Ana Carolina

Confesso

Confesso, acordei achando tudo indiferente
Verdade, acabei sentindo cada dia igual
Quem sabe isso passa sendo eu tão inconstante
Quem sabe o amor tenha chegado ao final

Não vou dizer que tudo é banalidade
Ainda há surpresas
Mas eu sempre quero mais
É mesmo exagero ou vaidade
Eu não te dou sossego,
Eu não te deixo em paz

Não vou pedir a porta aberta
É como olhar pra trás
Não vou mentir
Nem tudo que falei eu sou capaz
Não vou roubar teu tempo,
Eu já roubei demais

Tanta coisa foi acumulando em nossa vida
Eu fui sentindo falta de um vão pra me esconder
Aos poucos fui ficando mesmo sem saída
Perder o vazio é empobrecer
Não vou querer ser o dono da verdade
Também tenho saudade
Mas já são quatro e tal
Talvez eu passe um tempo longe da cidade
Quem sabe eu volte cedo
Ou não volte mais

Não vou pedir a porta aberta
É como olhar pra trás
Não vou mentir
Nem tudo que falei eu sou capaz
Não vou roubar teu tempo,
Eu já roubei demais

Não vou querer ser o dono da verdade
Também tenho saudade
Mas já são quatro e tal
Talvez eu passe um tempo longe da cidade
Quem sabe eu volte cedo
Ou não volte mais

Não vou pedir a porta aberta
É como olhar pra trás
Não vou mentir
Nem tudo que falei eu sou capaz
Não vou roubar teu tempo,
Eu já roubei demais

0 comentário sobre “Confesso

  • Nathália disse:

    No DVD Dois quartos ela fala um pouco sobre essa música, ela fala que a música foi composta na época da copa do mundo, ela e o Totonho já de madrugada (4 tal) compuseram essa música.
    Na minha opinião ela fala da dinâmica dos relacionamentos.

  • Essa música retrata que a pessoa é indecisa em relação aos sentimentos e sendo assim prefere romper com a pessoa. principalmente no trecho ” Não vou pedir a porta aberta
    É como olhar pra trás
    Não vou mentir
    Nem tudo que falei eu sou capaz
    Não vou roubar teu tempo,
    Eu já roubei demais”

  • Eu entendo como alguém que estava em relacionamento onde se tinha perdido a essência. talvez estivessem dando um tempo pra refletir sobre um reconciliação ou um término decisivo. esse alguém não quer perder a pessoa,por amor ou simples convivência,pelo visto ainda é amado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>