Lambada de serpente

Djavan

Compositor(a) da letra: Djavan e Cacaso

Álbum da letra: Alumbramento

Ano de lançamento: 1979

1 comentários

Cuidá dum pé de milho
Que demora na semente
meu pai disse meu filho, noite fria, tempo quente

Lambada de serpente
A traição me enfeitiçou
Quem tem amor ausente já viveu a minha dor

No chão da minha terra
Um lamento de corrente
Um grão de pé de guerra
Pra colher dente por dente

Lambada de serpente
A traição me enfeitiçou
Quem tem amor ausente já viveu a minha dor




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um comentário para a letra “Lambada de serpente

  1. Luiz Henrique disse:

    Na minha opinião toda a musica usa se de termos de duplo sentido que remete a vida no campo e uma traição amorosa cometida pelo autor.
    -Cuida dum pe de milho que demora na semente (O amor, a confiança dentro da relação amorosa)
    -meu pai disse: meu filho, noite fria, tempo quente(outra forma de dizer que nem tudo é o que parece)
    -lambada de serpente, a traição me enfeitiçou (pancada ou golpe, usando a serpente como figura traiçoeira e enganadora, terminado com o fato consumado.)
    – quem tem amor ausente já viveu a minha dor.
    – no chão da minha terra, um lamento de corrente (A notícia se espalha e todos ficam mal com a situação)
    -um grão de pe de guerra pra colher dente por dente (O relacionamento a partir daí fica confuso e se espera o troco por parte da outra pessoa.