As Tortas e as Cucas

Júpiter Maçã

Compositor(a) da letra: Não foi citado

Álbum da letra: A sétima efervecência

Ano de lançamento: 1997

2 comentários

Senti meu corpo derretendo
Flutuou minha mente compreendendo
Falei com minha sombra, tem vida própria sim
Abrindo as tortas e as cucas

Gentilmente sentei na pedra
Tornei-me parte dessa pedra
Ninguém me compreendia, nem nada que eu fazia
Os passarinhos me acalmaram

Uh, uh
Ah, ah, ah
Ah, ah
Abrindo as tortas e as cucas

Foi quando então eu percebi
Eu tava no meu guarda-roupa
Em posição fetal, achando tão normal
Rolando um flashback maternal

Uh, uh
Ah, ah, ah
Ah, ah
Abrindo as tortas e as cucas
Abrindo as tortas e as cucas
Abrindo as tortas e as cucas




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comentários para a letra “As Tortas e as Cucas

  1. Camila Peixoto disse:

    Viagem com ácido lisérgico onde as portas da percepção estavam abertas e você estava lá transcendendo e reluzindo dentro de si mesmo. Ninguém nunca irá compreendê-lo.

  2. Renan Quintana Garcia disse:

    Descrição de uma trip de ácido vivida dentro do ambiente de casa… A letra específica, dentro do próprio guarda-roupas do personagem, que pelo que conhecemos da figura, trata-se do próprio Júpiter. Um relato rico de uma experiência rotineira, mas sempre única.