Adoniran Barbosa

Samba do Arnesto

O Arnesto nos convidou pra um samba, ele mora no Brás
Nós fumos não encontremos ninguém
Nós voltermos com uma baita de uma reiva
Da outra vez nós num vai mais
Nós não semos tatu!
No outro dia encontremo com o Arnesto
Que pediu desculpas mais nós não aceitemos
Isso não se faz, Arnesto, nós não se importa
Mas você devia ter ponhado um recado na porta
Um recado assim ói: “Ói, turma, num deu pra esperá
Aduvido que isso, num faz mar, num tem importância,
Assinado em cruz porque não sei escrever”

0 comentário sobre “Samba do Arnesto

  • Leticia Mantovi disse:

    o samba do arnesto trata-se de um homem (Arnesto), que convida seu amigos,colegas para um samba no Braz, so que quando eles chegam la nao tem ninguem e eles ficam com uma ‘reiva’ danada….

    4
    1
  • Alex Oliveira disse:

    O Arnesto, citado na musica, de fato existe e morava no Brás e era um grande amigo do Adoniram, embora este fato do Samba nunca existiu, que apenas foi uma invenção do Adoniram!

  • Alais Contiero disse:

    Adoniran Barbosa, personagem criado por João Rubinato, representa a inovação da linguagem no samba paulista. Percebemos que suas composições acabam representando as pessoas que viviam no Brás e Bexiga, bairros tradicionais de São Paulo. De um modo geral, suas músicas trazem a variação linguística (no caso, traz elementos da fala) para o campo da escrita, fazendo dela um aspecto a ser contemplado por todos aqueles que conseguem enxergar nessas músicas tão brilhante apreço pela linguagem tipicamente brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>