Comentário à Respeito de John

Belchior

Compositor(a) da letra: Belchior e José Luis Penna

Álbum da letra: ERA UMA VEZ UM HOMEM E O SEU TEMPO

Ano de lançamento: 1979

10 comentários

Saia do meu caminho, eu prefiro andar sozinho
Deixem que eu decido a minha vida
Não preciso que me digam, de que lado nasce o sol
Porque bate lá o meu coração

Sonho e escrevo em letras grandes de novo
pelos muros do país
João, o tempo, andou mexendo com a gente sim
John, eu não esqueço, a felicidade é uma arma quente
Quente, quente

Saia do meu caminho, eu prefiro andar sozinho
Deixem que eu decido a minha vida
Não preciso que me digam, de que lado nasce o sol
Porque bate lá o meu coração

Sob a luz do teu cigarro na cama
Teu rosto rouge, teu batom me diz
João, o tempo andou mexendo com a gente sim
John, eu não esqueço (oh no, oh no), a felicidade é uma arma quente
Quente, quente



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 comentários para a letra “Comentário à Respeito de John

  1. Guilherme disse:

    Saia do meu caminho, eu prefiro andar sozinho
    Deixem que eu decido a minha vida
    (refere-se aos demais parceiros de banda… e sua carreira solo)

    Não preciso que me digam, de que lado nasce o sol
    Porque bate lá o meu coração
    (refere-se a Yoko Ono (garota da terra do sol nascente e seu amor)

    Sonho e escrevo em letras grandes de novo
    pelos muros do país
    João, o tempo, andou mexendo com a gente sim
    John, eu não esqueço, a felicidade é uma arma quente
    Quente, quente
    (refere-se às lutas de John Lennon pela paz mundial e a forma como foi morto: tiros à queima-roupa)

    Saia do meu caminho, eu prefiro andar sozinho
    Deixem que eu decido a minha vida
    Não preciso que me digam, de que lado nasce o sol
    Porque bate lá o meu coração

    Sob a luz do teu cigarro na cama
    Teu rosto rouge, teu batom me diz
    (refere-se ao Bed-in (na cama para a paz), em que John e Yoko ficavam na cama de hotéis de vários países, inclusive gravou a música “Give Peace a Chance” num destes quartos de hortel.

    João, o tempo andou mexendo com a gente sim
    John, eu não esqueço (oh no, oh no), a felicidade é uma arma quente
    Quente, quente

    13
    7
    • Maria Auxiliadora de Oliveira disse:

      Já que a música foi escrita antes da morte do John, a frase “a felicidade é uma arma quente” não se refere à ARMA literalmente. Por coincidência, tudo se encaixou um ano depois. Seria tão bom ouvir do próprio Belchior sobre essa letra… Saudades!!!!

      • Wellyngton disse:

        Na verdade, quando ele fala ” a felicidade é uma arma quente” ele se refere q uma música que John Lenon escreveu “happiness is a warm gun

  2. Gil disse:

    Cara, a felicidade é uma arma quente não pode ser referência à morte de John, pois a letra é de um ano antes de sua morte. Ela faz referência, preocupam-se à letra da música dos Beatles que diz “happiness is a warm gun”.

    37
    1
    • Machado disse:

      Boa..creio que ele faz referência a yoko Ono.. pois ele não diz oh no
      .ele diz Ono.. e ela que conduziu de certa forma á carreira de John de forma. Digamos.
      Bom..

    • Clayton Urbano Pereira disse:

      Saudações Gil, você está coberto de razão, ainda que isso me soa como uma premonição a morte de John Lennon.Veja a capacidade do Belchior em sintetizar tudo em poesia e música, sem desmerecer o co-autor. Simplesmente um gênio!

  3. Maria Auxiliadora de Oliveira disse:

    Já que a música foi escrita antes da morte do John, a frase “a felicidade é uma arma quente” não se refere à ARMA literalmente. Por coincidência, ela se encaixou um ano depois.

    • Wellyngton disse:

      Na verdade, quando ele fala ” a felicidade é uma arma quente” ele se refere q uma música que John Lenon escreveu “happiness is a warm gun

  4. Wellyngton disse:

    Na verdade, quando ele fala ” a felicidade é uma arma quente” ele se refere q uma música que John Lenon escreveu “happiness is a warm gun

  5. Mário disse:

    “Felicidade é uma arma quente” refere-se à música “Happiness is a warm Gun” escrita pelo John Lennon e lançada pelos Beatles no White Álbum, de 1968. Uma das mais belas canções do disco.