e das dificuldade de navegar na vida, esta como um mar imenso, e às vezez turbulento.
    Uma pessoa solitária, sózinha (“ninguém te ouve”), particularmente só sobra a ela chorar. Mas o autor fala em outras perspectivas, luz, e numa saída para a solidão, o cais, difícil de ser visto porisso te espero na lanterna, aquela que salva os náufragos e onde ele espera encontrá-la.
    O autor, também solitário e com a perspectiva de uma longa noite e também solitária, parte de uma vida que passa rápido e na qual não podemos perder as oportunidades. Não importa podemos juntos sobreviver talvez felizez.
    O autor indica que também já sofreu e carrega suas cicatrizes, mas não importa:

    SAI DESSE CHORORÔ, VAMOS AMAR!

  15. SONIA CORREIA disse:

    concordo plenamente com Marco Faria. Meus alunos fizeram a interpretação da letra e chegaram a mesma conclusão. que bom.

  16. Andréa Carla disse:

    Eu só consigo interpretar uma música de acordo com o meu estado de espírito, e como tô passando por uns momentos bem difíceis consegui interpretar o seguinte: “EXISTE UMA ESPERANÇA, POR MENOS QUE SEJA(LANTERNA) ATÉ PRA QUEM JÁ ESTÁ NAS ÚLTIMAS (AFOGADOS)… E NÃO IMPORTA O QUÃO SOZINHO E DESESPERADO VC ESTEJA TEM ALGUÉM TE ESPERANDO… EXISTE LUZ NO FIM DO TÚNEL, E AINDA HÁ ESPERANÇA! É mais simples do q eu pensei!

  17. Romulo disse:

    Ele fez essa música logo no fim do namoro com Paula Toller, um momento dificil eu imagino. Em resposta ela fez “como eu quero”.

  18. Sérgio Soeiro disse:

    Romulo,
    Apenas com o intuito de ajudar na análise, sua informação não confere com a cronologia das datas.
    Herbert compôz esta música em 1989 para o Álbum “Big Bang”, e há muito já havia terminado seu relacionamento com a Paula Toller. Além disso, Lanterna dos Afogados foi inspirada no livro “Jubiabá”, de Jorge Amado, e a letra fala sobre as mulheres dos pescadores que saem para pescar e nem sempre voltam para casa. Como o risco é frequente, as mulheres ficam aflitas, rezando e torcendo para que possam ver seus maridos novamente. Para essas mulheres a noite é longa e, mesmo sabendo que todos os dias é a mesma rotina, o medo sempre está presente. Essas mulheres ficam nos faróis, esperando seus maridos.
    Quanto a “Como eu Quero”, também nada a ver com Herbert Viana, pois foi criada em 1984 por Leoni e Paula Toller. Trata-se de apenas de uma personagem fictícia e maniqueísta, ok?
    Um abraço.

  19. Mauricio disse:

    Li todos os comentários acima e até le-los, a letra estava confusa pra mim…Mas sabe aquele quadro de uma obra de arte q cada admirador q o observa tem sua própria interpretação de acordo com seus sentimentos ?..Pois essa música faz isso com a gente..Todas as opniões acima tem sua verdade..Abraços.

  20. Marco disse:

    Uma vez quando o Paralamas tocou no altas horas,o Serginho perguntou ao Herbert como surgiu essa letra.Ele disse que quando estava num lugar que não me recordo,uma pessoa chamou ele pra jantar,e então ele foi de carro(não me lembro se sozinho).Passando a beira de um mar,tinha um monte de barquinhos de pescadores da redondeza pela areia e um deles chamou a atenção dele.Que dizia “Lanterna dos afogados”.Ele gostou e usou como o nome da música.mas não sei se a letra tem alguma coisa a ver…

    num consegui acha esse vídeo =/
    (me lembro dele contando essa historia só não sei se é verdade.Mas como ele disse.)

