É pra frente que se anda

Tudo acabou
Mal começou
Amor,
Agora é a sorte quem manda
Você não quis
Me fazer feliz
Seja o que Deus quiser
Ë pra frente que se anda

Eu nunca desconfiei
Porque no seu amor acreditei
O amor dia a dia se complica
Quero entende-lo, não sou capaz

Não sei mentir, sem zombar
Por isso não me vou sacrificar
Sou assim, é feitio, que hei de fazer
Tudo acabado, toca a esquecer

Se a lua contasse

Se a Lua contasse
Tudo que vê
De mim e de você,
Muito teria o que contar!
Contaria que nos viu brigando
E viu você chorando
Me pedindo pra voltar.

Somente a lua foi testemunha
Daquele beijo sensacional.
Neste momento foi tal enlevo
Que a própria lua sentiu-se mal.

Se a Lua contasse…

Só as estrelas que cintilavam
Hoje dão conta do que se viu.
Contam que a lua foi desmaiando
Caiu nas ondas, boiou, sumiu.

Cai cai balão

Cai, cai, balão!
Você não deve subir
Quem sobe muito
Cai depressa sem sentir
A ventania
De sua queda vai zombar
Cai, cai, balão!
Não deixe o vento te levar

Numa noite na fogueira
Enviei a São João
O meu sonho de criança
Num formato de balão
Mas o vento da mentira
Derrubou sem piedade
O balão de meu destino
Da cruel realidade

Atirada pelo mundo
Eu também sou um balão
Vou subindo de mentira
No azul da ilusão
Meu amor foi a fogueira
Que bem cedo se apagou
Hoje vivo de saudade
É a cinza que ficou!

Batata frita

Lá vem você, 
Com a mesma conversa, 
De todo o dia, 
Que está tudo caro, 
E você não pode, 
Fazer economia, 
Já não há manteiga, 
E o feijão está custando um dinheirão, 
Se a vida der um boléu, 
Você acaba na rua, 
Apanhando papel.

Você só come bife, 
Com batatas fritas ou petit pois, 
Mas é que o meu dinheiro, 
Não é verdura, 
Que plantando dá, 
E se você, menino, 
Não está satisfeito, 
E quer bancar o grã-fino, 
Vá dança um tango, 
Vá comer um frango, 
Lá pelo cassino.

Cidade maravilhosa

Cidade maravilhosa
Cheia de encantos mil
Cidade maravilhosa
Coração do meu Brasil
Cidade maravilhosa
Cheia de encantos mil
Cidade maravilhosa
Coração do meu Brasil

Berço do samba e das lindas canções
Que vivem n’alma da gente
És o altar dos nossos corações
Que cantam alegremente

Jardim florido de amor e saudade
Terra que a todos seduz
Que Deus te cubra de felicidade
Ninho de sonho e de luz

Cantores do rádio

Nós somos as cantoras do rádio
Levamos a vida a cantar
De noite embalamos teu sono
De manhã nós vamos te acordar
Nós somos as cantoras do rádio
Nossas canções cruzando o espaço azul
Vão reunindo num grande abraço
Corações de Norte a Sul

Canto pelos espaços afora
Vou semeando cantigas
Dando alegria a quem chora
Bum, bum, bum, bum, bum, bum, bum, bum, bum, bum
Canto, pois sei que a minha canção
Vai dissipar a tris…….teza
Que mora no teu coração

Canto para te ver mais contente
Pois a ventura dos outros
É alegria da gente
Bum, bum, bum, bum, bum, bum, bum, bum, bum, bum
Canto e sou feliz só assim
Agora peço que can…..tes
Um pouquinho para mim