Reza Vela

30 comentários

Rappa

Larara….
A chama da vela que reza
Direto com santo conversa
Ele te ajuda te escuta
Num canto coladas no chão as sombras mexem
Pedidos e preces viram cera quente
Pedidos e preces viram cera quente

A fé no sufoco da vela abençoada no dia dormido
O fogo já não existe ali saíram do abrigo
São quase nada
A molecada corre e corre e ninguém tá triste
A molecada corre e corre e ninguém tá

Se tudo move se o predio é santo
Se é pobre mais pobre fica
Vira bucha de balão ao som de funk
E apertada tua avenida
A cera foi tarrada
Não se admire

Se tudo move se o predio é santo
Se é pobre mais pobre fica
Vira bucha de balão ao som de funk
E apertada tua avenida
an an an a tua avenida,
an an an
A cera foi tarrada
Não se admire

Ta no céu o balão de bucha não espere o tiro apenas
mire
A cera foi tarrada
Não se admire
ta no ceu balao de bucha nao espere o tiro apenas
mire

(2x)
Depois da benção o peito amassado
É hora do cerol é hora do traçado
Quem não cobre fica no samba atravessado
Sobe balão no céu rezado

A chama da vela que reza
Direto com santo conversa
Ele te ajuda te escuta
Num canto coladas no chão as sombras mexem
Viram cera quente
Viram cera

A fé no sufoco da vela abençoada no dia dormido
O fogo já não existe ali saíram do abrigo
São quase nada
A molecada corre e corre e ninguém tá triste
A molecada corre e corre e ninguém tá triste
A molecada corre ninguem ta
A molecada corre ninguem ta

Se tudo move se o predio é santo
Se é pobre mais pobre fica
Vira bucha de balão ao som de funk
E apertada tua avenida
A cera foi tarrada
Não se admire

Se tudo move se o predio é santo
Se é pobre mais pobre fica
Vira bucha de balão ao som de funk
E apertada tua avenida
An An An a tua avenida
An An An
A cera foi tarrada
Nao se admire

Ta no ceu o balão de bucha nao espere o tiro apenas
mire
A cera foi tarrada nao se admire
Ta no seu balao de bucha nao espere o tiro apenas
mire

(sobe balao nos eu rezado..larara
Sose balao sobe balao sobe balao)

lararararara….

(A chama da vela que reza
Direto com santo conversa
Ele te ajuda te escuta
Num canto coladas no chão as sombras mexem
Pedidos e preces viram cera quente
Pedidos e preces viram cera quente

A fé no sufoco da vela abençoada no dia dormido
O fogo já não existe ali saíram do abrigo )


30 comments on “Reza Vela

  1. cleverson-giovaninetti disse:

    eu quero a vela pro meu irmao que tem diabete ,que DEUS da agraça a ele si for a vonta de dele que deus agi,obrigado.

  2. Quero a Vela para meu pai que Deus age na vida dele e mostra a luz para ele ´para de fumar que esta prejudicacndo sua saude e da forca pra ele continuar lutando pelos seus objetivo ao lado da minha mae e muita saude a todos nos.

  3. Alan Felipe disse:

    ” A chama da vela que reza
    Direto com santo conversa
    Ele te ajuda te escuta
    Num canto coladas no chão as sombras mexem
    Pedidos e preces viram cera quente
    Pedidos e preces viram cera quente”

    pelo o que entendi ele tenta descrever a “vela” como um cigarro de maconha. No trecho “Direto com o santo conversa” pode ser visto como o efeito do cigarro entrando em conexão com a mente do indivíduo. “Ele te ajuda e te escuta” pode ser visto como o único refugio que o camarada tem sobre a sociedade, que no caso é se entregar as drogas. “Num canto coladas no chão as sombras mexem” o efeito que a droga casou ao indivíduo trazendo ilusões e como consequencia ver as sombras se mexerem!

  4. Erika disse:

    Ô Alan, realmente, o bom de uma música c/ muitas metáforas é que vc pode interpretar de várias formas, mas vc viajou um pouco….kkk
    Tb adoro essa música mas não entendia bem a letra até ver o clipe algumas vezes.
    Ele fala vela que é ussada nas orações por uma pessoa (pedidos e preces viram cera quente) e a mesma cera acaba virando “bucha de balão”, ou seja eles usam p/ fazer o balão subir.
    Relata a fé da pessoa ao acender uma vela p/ os santos. As sombras são as sombras que a vela faz e a parte que ele fala “Depois da benção o peito amassado / É hora do cerol é hora do traçado” é quando a molecada rouba a cera p/ fazer o balão. Fala tb do barato que é p/ a molecada isso td etc.
    Dá uma olhada no clipe
    Até+

