Mentiras do Brasil

Gabriel Pensador

Compositor(a) da letra: Gabriel o Pensador

Álbum da letra: Ainda é só o começo

Ano de lançamento: 1995

2 comentários

Era uma vez duas criancinhas
Um mundo do faz de conta era onde eles viviam
Seus nomes eram José e Maria
E verde e amarelo era a bandeira que vestiam
Queriam viver com felicidade mas pra isso era preciso saber sempre a verdade
Os adultos hipócritas provocavam sua ira
Pois quem é puro não gosta de conviver com a mentira
Mas Zezinho e Maria eram puros porém sabidos
Deixavam tapados um dos lados de seus ouvidos
Pra não entrar por aqui e sair por ali
O que escutavam e achavam importante refletir
E na TV as histórias que os adultos contavam
Eles gostavam de ver
Mas nem sempre acreditavam
Se revoltavam vendo coisas que até cego já viu
E resolveram fazer uma lista com…

As maiores mentiras do Brasil
Vocês e suas mentiras vão pra… (primeiro de abril!)
As maiores mentiras do Brasil
Vocês e suas mentiras vão pra… (primeiro de abril!)

E uma mentira absurda encabeçava o rol:
Deus é brasileiro… (Só se for no futebol!)
Certas frases conhecidas são mentiras e ninguém nega
(por exemplo?) “A justiça é cega!”
Quem prega isso é canalha (psh! Não espalha)
Porque aqui a justiça tarda… E falha!
E o Zezinho gargalha com outra mentira boçal
(qual?) “O brasileiro é cordial” aha!
Mas que gracinha, imagina se não fosse!
Se o brasileiro é amável, Adolf Hitler é um doce
Porque a lei de Gérson é o nosso evangelho
Todos querem se dar bem e não se respeita nem os velhos
Dizem também que o pobre é malandro
Mas o povão tá só ralando e quem tá armando são os grandes empresários e empreiteiros
Mas até hoje só prenderam o PC e os bicheiros
No país da impunidade tudo é contraditório
Deixam o resto em liberdade em troca de um simples bode expiatório
Que situação patética
É real ou ilusório o processo de restauração da ética?
Será que é boato? Zezinho e Maria perguntavam
E enquanto isso anotavam…

Refrão

Mentira tem perna curta e se desmente facilmente
Zezinho estava em frente a uma loura linda e inteligente
E tem gente que diz que toda mulher bonita é burra
Quem acredita merece uma surra
Dizem que o bebê vem da cegonha
E que cresce pelo mão se bater uma bronha
Mas o pequeno Zé não acreditava
E se crescesse ele raspava
A lista de mentiras aumentava:
Comunista come criancinha, Aids é doença de gay
“Mentira!” (seu comunista, bota camisinha!)
Mariazinha ficou mocinha e descobriu que era caô
Que só existia sexo com amor
Aprendeu a falar inglês e viu que não é só filme brasileiro que tem muito palavrão
Pois foi no cinema e ouviu tudo o que eles cortam na legenda e na dublagem da televisão
Queriam as verdades sem cortes
Queria liberdade
Queriam independência ou morte
Perguntaram ao fantasma de Cabral a história real entre Brasil e Portugal:
“Não foi sem querer que descobrimos vosso país
Nós portugueses não somos burros como se diz!”
Outra piada que não era nada séria era que a seca do Nordeste era a culpada da miséria
Desculpa esfarrapada puro blá, blá, blá…
Pois se os políticos quisessem eles faziam o sertão virar mar!
Tem também a lenda eterna da falta de verbas
As moscas mudam mas é sempre a mesma merda…
E a lista continua sem parar
Com mentiras que o Pinóquio teria vergonha de contar

Refrão

Diziam que o Brasil é o país do futuro
Mas eles viram que o melhor era viver o presente
Zezinho e Maria decidiram mostrar pra todo mundo que é mentira que o Brasil não vai pra frente!
Eram crianças
Tinham muita esperança
Mas não queriam esperar pois quem espera nunca alcança
Acharam nojento todo aquele fingimento
E começaram a ficar violentos
(O brasileiro tá cansado de ser enganado
Daqui pra frente os mentirosos serão enforcados)
E começaram assim uma revolução
Controlaram todos os meios de comunicação
E revelaram sua lista com as milhões de mentiras
Que atrasavam a ordem e o progresso da nação
Só tinham uma saída pro país
Acabar com as mentiras pela raiz
E como toda revolução deixa cicatriz
O sangue jorrou feito um chafariz
Foi uma vitória do povo e no final da conquista
Zezinho e Maria puseram fogo na lista das…

Refrão

E ao voltarem pra casa encontraram seu pai emocionado por tudo que eles tinham aprontado
Uma nova era tinha começado e não era à toa que os olhos do coroa estavam encharcados
Uma lágrima desceu e Zezinho percebeu que descobria mais uma mentira nessa hora…
Homem também chora




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comentários para a letra “Mentiras do Brasil