  21. Paulo disse:

    Olá Galera!! Claro que por se tratar de uma obra de arte, ela tem várias interpretações. O Hebert Vianna é Paraibano, e sempre quando dava passava suas férias em João Pessoa PB ( Cidade Natal de Hebert) que quando andando pela praia de Cabo Branco viu uma embarcação cujo o nome era ” Lanternas dos afogados” . O Hebert achou muito interessante e se perguntou o que seria uma lanterna dos afogados, ai veio todo Talento do grande compositor que é. Quando tá escuro ninguém te ouve… Essa é a analogia ligada ao nome da música. Uma pessoa em busca de ajuda e que está no fundo do “poço”. obrigado!

  22. Jaqueline disse:

    Sempre ouvi essa musica com interpretação diferente das que aqui li…
    Para começo, eu entendia a frase “eu estou na lanterna dos afogados”, como eu sou no último posto entre os afogados (entre aqueles que estão no fundo do poço). Bem no sentido de “lanterninha”.
    Para mim era uma forma dele realçar (expressar-se exageradamente) sobre o sentimento de desespero provocado pela solidão em que alguém grita mais ninguém o ouve e se sente perdido (“está escuro”).

    Mas não perde as esperanças. Ele espera pela luz no fim do túnel. Que deve ser uma pessoa que o salvará da solidão. (“Estou te esperando, ve se não vai demorar”)

    No trecho uma “noite longa pra uma vida curta”, é sobre o sentimento de que ainda não viveu nada contrastado com a sensação de que o tempo não passa quando você está imerso em solidão (afogado).

    “Mas já não me importa //Basta poder te ajudar”, daria uma idéia de que juntos poderiam curar-se da solidão e voltar a luz.

    O passado sofrido provoca mudanças na personalidade da pessoa (“E são tantas marcas/Que já fazem parte/Do que eu sou agora”). Mas mesmo com essas cicatrizes ainda pode continuar na luta (“Mais ainda sei me virar”).

    Mas depois que as interpretações anteriores creio que a minha não se parece em nada com a intenção do autor. Uma vez que, sim, faz muito sentido a ideia do Bar das Lanternas dos Afogados.

    E a idéia da angustia da esposa a espera de seu amado faz muito sentido.

    Creio que ele pode sim ter se inspirado nisso. No desespero de esperar por alguém a fim de oferecê-lhe um porto seguro (“um cais pra quem precisa chegar” e apesar das marcas desse sofrimento e das longas noites de espera em uma vida pouco aproveitada (“uma noite longa para/uma vida curta”), “Já não importa / basta poder te ajudar”.

    E o resultado foi uma musica fantastica com espaço para diversas interpretações.

  23. Danilo R. Bill Enderic disse:

    Talvez hebert quisese dar essa impressão mesmo de que está falando das mulheres aflitas esparendo seus maridos, como pretexto para falar de si mesmo. Logo as duas visões estão corretas, seria como analogia para falar de si próprio com palavras que parecem dizer sobre outra coisa.

  24. Roberto disse:

    Fui em um show do paralamas, em que Herbert comentou que fez essa letra inspirado na história da mulheres que esperam seus maridos pescadores retornarem pela manhã, em um local do Estado da Bahia.

  25. Augusto disse:

    Ele realmente fala das mulheres aflitas que esperavam seus maridos nos postos das embarcações. Mas como toda música, ela tem seu lado metafórico e ambíguo. E ela é muito boa.

  26. vinicius disse:

    quando a musica fala em “eu to na lanterna dos afogados, to te esperando, ve se nao vai demorar” faz parecer que é uma pessoa que ja morreu falando a uma outra que ainda vive, lanterna é algo que chama a atencao por sua luz, para mim é como se ela induzisse alguem a seguir a luz da lanterna e se afogar, ou seja, se unir À pessoa que ja morreu.

  27. Augusto disse:

    Na verdade, há muito tempo atrás, as mulheres esperavam, aflitas, no cais de um porto qualquer seus maridos, geralmentes. Às vezes ficavam até dias. Levando pra um sentido metafórico, a música fala de uma pessoa que está em depresão, trancada no quarto, talvez, chorando e esperando sua pessoa amada.