  5. desculpa alan mais tu viajou feio cara
    a érica não está errada mais acredito que não acertou no exato sentido da musica pois seu tema principal não é uma reza (parece, mas não o é)
    ela descreve um momento de dor que ocorre no morro em meio a tiroteios que fazem parte do dia-dia
    explico-lhes melhor: “A fé no sufoco da vela abençoada no dia dormido,O fogo já não existe ali saíram do abrigo,São quase nada ”
    aqui ele quis dizer que o tiroteio acabou e parece que já não existe mais motivo de dor pois são “quase nada”, dizendo que a policia já se foi e os traficantes saíram de seus “abrigos”
    o momento de perigo, o terror, a maldição momentânea passou
    e completa dizendo “a molecada corre e ninguém está triste”
    afinal de contas isso já faz parte do cotidiano desse povo, ele passa pelo aperto,reza,faz preces, depois tudo se acalma a vida volta ao normal as crianças vão soltar pipa, e as pessoas vão sambar tentando manter a linha de equilíbrio entre o medo, a falta de opção, e a normalidade, forçando uma naturalidade da desgraça, já tornada participe diária em seus convívios sociais.

    espero ter ajudado!

  6. Mayara disse:

    Bom, acretido que tanto a Érica quanto o Alan estão corretos ..

    Além disso quero acrescentar que ao reparar em todos os albuns e praticamente todas as músicas são relatos sociais, que envolve desde a religião à tiroteios ….

    Eles realmente são perfeitos … Falcão canta com a alma ! Nunca vi igual!

  7. Felipe disse:

    É Mayara creio que você tenha razão, porque essa música, pode ser interpretada em cada pedaço.Porém eu também interpreto essa música, mais voltada pro lado da oração, como a Érika, fala bem dessa fé de um povo que está sempre sofrendo, e na maioria das vezes Deus é o seu refúgio, sempre rezando com velas, pra santos tentando amenizar as dores e sofrimentos do seu dia-a-dia.

  8. Allan Amorim disse:

    Já usei esta música em sala de aula para relacionar o caos urbano a exclusão socioespacial, guetos cariócas e o Tráfico ao descaso das autoridades. Reza Vela fala da
    fé e do misticismo do povo que gasta o pouco dinheiro que tem com dízimos e oferendas, “Se era pobre mais pobre fica”. Por exemplo: Virar Bucha é uma gíria carióca que significa se ferrar, se dar mal no lugar dos outros. “Virar bucha” ao “som de funk” é uma forma de dizer: Pobre matando pobre (PMs x Tráfico) ao rítmo do “tambozão” do funk. E os verdadeiros traficantes estão nas coberturas e nos palácios deste país. E assim caminha a humanidade…
    GEOGRAFIA É TUDO!

  9. lito violao e voz disse:

    a letra é muito rica, e acredito que nada pode ser absoluto em sua interpretaçao.
    A chama da vela que reza
    Direto com santo conversa- as pessoas quando rezam,se concentram mais na vela que no “santo”.

    Ele te ajuda te escuta- a fé de quem reza

    Num canto coladas no chão as sombras mexem
    Pedidos e preces viram cera quente-
    mostra o cenário, uma imagem cinematográfica, as chamas se mexendo e as sombras também.Cientificamente, as preces se desmancham com a cera.

    A fé no sufoco da vela abençoada no dia dormido- concentração na vela que “sufoca nas chamas do próprio cordão”.a confirmação da fé baseada na paz do amanhacer.

    O fogo já não existe ali saíram do abrigo
    São quase nada- acabou as rezas, a vela acabou e as pessoas estão saindo de casa,igreja ou capela,e os pedidos e preces já não são tantos como antes.

    Depois da benção o peito amassado
    É hora do cerol é hora do traçado
    Quem não cobre fica no samba atravessado
    Sobe balão no céu rezado-
    o peito cheio de fé, é hora da verdade: os dízimos e as dificuldades.e quem não dá (o cobre)fica mal na “foto” e assim se fecha a história de bençaõs,maldições,crendices,enganações,fatos reais.

    Se tudo move se o predio é santo
    Se é pobre mais pobre fica
    Vira bucha de balão ao som de funk
    E apertada tua avenida
    – a fé move “montanhas” e o lugar é “sagrado”, porém profanado pelo mercado da fé, e as pessoas dão o que tem de seus bens, então as pessoas se ferram , a vida fica cada vez mais dura e estreita como as ruas das favelas!

    A cera foi tarrada
    Nao se admire

    Ta no ceu o balão de bucha nao espere o tiro apenas
    mire- os pedidos foram “cortados”, isso é comum e a pessoa está fora da realidade e não voltará a mesma, veja com seus prórpios olhos.

  10. CAIO disse:

    ESSE ALLAN VIAJA DEMAIS….

