Misterios da Meia-Noite

17 comentários

Zé Ramalho

Mistérios da meia-noite
Que voam longe
Que você nunca
Nao sabe nunca
Se vão se ficam
Quem vai quem foi

Impérios de um lobisomem
Que fosse um homem
De uma menina tão desgarrada
Desamparada se apaixonou

Naquele mesmo tempo
No mesmo povoado se entregou
Ao seu amor porque

Não quis ficar como os beatos
Nem mesmo entre Deus ou o capeta
Que viveu na feira

Mistérios da meia-noite
Que voam longe
Que você nunca
Nao sabe nunca
Se vão se ficam
Quem vai quem foi

Impérios de um lobisomem
Que fosse um homem
De uma menina tão desgarrada
Desamparada, seu professor

Naquele mesmo tempo
No mesmo povoado se entregou
Ao seu amor porque
Não quis ficar como os beatos
Nem mesmo entre Deus ou o capeta
Que viveu na feira

Mistérios da meia-noite
Que voam longe
Que você nunca
Nao sabe nunca
Se vão se ficam
Quem vai quem foi

Impérios de um lobisomem
Que fosse um homem
De uma menina tão desgarrada
Desamparada, seu professor

Naquele mesmo tempo
No mesmo povoado se entregou
Ao seu amor porque
Não quis ficar como os beatos
Nem mesmo entre Deus ou o capeta
Que viveu na feira

Mistérios da meia-noite
Que voam longe
Que você nunca
Nao sabe nunca
Se vão se ficam
Quem vai quem foi

Impérios de um lobisomem
Que fosse um homem
De uma menina tão desgarrada
Desamparada, seu professor


17 comments on “Misterios da Meia-Noite

  1. Bruna Carvalho disse:

    Cara, essa letra é uma viagem.

  2. jeferson disse:

    não sei

  3. Eliana disse:

    Parece uma história… eu vejo um povoado bem pequeno em que uma garota se apaixonou por um homem mais velho, talvez um padre, que fosse seu tutor (professor) ou algo assim. Ele foi amaldiçoado (lobisomem)por causa disso. Ela se entregou a seu amor sem se importar com os outros, não queria ser hipócrita como as velhas beatas e talvez ambos tenham sido banidos do povoado.

  4. Adriano disse:

    A Música foi escrita com princípios nos mistérios Gnósticos.

    Zoroastro se reunia com seus discípulos a 00:00.

    Abçs

  5. Cáio Martins disse:

    Esta canção foi feita especialmente para a novela Roque Santeiro, exibida na Rede Gobo em 1985. O município em que ocorreu a trama chamava-se Asa Branca. Ninon, dançarina, apaixonou-se pelo Lobisomem, prof. Astromar. O então delegado da cidade, apaixonado por Ninon resolveu passar-se pelo folclorístico personagem na intenção de conquistá-la.

  6. leonai disse:

    Mistérios da meia-noite
    Que voam longe
    Que você nunca
    Nao sabe nunca
    Se vão se ficam
    Quem vai quem foi

    Vejamos o que a Palavra de DEUS nos fala,

    Não terás medo do terror de noite nem da seta que voa de dia,
    Nem da peste que anda na escuridão, nem da mortandade que assola ao meio-dia.
    Salmos 91:5-6

  7. Daniela disse:

    Realmente, essa musica é uma viagem, e me arrepio ao ouvi-la. Interpreto da seguinte maneira: Uma menina mais nova se apaixona por um professor aparentemente mais velho. Mas como antigamente as coisas eram mais difíceis, ditadura, as pessoas não tinham liberdade de expressão, esse amor diferente ficou meio que por ”baixo do pano”, ou seja, impérios de um lobisomem, as pessoas só mostram o que são quando ninguém esta ”vendo”… á meia noite… é um mistério!

  8. Luiz H. S. Valente disse:

    Acho que o Zé puxou uma maconha com o prazo de validade vencido, daí viu um lobisomem, então teve a ideia de fazer esta música!

  9. Thiago disse:

    Interpretei bem diferente.
    Se tratava de uma época de ditadura, muitas musicas fingiam um propósito, mas tinha outro, se escondeu atrás de uma historia de novela, porém era uma critica velada a ditadura.

    “Mistérios da meia-noite
    Que voam longe
    Que você nunca
    Nao sabe nunca
    Se vão se ficam
    Quem vai quem foi”

    Ou seja, a ditadura sumia com as pessoas, era um “mistério”, que vc nunca sabe quem vai ser levado, quem foi.. e onde foram parar

    “Impérios de um lobisomem
    Que fosse um homem
    De uma menina tão desgarrada
    Desamparada se apaixonou””

    Impérios de um lobisomem, quem era o Imperio?? estados Unidos, Lobisomem faz referencia ao monstro… que uma meninnia tão fragil e desamparada = Governo brasileiro, se apaixonou..

    “Naquele mesmo tempo
    No mesmo povoado se entregou
    Ao seu amor porque

    Não quis ficar como os beatos
    Nem mesmo entre Deus ou o capeta
    Que viveu na feira””

    Naquele mesmo tempo, tempo da ditadura no caso, no povoado = Brasil, entregou os eu amor ao estados unidos, ou seja, ficou na mão do imperio, do lobisomem..

    Preferiu o lobisomem forte, se entregar a força do grande, do que ficar com pobres beatos..
    Entre Deus e o Capeta = em cima do Muro, Deus EUA capeta o crescimento do socilismo chegando nas Américas.

  10. Daya disse:

    Um professor,homem letrado e distinto,acima de qualquer suspeita que altas horas da noite de alguma maneira vai contra as normas da sociedade.Apaixona-se por uma menina,ainda criança.Vivendo os dois em meio aos tabus religiosos,eles se amam silenciosamente e em segredo.A noite se transformam:ele o homem sedutor de meninas,ela ,a garotinha indefesa levada pela primeira paixão.Se entregam sem que ninguém descubra.

  11. Taciana disse:

    Ninguém falou por que o capeta viveu na feira!!!
    Considerando a interpretação sobre o capitalismo e o socialismo, talvez fosse uma alusão às formas comerciais. Mas até agora ninguém explicou o que a feira tinha a ver com o resto da música!!!
    Alguém tem ideia?

  12. aldenir disse:

    E melhor perguntar ao zéramalho

  13. Lordinaldo disse:

    ISSO É COISA DO PT!!!!!

  14. Aline disse:

    Entao, acredito que a letra revela sobre coisas que acontecem em nossas madrugadas, como os misterios da meia noite, quer dizer, a madrugada para todos sempre é esperada por maldições, paixoes, tristesas, entre milhares de coisas que acontecem, e você nunca sabe se sao verdadeiros ou nao, e o misterio desta musica é a paixao da menina que se entregou a um amor proibido, ou entregou o seu amor mais puro á uma fera… Bom acho isso 🙂

  15. Karine disse:

    Esta música conta apenas a história na novela Roque Santeiro! Como o Caio já explicou acima. Entende a música somente os velhinhos que assistiram a novela na época!

  16. disse:

    Acredito q qdo ele se cita ” Nao quis ficar como os beatos /Nem mesmo entre Deus ou o capeta q viveu na feira”, se refere à pessoas comuns.
    Ela não quis ficar como os beatos (pessoas comuns, apesar de evitarem alguns hábitos), que se encontram em lugares comuns, como feira (local com grande circulação de pessoas).

  17. Adalberto disse:

    Uma moça se relaciona com alguém misterioso, se entrega à paixão independente das opiniões das pessoas, não queria ser como os demais, feira como lugar comum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *