Ana Carolina

Beat da Beata

Se solta, vem comigo, vem pra dança |
Se solta que essa dança é pra curtir | x2
Sacudindo vem no beat da beata |
Depois que entrar, não vai ter como fugir |

Aê, o beat da beata |
Aê, segura o patuá |
Toda boate tem um fundo de verdade |
Quem não pode com a mandinga |
não me tira pra dançar |

Tem beata, tem sapata, tem frei pegando gay
Tem puta loirinha e tem mulata,
paraíba surdo e japonês
Na boate, o bate-estaca, preconceito não tem vez
Vale tudo, é tudo certo,
porque a razão é do freguês

(repete refrão “Aê….”)

Tem um boato ali rolando,
num instante que se espalha
Gente séria segurando, a onda de nego que avacalha
A preta alisou, pôs silicone,
amanhã vai querer botar caralha
E todo mundo vai no beat
seja qual for a sua praia!!
(repete “Aê”)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>