Um Anjo

KLB

1 comentários

Hoje eu sonhei
Com um anjo
Feito só prá mim
Quem vai dizer
Pra onde a gente vai
Quando acaba o amor…

Se tudo terminou
Suas asas
Vão me proteger
E quando a noite chega aqui
Eu deito prá pensar
Na luz que se perdeu
Um anjo vem me beijar…

E o seu amor
Suave como o vento
Prazer sem julgamento
Que me faz voar…

E quando a dor
Me torna mais covarde
Eu sinto a coragem
Pra ser o que sou
Por que prá sempre
Um anjo vem me beijar…

Quando eu fico mal
E a dor parece
Não ter final
Olho pro céu
E eu sei
Que as estrelas
Sempre vão brilhar…

E quando a noite vem
Estou sozinho
Sem ninguém
O céu se apagou
Um anjo vem me beijar…

E seu amor
Suave como o vento
Prazer sem julgamento
Que me faz voar…

E quando a dor
Me torna mais covarde
Eu sinto a coragem
Pra ser o que sou
Por que prá sempre
Um anjo vem me beijar…

E seu amor
Suave como o vento
Prazer sem julgamento
Que me faz voar…

E quando a dor
Me torna mais covarde
Eu sinto a coragem
Pra ser o que sou
Por que prá sempre
Um anjo vem me beijar…




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário para a letra “Um Anjo

  1. Jacinto Leite Aquino Rego disse:

    Aqui o autor está declarando seu amor para o seu amado, dizendo que as asas vão proteger ele de qualquer problema, como a síndrome do alargamento anal. Pelo fato de o orifício posterior estar dilatado, ventosidades podem escapar sem ele perceber (ver o verso “suave como o vento”). Ele se lembra da primeira vez em que foi passivo (“E quando a dor/Me torna mais covarde”) e, no final, o amado chega para fazer um cunete no autor. Trata-se de uma canção de amor (gay, é verdade… mas é de amor).