Gilberto Gil

Africaner brother Bound (Jean Pierre, Henrique Hermeto e Gilberto Gil)


Africaner brother bound
Quanto tempo ainda mais
Já durou até demais
O que não devia ser jamais

Poeta calou por um dia ou dois
Bandeira arriada pra descansar
O batuque ficou pra depois
Que o coração desenfrear 

Africaner brother bound
Quanto tempo ainda mais
Já durou até demais
O que não devia ser jamais

Quem é que no mundo pode impedir
O sol de nascer e de brilhar
A palmeira, de crescer, crescer
A noite na mata, de clarear

Do lado da gente, nós e nós e nós
Na luta feroz até o fim
A vitória deixará pra trás
Um tempo de guerra, tempo ruim

Africaner brother bound
Quanto tempo ainda mais
Já durou até demais
O que não devia ser jamais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>