  28. Ramon disse:

    Também fui num show que Hebert conta a história. O correto é a resposta 4 acima.

  29. Thiago Portugal disse:

    Eu já ouvi o próprio Hebert uma vez contar no Altas Horas que lanterna dos afogados era um hotel que tinha no antigo porto de Salvador, para onde iam as mulheres dos marinheiros esperarem por sua volta.
    Ali se tratava de um lugar de amor e de tristeza. Amor de verem seus maridos voltarem e tristeza dos que não voltavam.

  30. Reynaldo Mattar Neto disse:

    Quando vc está perdido e angustiado, e ninguém percebe isso, ou finge não perceber.
    Quando chega aquele momentos em que vc está completamente sozinho, todos a sua volta estão dormindo, não precisa fingir estar bem pra ninguém…
    Então vc pode chorar, deixar seus sentimentos fluírem pois de dia(quando todos estão te vendo) vc tem que esconde-los.
    Sempre há esperança de dias melhores, e essa espera é angustiante.
    A angustia não passa, mas a vida sim…
    Mas o ser humano se acostuma a tudo… ao menos algumas coisas vão bem…
    Ainda há esperança.

  31. AUGUSTO ARTHUR disse:

    NA VIDA ATUALMENTE É UMA PESSOA QUE ESTA AMANDO OUTRA MAS NAO É CORRESPONDIDA. E SOFRE MUITO POR ESTA ESPERA.

  32. JULIANA disse:

    EU ENTENDO QUE FOI UMA PESSOA QUE FOI ABANDONADA, E QUEM TEM A ESPERANÇA QUE QUE, A ABANDONOU VOLTE.
    E A PESSOA ESTÁ DESESPERADA.

    É SIMPLES ASSIM…
    MAIS A MELODIA É MARAVILHOSA..

  33. Rodrigo disse:

    Eu vejo nessa poesia, alguém q partiu e era muito amanda, percebi isso nos trechos …uma luz no túnel… …uma noite longa pra uma vida curta…
    ente outros q retrata isso muito bem … o primeiro comentário, retrato bem isso …
    versões diferentes dependendo da sua experiencia.

  34. Hugo disse:

    Na verdade “lanterna dos afogados” é uma lenda caiçara que se conta nas praias… se você for olhar o mar durante a noite verá que no horizonte há inumeras luzes brancas oscilando, no passado as mães, para evitarem que seus filhos fossem brincar nas praias durante a noite, contavam que aquelas luzes eram pessoas mortas com lanternas que atraiam os desavisados, uma luz ilusória (e realmente é uma ilusão de ótica) na qual você nadava e nadava até se afogar e nunca encontrava… essa lenda é retratada no filme “Piratas do Caribe” onde o navio do Jack encontra pessoas mortas em barcos, essas pessoas carregavm lanternas… a história também coincide com o fato das viúvas que esperam eternamente seus maridos… elas iam para os cais e faróis e ficavam olhando essas luzes, imaginando que seria o amado voltando , mas isso nunca acontecia… o real sentido é um amor que se foi e que mesmo que você o espere ele não voltará… levanta também o questionamento, a morte é o fim?

  35. RCC disse:

    Primeiramente preciso destacar os erros absurdos de português nos comentários. Talvez essa seja a minha lanterna dos afogados, o desejo de ver uma luz no fim do túnel dos desesperados, mas chega a noite e ninguém me ouve e só me resta chorar. Chorar por um país inculto, deseducado, onde vivo uma noite longa, para uma vida tão curta. Brasil, país onde nasci e provavelmente onde morrerei, tão triste é tua sina, tão rico pela tua natureza, mas tão pobre pelos que te habitam. Depois de tantas decepções, quase já não me importa, queria apenas poder te ajudar, mas são tantas marcas, que já fazem parte do que sou agora que só me resta poder me virar.