Cavalgada

6 comentários

Roberto Carlos e Erasmo Carlos

Vou cavalgar por toda a noite
Por uma estrada colorida
Usar meus beijos como açoite
E a minha mão mais atrevida

Vou me agarrar aos seus cabelos
Pra não cair do seu galope
Vou atender aos meus apelos
Antes que o dia nos sufoque

Vou me perder de madrugada
Pra te encontrar no meu abraço
Depois de toda a cavalgada
Vou me deitar no seu cansaço

Sem me importar se neste instante
Sou dominado ou se domino
Vou me sentir como um gigante
Ou nada mais do que um menino

Estrelas mudam de lugar
Chegam mais perto só pra ver
E ainda brilham de manhã
Depois do nosso adormecer

E na grandeza deste instante
O amor cavalga sem saber
E na beleza desta hora
O sol espera pra nascer


6 comments on “Cavalgada

  1. Rodson disse:

    a letra fala de uma longa noite de prazer.
    o ápice é o “me perder” de madrugada.

  2. Celso disse:

    Cavalgar do ponto de vista de uma relação sexual,é a mulher de quatro e homem por cima.No ato sexual o homem faz movimento que simula uma cavalgada.Ele açoita o corpo da amada com beijos…beijos por todo o corpo.”A mão atrevida” passeia por todas as partes,sem pudor,em busca do prazer mútuo.”Vou atender aos meus apelos,antes que o dia nos sufoque” vou fazer tudo que me der vontade,afinal o dia em breve estará raiando…e temos que seguir nossa rotina diária…trabalho…faculdade…filhos etc.Isso sufoca qualquer cristão.

  3. Jani disse:

    A música fala de baixaria, isso sim. E tenho dito!!!

  4. Assumpção Neto disse:

    O Roberto faz dessas. Faz amor em suas músicas de uma forma tão sutil que quase ninguém percebe. A mulher cavalgando o macho em um ato sexual relatado sempre com muita poesia. Só para exemplificar, extrai algumas frases que achei interessante:

    1. “vou atender aos meus apelos, antes que o dia nos sufoque” – Ele vai ter um orgasmo antes que o dia amanheça;

    2. “Sem me importar se nesse instante sou dominado ou se domino” – Nesse ato sexual a mulher fica por cima e, nessa hora, ambos dividem o controle do ato.

    3. “E na beleza dessa horra o sol espera pra nascer” – É o ato realizado com amor, sem vulgaridade. É o valor que o autor dá ao ato realizado por um casal apaixonado.

    4. “Depois de toda cavalgada vou me deitar no seu cansaço” – Depois de fazer amor o casal descança abraçado.

    Essa música é uma das mais belas do Rei.

  5. ISAIAS NUNES PONTES disse:

    Papai ai qui calor
    calor na bacurinha
    calor não é na tua aiaiai pai so é na minha

    Papai ai qui calor
    calor na bacurinha
    calor não é na tua aiaia pai so é na minha

    E la de trás da minha casa tem um pezinho de limão
    e la de traz da minha casa tem um pezinho de limão
    essa bichinha se lava é com uma barra de sabão

    Papai ai qui calor
    calor na bacurinha
    calor não é na tua aiaiai pai so é na minha

    Papai ai qui calor
    calor na bacurinha
    calor não é na tua aiaia pai so é na minha

    E la de trás da minha casa tem um pezinho de limão
    e la de traz da minha casa tem um pezinho de limão
    quem chama isso bacurinha nunca viu um fui capão

    Papai ai qui calor
    calor na bacurinha
    calor não é na tua aiaiai pai so é na minha

    E la de traz da minha casa tem um pé de muzumbe
    E la de traz da minha casa tem um pé de muzumbe
    eu tenho essa bacurinha e eu não do ela a você

    Papai ai qui calor
    calor na bacurinha
    calor não é na tua aiaiai pai so é na minha

    E meus amigos é cidadão todos me presti atenção
    E meus amigos é cidadão todos me presti atenção
    Vou pega essa porquinha e vou bota ela junto aquele
    barrão

    Papai ai qui calor
    calor na bacurinha
    calor não é na tua aiaiai pai so é na minha

    E meus amigos e cidadão arreparo o meu repente
    e meus colegas e cidadão arreparo o meu repente
    eu tenho essa bacurinha e não do a qualquer gente

    Papai ai qui calor
    calor na bacurinha
    calor não é na tua aiaiai pai so é na minha

    Ai lá de traz da minha casa tem um pé de desencano
    Ai lá de traz da minha casa tem um pé de desencano
    A bichinha esta zangada e parece que tá suando

    Papai ai qui calor
    calor na bacurinha
    calor não é na tua aiaiai pai so é na minha

    São duas versões da mesma coisa…SAFADEZAS, uma dita como vulgar e cafona a outra menos cafona, mas ainda assim brega…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *