Nelson Sargento

Mentia

Pra quê eu fui acreditar
Em tudo que ela dizia
A razão do meu penar
Foi pensar que existiria entre nós
Mais que as palavras vãs que ela dizia

Quando ela jurou me amar, mentia
Quando ela jurou me amar, mentia

A mentira é um pecado
Condenado pela lei de Deus
Hoje eu vivo amargurado
Não esqueço aquele adeus
Eu que era tão contente
Perdi toda alegria

Quando ela jurou me amar, mentia
Quando ela jurou me amar, mentia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>