  11. Rodrigo Valle disse:

    Meu nome e Rodrigo Valle, sou o compositor da letra, na verdade quando escrevi não imaginei como musica e apenas fiz o texto mostrei para o Marcelo Lobato e ele levou para a banda que musicou o meu texto.
    Obrigado pelos comentarios sobre a letra.
    Qualquer coisa meu e-mail e A5talvez@hotmail.com

  12. jefferson disse:

    A musica relata do começo ao fim toda etapa dos baloeiros. A vela é poetizada, indica desde de sua função que serve para rezar até o momento que é tarrada para fazer bucha de balão e seguir seu destino no céu fazendo o balão subir. Mistura muito a fé com a prática do baloeiro, além do mais, todo baloeiro gosta de pipas, portanto o trecho ” é hora do cerol é hora do traçado” relata todas as práticas de quem solta balões.

  13. luiz gomes disse:

    Rodrigo Valle, já que vc que escreveu, ninguém melhor pra comentar o sentido da letra.

  14. “Se tudo move se o predio é santo
    Se é pobre mais pobre fica
    Vira bucha de balão ao som de funk
    E apertada tua avenida
    A cera foi tarrada
    Não se admire”

    Considerando a genialidade da banda em criar músicas críticas políticas-sociais, creio que a parte acima é uma referência à religião como uma válvula de escape para a classe oprimida, onde elas buscam refúlgio para escapar da mísera realidade que os assombra. Porém, rezar nada resolve (Se é pobre mais pobre fica). A cera da vela (que de certa forma representa a prece) vira bucha pra balão (queima e vai embora).

    tarrada (tar-ra-da)

    sf (tarro+ada) Porção de líquido que um tarro pode conter. 2 Tarro cheio.

    Demorei para entender o significado de “tarrada”, mas compreendi que se trata do líquido que a cera forma depois de queimada, usada na bucha de balões.

    “A cera foi tarrada
    Nao se admire”

    Não se admire, não se surpreenda, é a realidade. A música evidencia isso do começo ao fim, intercalando a alienação da pessoa rezando com a realidade do povo na favela (como mostra o clipe).

  15. Felipe disse:

    Idem à resposta n° 10
    não existe outra interpretação pro sentido para o qual a musica foi criada, a quem disso, é mera especulação de fan, ¬¬ me parece óbvio até, agora metáforizar músicas, n é coisa de hj, parabens pros q possuem imaginação! o/

  16. Vitor disse:

    Eu particulamente sou grande fã do Rappa,a minha interpretação da parte a seguir é essa :

    A chama da vela que reza
    Direto com santo conversa
    Ele te ajuda te escuta
    Num canto coladas no chão as sombras mexem
    Viram cera quente
    Viram cera

    A fé no sufoco da vela abençoada no dia dormido
    O fogo já não existe ali saíram do abrigo
    São quase nada
    A molecada corre e corre e ninguém tá triste
    A molecada corre e corre e ninguém tá

    -Eu sempre penso que essa musica passa que, quando se reza a santos, o ”combustível” dessa conversa será a vela, enquanto ela estiver acesa, ele irá te ajudar, enquanto as sombrar no chão mexem, a sombra do fogo de vela mexe, mas quando se apaga, no outro dia, a sombra não mexe mais, virou cera, o santo não ira te ajudar, a fé no sufoco, onde ainda se acredita na ajuda, mas sem resultados, são quase nada, nada mudou, a molecada corre e ninguém tá triste, isso passa o quanto é grande a fé em santos, mesmo quando nada acontece, acreditam em uma benção, mesmo tendo sido em vão…

    Bem, é apenas minha analise, se acharem errado respondam por favor, queria conhecer mais essa letra. Vlw gente abração a todos !

  17. Gabriel Abreu disse:

    So Pra completar! Eles estao falando de uma parte da infância deles! Pois no CLIP nao sei se notaram mostra 4 MLKS com as mesmas características do quarteto da banda tarrando a cera e fazendo a cera de bucha de balao e etc…

  18. mizuno de 900 catraca nois ta girando nos panos nós investindo de carrão nave do ano nos ganha dinheiro facil no cofre só diamante de armani bruksfield e também a marca da tomi nois é o socio da loto cada dia é um baile cada baile é uma moto é o socio da loto!! mc ls eu proprio fiz e quero dizer q vai estorar!!!

  19. Leonardo Messias disse:

    A letra é riquíssima, e muito difícil de ser analisada verso por verso, mas acredito que o autor do comentário de número 10 conseguiu fazer isso de uma forma coerente.
    Analisado o videoclipe, acredito que em uma visão geral, a metáfora da música é a seguinte: A mesma cera que é utilizada pelos fieis para fazer as orações (pedidos e preces viram cera quente), é também utilizada pelas crianças como “bucha” para fazer o balão subir (tá no céu balão de bucha).
    E no mesmo céu que sobe o balão, sobe também as almas boas desse mundo, como o próprio Falcão diz no show que ocorreu na Rocinha.

