Gilberto Gil

As pegadas do amor


Nem um bode prá sangrar 
Nem um bé 
Uma cabra a espernear 
Um baé 
Um porquinho, um bezerrinho 
Uma pomba, uma preá 
Animal de sangue quente 
Atacado a sangue frio 

Só ver sangue jorrar 
Nem um pouco de pesar 
De pavor 
Nem um cabra a implorar 
Por favor 
Nem um corpo a estrebuchar 
Ao tremor das minhas mãos 
Nem uma marca de horror 
No chão do meu coração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>