Dead Fish

Zero e Um

Um bom computador e um carro veloz
Pra me manter
Distante de mim
No amplo progresso entre zero e um
Esconder em você meus erros
Pensar sim, dizer o não
Quanto mais perto mais distante do que sou
Vou mentir
Exagerar
Essa verdade já não tem tanto valor

Deletar
O que realmente sinto e posso acreditar
Programar
Uma nova linguaguem em que possa me adequar

Sem cores decadentes
Sem nenhum arranhão
Um brilho nos dentes
E um vazio no ar
E não há mais retorno com o que vai acontecer
Já foi tudo planejado inexorável proteção
Eu sei que você aceita como eu já aceitei
Mais um anúncio em nosso caos

Deletar
O que realmente sinto e posso acreditar
Programar
Uma nova linguaguem em que possa me adequar

Um comentário sobre “Zero e Um

  • O título é uma alusão ao código binário, próprios de computadores. A letra trata propriamente da revolução digital e o caos proveniente dela. Há uma enfase a distração existente com a maquina, afastando a pessoa do auto-conhecimento e das melhoras que dai advem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>