  20. Leonardo Messias disse:

    Complementando meu comentário, o verso “Sobe balão no céu rezado” confirma a ideia de que no mesmo céu que sobe o balão sobem também as boas almas do mundo.

  21. Thiago G. disse:

    Refere-se à fé das pessoas que ascendem velas e depois a cera da vela é raspada (tarrada) e usada na brincadeira de crianças para fazer bucha de balão.

  22. Giuli disse:

    A mãe/vó acende a vela para a proteção da vida do filho/neto, única coisa que pode fazer por ele (o desespero de se apegar na fé quando não se tem mais nada, mesmo que muitas vezes seja em vão – Pedidos e preces viram cera quente). A cada vez que ele escapa da morte, ao fim da vela e do sufoco de um tiroteio por exemplo, um alívio – “a molecada corre e corre, ninguém tá triste”, vida que segue.
    Enquanto isso o filho/neto “acende a vela” (alusão a maconha, que assim como a vela acaba fazendo conexão entre esse mundo e o “lado de lá”) e acaba morto por isso (“sobe balão para o céu rezado”, “vira bucha” pois quem deveria ser pego, não o é – no caso, grandes traficantes). O caminho se torna cada vez mais estreito para aquela família.
    Enfim, em minha opinião, se trata das vítimas das redes do tráfico e seus confrontos com a polícia.

  23. Guto disse:

    A primeira estrofe discreve alguém rezando enquanto a vela se derrete. Fala de Fé.
    A segunda estrofe fala de garotos pobres, que moravam num abrigo, que apesar da pobreza são felizes.
    A terceira estrofe diz que independente de qualquer circunstancia, a situação deles só piorava, então eles ingressam no tráfico, por não haver outro jeito (relação tráfico- bailes funk).
    a cera foi tarrada,não se admire- ou seja , agora voce já está dentro,o bicho tá pegando (tiroteio, confronto) tá no céu o balão de bucha, não espere o tiro, apenas mire ( isso significa que voce está no meio do confronto talvez com a policia ou com outras gangues).
    Depois da benção (da mãe ou de quem quer que seja) o peito amassado (talvez com medo) é hora do cerol é hora do traçado (confronto, tiroteio, guerra do tráfico) Sobe balão no céu rezado (morreu, apezar da benção, e das preces).

  24. Toshi disse:

    Não tenho certeza, mas conhecendo o jeito do Falcão compor usando muitas metáforas e gírias a letras pode estar falando de um traficante de drogas viciado em cocaína que está tentando abandonar o vicio.
    Em uma parte diz:
    “Depois da benção o peito amassado
    É hora do cerol é hora do traçado
    Quem não cobre fica no samba atravessado
    Sobe balão no céu rezado”
    Depois de pedir em oração para deixar essa vida é a hora do cerol (cocaína) é hora do traçado (carreira de cocaína), e quem não cobre fica no samba atravessado (quem não cheira não entra no ritmo dos traficantes).

  25. GABRIEL disse:

    gente pode ser todas as hipóteses mas eu acho que ele quis falar sobre fé e condições sociais (pedidos e prece viram cera quente)seria uma interrogação sobre a eficacia desse ato( ao som de funk aperta sua avenida) depositando a pessoa sua esperança em uma vela se acomoda e se distrai ao som de (funk) ou qualquer ritmo musical. aperta sua avenida sua ou seja a situação só piora se e pobre mais pobre fica ( ta no céu não espere tiro apenas mire) e o que faz a elite com a classe baixa.ENFIM A QUESTÃO NESSA OBRA DE ARTE DO FALCÃO E A DESIGUALDADE SOCIAL E AS FORMAS PELAS QUAIS O OPRIMIDO SE ACOMODA (FE)

  26. GABRIEL disse:

    O SOFRIMENTO DE QUE ACENDE A VELA PATROCINA A ALEGRIA DE QUEM FAZ O BALÃO.METAFORA

  27. Pedro disse:

    O Rappa veio do espaço cultural Donana
    Dona Ana era uma rezadeira e eu ia muita criança lá para rezar também e para brincar Então eu acho que a música é uma homenagem a dona Ana
    Faz sentido Por que você tenha metáfora da molecada que corre corre e não tá triste e do próprio sentido da reza
    Além do mais a própria Cultura do Donana, é uma cultura afrodescendente e faz a menção ao samba
    Vale a pena pesquisar mais sobre o espaço cultural Donana abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *