Eu Sei

Legião Urbana

13 comentários

Sexo verbal
Não faz meu estilo
Palavras são erros
E os erros são seus…

Não quero lembrar
Que eu erro também
Um dia pretendo
Tentar descobrir
Porque é mais forte
Quem sabe mentir
Não quero lembrar
Que eu minto também…

Eu sei! Eu sei!…

Feche a porta do seu quarto
Porque se toca o telefone
Pode ser alguém
Com quem você quer falar
Por horas e horas e horas…

A noite acabou
Talvez tenhamos
Que fugir sem você
Mas não, não vá agora
Quero honras e promessas
Lembranças e histórias…

Somos pássaro novo
Longe do ninho
Eu sei! Eu sei!…




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 comentários para a letra “Eu Sei

  1. Eric disse:

    Para mim é claro q ele fala da dificuldade de tentar manter um relacionamento no qual ele sabe q está sendo traído mas quer manter velado para ver se conserta as coisas. Ele sopesa a parte em que ele tem culpa na traição mas que nada justificou a traição e que apesar dele tentar salvar o relacionamento, há também um sentimento mesquinho, uma reserva de ressentimento, um inesquivável instinto de sobrevivência de resgatar seu amor próprio visando ao final da reconquista do amante, ter o regozijo em pôr término ao relacionamento de forma desprezante pensando q ferindo o amante, poderá começar a se reestruturar afetivamente.

  2. léo scobar disse:

    pra mim a musica se baseia em um pate papo erótico pelo tel,e o personagem entra nele +prefere uma coisa +real e não virtual,até pq qalqer um ali pode mentir e ele sabe disso.

  3. Ainda estou tentando entender essa musica , no entanto, me parece que o autor sabe que esta sendo traido: “Eu sei”. Ao mesmo tempo, sabe que ele causou essa traição , ou pelo menos, que tambem peca, ja que ele tambem mente e erra: segunda estrofe. Na terceira ele fala pra “amada” fechar a porta do quarto para atender o amante ou ele? com quem vc quer falar por horas e horas e horas…..Na quarta é que fica meu senão…pelo segundo verso”Talvez tenhamos que fugir sem você(só se ele tiver dupla personalidade), enfim, passaro novo longe do ninho, significa que a relação acabou ja que passaro novo longe do ninho é presa fácil e pode se considerar morta.

  4. Gui vinhal disse:

    Como sempre, Renato Russo fala sobre os problemas de relacionamento. Nesse caso fica claro, logo no primeira parte, que relacinamento é contato fisico e não somente palavras. palavras sozinhas são erros e esses erros não são dele.
    “Sexo verbal
    Não faz meu estilo
    Palavras são erros
    E os erros são seus…”

    Nessa segunda parte ele entra em uma certa hipocrisia muito comum; mesmo jogando a culpa na(o) parceria(o) ele tambem o comete sem querer sofre por essas acusações que ele mesmo faz, isso se repete quando se mostra chateado a ponto de chamar de mentira muitas palavras q lhe foram ditas mas tb reconhece q fez o mesmo com suas palavras
    “Não quero lembrar
    Que eu erro também
    Um dia pretendo
    Tentar descobrir
    Porque é mais forte
    Quem sabe mentir
    Não quero lembrar
    Que eu minto também…

    Eu sei! Eu sei”

    Nessa terceira parte, ele descreve uma situação como exemplo onde esse sexo verbal(coversa boa, papo cabeça e etc) acontece.
    “Feche a porta do seu quarto
    Porque se toca o telefone
    Pode ser alguém
    Com quem você quer falar
    Por horas e horas e horas”

    Finalmente ele revela o egoismo q tanto lhe magou. Ele mostra q as pessoas, as vezes, vão embora com as palavras q disseram sem que tenham relamte alguma entrega verdadeira e querem sair tb com as suas palavras para satifazer seu proprio ego.
    “A noite acabou
    Talvez tenhamos
    Que fugir sem você
    Mas não, não vá agora
    Quero honras e promessas
    Lembranças e histórias”

    Renato Russo sempre foi muito criticado por isso ele tb toma muito cuidado ao criticar nessa musica dizendo q esse erro cometido na relação é comum por serem jovens, portanto, compreensivo.
    “Somos pássaro novo
    Longe do ninho
    Eu sei! Eu sei!…”

  5. Fab disse:

    Oi povo… achei em outro site: (http://www.digestivocultural.com/colunistas/coluna.asp?codigo=2000 ) uma análise com a qual me identifiquei mais. É uma música sobre dúvidas de adolescentes. E era assim que eu interpretava ela na minha adoslescência. Acho essa teoria de telexo uma furada. E a teoria da traição pode até estar correta, mas é muito específica e prefiro uma interpretação mais geral da coisa.
    ——————————
    Não à toa, uma canção oficialmente do Dois que passou para o “Três” (Que país é este?). Pela décima vez, a incomunicabilidade, a incompreensão e, óbvio, a rejeição, o conflito: “Palavras são erros – e os erros são seus”. Para, no momento subseqüente, sofrer um ataque de humildade e passar por uma expiação: “Não quero lembrar… que eu erro também”. E o resultado da experiência acumulada no processo: “Um dia, pretendo tentar descobrir… porque é mais forte quem sabe mentir”. E apenas para rimar e fechar outra estrofe: “Não quero lembrar… que eu minto, também”. Estamos no primeiro minuto de “Eu sei” (ainda faltam dois) e ele poderia muito bem encerrar, mas continua. Adolescente, sem dúvida: “Fecha a porta do seu quarto. Porque, se toca o telefone, pode ser alguém… Com quem você quer falar… Por horas e horas e horas…” (Quem não fez isso vivendo na época pré-celular, pré-e-mail e pré-instant messaging?). A adolescência, como todo mundo sabe, finda com a juventude: “A noite acabou. Talvez tenhamos de fugir sem você” (grifo meu). E uma metáfora da situação: “Somos pássaro novo, longe do ninho”.

  6. Roberto disse:

    Pra mim vai um pouco além , ele quer falar um pouco sobre o ser humano ,suas atitudes e seus erros no inicio da musica por exemplo ele deixa claro q muitos de nós criticamos erros dos outros , mas esquecemos que nós tambem cometemos eses erros , concordo com as analises anteriores , mas acrescento só isso ai mesmo .

  7. Sinceramente acredito que seja um mistério a ser solucionado o nosso amigo poeta Renato Russo , como sempre um conflito interno nas frases palavras são erros e os erros são seus, não quero lembrar que eu erro também, um dia pretendo descobrir porque é mais forte quem sabe mentir, não quero lembrar que eu minto também…
    A verdade é que julgamos eternamente e antes de julgar nossos atos preferimos julgar o dos outros e preferimos sempre buscar os defeitos e não as qualidades. Somos pássaro novo longe do ninho, eternamente imperfeitos….

  8. Robson disse:

    Renato claramente fala sobre seus próprios erros em relação a alguém que ele ama. Quando ele diz ” eu erro também” e ” eu minto também” está apenas dizendo para que a pessoa amada não faça certas coisas mas ele mesmo as faz!!
    Na segunda parte ele demonstra um certo ciume pedindo para que o ser amado fecha a porta do quarto para não ouvir o telefone tocar pois poderá ser alguém com quem ela ( ou ele ) queira conversar. Quando a noite acaba certamente a pessoa amada não pode ir com ele e sua turma então Renato pede para ficarem juntos mais um pouco. Quando pede honras e promessas ele quer tornar essa relação mais especial, mas ao meso tempo ainda são novos demais para assumir algo tão grande.

  9. amaral milhomem disse:

    Clássico. Tranque o quarto, pois se o telefone tocar e você não atender seus pais vão desconfiar: afinal você passa horas conversando no aparelho. Assim teremos tempos pra fugir até que seus pais dêem falta. Sei que você tem dúvidas se realmente é isso mesmo que você quer (viver o mundo, longe de casa, do ninho) então você pede mais tempo pedindo que contemos histórias, fazemos promessas e tal, você não sabe oque quer, eu sei, eu sei. Tambem sei que ficarmos só falando, vivendo de palavras, não pode estar certo, pois quando falamos a mentira é soberana. Por tanto temos que agir, iremos embora sem você. Um dia saberei por que vocês que seguem os modelos de vida estabelecidos pela sociedade, um modeli baseado em falsidade e hipocrisia, são mais fortes do que os que tentam realmente fazer alguma coisa que gostam, como fugir de casa e ganhar o kundo fazendo rock. Isso nunca vai mudar, e istou eu sei, eu sei.

