Nelson Sargento

Lei do cão

Agora
Vai ser tudo diferente
É olho por olho
É dente por dente
Não faço mais opção

Rasguei
O meu diploma de bobo
Não sou mais carneiro
Eu agora sou lobo
Em qualquer situação

Guerra é guerra
Pau no burro
À ferro e fogo
Mudei as regras do jogo
Dou cartas na tapeação

É a lei do cão
É na dureza, não dou moleza
Não tem pra ninguém
Primeiro eu, segundo eu
Terceiro e quarto eu também

É a lei do cão
É na dureza, não dou moleza
Não tem pra ninguém
E assim procedendo
Eu vou vivendo muito bem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>