  1. Jéssica disse:

    Era uma vez duas criancinhas
    Um mundo do faz de conta era onde eles viviam
    Seus nomes eram José e Maria
    E verde e amarelo era a bandeira que vestiam
    Queriam viver com felicidade mas pra isso era preciso saber sempre a verdade
    Os adultos hipócritas provocavam sua ira
    Pois quem é puro não gosta de conviver com a mentira
    Mas Zezinho e Maria eram puros porém sabidos
    Deixavam tapados um dos lados de seus ouvidos
    Pra não entrar por aqui e sair por ali
    O que escutavam e achavam importante refletir
    E na TV as histórias que os adultos contavam
    Eles gostavam de ver
    Mas nem sempre acreditavam
    Se revoltavam vendo coisas que até cego já viu
    E resolveram fazer uma lista com…

    As maiores mentiras do Brasil
    Vocês e suas mentiras vão pra… (primeiro de abril!)
    As maiores mentiras do Brasil
    Vocês e suas mentiras vão pra… (primeiro de abril!)

    E uma mentira absurda encabeçava o rol:
    Deus é brasileiro… (Só se for no futebol!)
    Certas frases conhecidas são mentiras e ninguém nega
    (por exemplo?) “A justiça é cega!”
    Quem prega isso é canalha (psh! Não espalha)
    Porque aqui a justiça tarda… E falha!
    E o Zezinho gargalha com outra mentira boçal
    (qual?) “O brasileiro é cordial” aha!
    Mas que gracinha, imagina se não fosse!
    Se o brasileiro é amável, Adolf Hitler é um doce
    Porque a lei de Gérson é o nosso evangelho
    Todos querem se dar bem e não se respeita nem os velhos
    Dizem também que o pobre é malandro
    Mas o povão tá só ralando e quem tá armando são os grandes empresários e empreiteiros
    Mas até hoje só prenderam o PC e os bicheiros
    No país da impunidade tudo é contraditório
    Deixam o resto em liberdade em troca de um simples bode expiatório
    Que situação patética
    É real ou ilusório o processo de restauração da ética?
    Será que é boato? Zezinho e Maria perguntavam
    E enquanto isso anotavam…

    Refrão

    Mentira tem perna curta e se desmente facilmente
    Zezinho estava em frente a uma loura linda e inteligente
    E tem gente que diz que toda mulher bonita é burra
    Quem acredita merece uma surra
    Dizem que o bebê vem da cegonha
    E que cresce pelo mão se bater uma bronha
    Mas o pequeno Zé não acreditava
    E se crescesse ele raspava
    A lista de mentiras aumentava:
    Comunista come criancinha, Aids é doença de gay
    “Mentira!” (seu comunista, bota camisinha!)
    Mariazinha ficou mocinha e descobriu que era caô
    Que só existia sexo com amor
    Aprendeu a falar inglês e viu que não é só filme brasileiro que tem muito palavrão
    Pois foi no cinema e ouviu tudo o que eles cortam na legenda e na dublagem da televisão
    Queriam as verdades sem cortes
    Queria liberdade
    Queriam independência ou morte
    Perguntaram ao fantasma de Cabral a história real entre Brasil e Portugal:
    “Não foi sem querer que descobrimos vosso país
    Nós portugueses não somos burros como se diz!”
    Outra piada que não era nada séria era que a seca do Nordeste era a culpada da miséria
    Desculpa esfarrapada puro blá, blá, blá…
    Pois se os políticos quisessem eles faziam o sertão virar mar!
    Tem também a lenda eterna da falta de verbas
    As moscas mudam mas é sempre a mesma merda…
    E a lista continua sem parar
    Com mentiras que o Pinóquio teria vergonha de contar

    Refrão

    Diziam que o Brasil é o país do futuro
    Mas eles viram que o melhor era viver o presente
    Zezinho e Maria decidiram mostrar pra todo mundo que é mentira que o Brasil não vai pra frente!
    Eram crianças
    Tinham muita esperança
    Mas não queriam esperar pois quem espera nunca alcança
    Acharam nojento todo aquele fingimento
    E começaram a ficar violentos
    (O brasileiro tá cansado de ser enganado
    Daqui pra frente os mentirosos serão enforcados)
    E começaram assim uma revolução
    Controlaram todos os meios de comunicação
    E revelaram sua lista com as milhões de mentiras
    Que atrasavam a ordem e o progresso da nação
    Só tinham uma saída pro país
    Acabar com as mentiras pela raiz
    E como toda revolução deixa cicatriz
    O sangue jorrou feito um chafariz
    Foi uma vitória do povo e no final da conquista
    Zezinho e Maria puseram fogo na lista das…

    Refrão

    E ao voltarem pra casa encontraram seu pai emocionado por tudo que eles tinham aprontado
    Uma nova era tinha começado e não era à toa que os olhos do coroa estavam encharcados
    Uma lágrima desceu e Zezinho percebeu que descobria mais uma mentira nessa hora…
    Homem também chora

  2. Rodrigo de Albuquerque disse:

    Essa música retrata como as crianças brasileiras são enganadas e manipuladas por várias pessoas e entidades – pais, família, escola, sociedade, mídia, políticos, celebridades e etc – e crescem até a juventude e vida adulta envoltos a mentiras e boatos os quais depois muitas delas descobrem a verdade por elas mesmas.