  10. feltpe santos disse:

    quero uma analise para um trabalho escola

  11. Weslley Christhian disse:

    eu realmente acho que o Renato nessa música, ficou óbvio que ele está conversando com alguém , e que ele diz o que pensa e possivelmente seria um termino de um relacionamento , e ele está na casa da pessoa em questão .
    “sexo verbal não faz meu estilo ” ( ele provavelmente não fez sexo com a pessoa em questão, e quer que aconteça de verdade )
    “palavras são erros e os erros são seus , não quero lembrar que eu erro também ” ( deve te – lo ofendido com palavras, por que na frase , ele diz que o erro foi “dela ” , e não que lembrar que ele erra também, isso insinua que a pessoa despejou sobre ele todos os erros com palavras )

    ” por que é mais forte quem sabe mentir , não quero lembrar que eu minto também ” ( novamente , ele quer entender o por que de tanta mentira , mas ele reconhece que também mente )

    “eu sei eu sei ” ( reconhecimento do está “ouvindo ” durante a suposta conversa )

    “feche a porta do seu quarto , porque se toca o telefone , pode ser alguem com quem vc quer falar , por horas horas e horas ” ( a confirmaçao da suspeita traição , ele foi irônico ao dizer isso)

    “a noite acabou , talvez tenhamos que fugir sem vc , mas não não vá agora quero honra e promessas , lembranças e histórias , somos passaros novo , longe do ninho ” ( momento de indecisão , ele diz que vai embora sem ‘ela ” , logo se arrepende e diz que não quer que ela vá , quer uma nova chance , ouvir histórias , fazer promessas , e diz que o motivo disso tudo seria , por serem tão novos , e perdidos ” somos passáro novo longe do ninho ” )

    ” eu sei , eu sei ” (reconhecimento )

  12. Lisa disse:

    Embora muita gente coloque a música inteira e a interpretação dependente do primeiro verso (por ser polêmico, eu acho) eu não acho que faça tanta importância, na verdade acho que é apenas um exemplo.

    “Sexo verbal não faz meu estilo
    Palavras são erros e os erros são seus”
    Aqui, o eu lírico está criticando o parceiro(a) amoroso sobre apenas falar, e nada fazer. Cometer erros verbais e concretos.

    “Não quero lembrar que eu minto também”
    Já nesse verso, o eu lírico está refletindo, como pra si mesmo. Ele(a) sabe que erra também, e talvez seja essa a razão da acusação do(a) parceiro(a) – ele o(a) acusa para não acusar a si mesmo, por que saber que erra é doloroso.

    “Um dia pretendo tentar descobrir
    Por que é mais forte que sabe mentir”
    No último verso desse trecho, o eu lírico está praticamente resmungando por ter sido enganado tantas vezes. Por que aqueles que mentem sempre tem o poder de arrasar os corações?

    “Não quero lembrar que eu minto também”
    Novamente o eu lírico se diz ciente que mente, que arrasa corações tanto quanto o seu é arrasado.

    “Eu sei”
    O eu lírico confirma novamente estar ciente de tudo oque acabou de declarar.

    “Feche a porta do seu quarto
    Por que se toca o telefone, pode ser alguém
    Com que você quer falar por horas e horas”
    Acho que o eu lírico está ciumento – como se falasse pra pessoa amada pra que não atendesse o telefone pra não falar com alguém que poderia ser tão importante quanto ele.

    “A noite acabou, talvez tenhamos que fugir
    Sem você”
    Esse verso complementa o trecho anterior. O eu lírico parece estar deixando o(a) parceiro(a) pra trás, mas não quer que ela procure conforto em outra pessoa, por que de alguma forma ainda tem sentimentos por ela(e) e não quer vê-lo(a) com outro alguém.

    “Mas não não vá agora
    Quer honras e promessas
    Lembranças e histórias”
    Esse trecho quase não faz sentido com o resto da música, que fala sobre alguém deixando uma pessoa amada por seus erros embora sabendo que tem os seus próprios. Tenho duas teorias – ou aqui é a fala da pessoa sendo rejeitada, que não quer que a outra vá embora mesmo que esteja sendo tão egoísta, ou a pessoa que está deixando a outra faz uma confusão, embora tenha decidido deixar o companheiro(a) ainda tem sentimentos por ele(a) de apego (como visto no verso do telefone).

    “Somos pássaro novo
    Longe do ninho”
    E finalmente, o eu lírico justifica toda a confusão da música, e diferente da maioria das pessoas, penso que ESSE é o verso mais importante da música ao invés do primeiro, pois explica que o eu lírico está confuso pois é jovem, inexperiente e está longe da sua zona de conforto e lar. Não sabe muito bem o que está fazendo, sabe que está errando (assim como o parceiro) e tenta justificar todos os erros e mentiras com essa afirmação – e de novo encontramos a duplicidade do eu lírico, algo que Renato Russo era expert: ao mesmo tempo que tenta justificar com a sua situação desconfortável, ele sabe o tempo todo que é inteiramente responsável por seus atos.

  13. Dom disse:

    É só ler o livro a Fundação de Assimov, lá tem todas as respostas sobre essa música, inclusive tem um capítulo chamado ‘Eu sei’. Ouviu cambada de tapados….