Me Deixa

16 comentários

Rappa

Larararala, larararararara

Podem avisar, pode avisar
Invente uma doença que me
Deixe em casa pra sonhar
Pode avisar, podem avisar
Invente uma doença que me
Deixe em casa pra sonhar
Com o novo enredo outro dia de folia
Com o novo enredo outro dia de folia

Eu ia explodir, eu ia explodir
Mas eles não vão ver os meus pedaços por aí
Eu ia explodir, eu ia explodir
Mas eles não vão ver os meus pedaços por aí

Me deixa que hoje eu to de
Bobeira, bobeira
Me deixa que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira

Larararala, larararararara

Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero
E mais justo comigo
Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero e
Mais justo comigo

Podem os homens vir que
Não vão me abalar
Os cães farejam o medo,
Logo não vão me encontrar
Não se trata de coragem
Mas meus olhos estão distantes
Me camuflam na paisagem
Dando um tempo,
Pra cantar

Me deixa, que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira
Me deixa, deixa, deixa
Que hoje eu to de
Bobeira, bobeira

Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero
E mais justo comigo
Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero e
Mais justo comigo

Podem os homens vir que
Não vão me abalar
Os cães farejam o medo,
Logo não vão me encontrar
Não se trata de coragem
Mas meus olhos estão distantes
Me camuflam na paisagem
Dando um tempo, tempo, tempo
Pra cantar

Me deixa, que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira
Me deixa, que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira

Me deixa, deixa, deixa
Que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira
Me deixa, ve se me deixa,
Que hoje eu to de bobeira,
Bobeira, bobeira…


16 comments on “Me Deixa

  1. Wilton disse:

    uma doença que me deixe em casa para sonhar,representa uma justificativa para não ir trabalhar, ficar consigo mesmo.Com o novo enredo outro dia de folia, que quer dizer um dia de feriado por exemplo e não um dia para o trabalho a rotina.Ele se coloca num processo depressivo como se fosse explodir, mas não quer deixar que todos saibam disso.Então prefere ficar de bobeira,só.Ele está determinado a assumir está postura e no entanto se considera mais autentico consigo mesmo, e não esta comedo da reação ,como diz está chutando o balde.

  2. Wilton disse:

    uma doença que me deixe em casa para sonhar,representa uma justificativa para não ir trabalhar, ficar consigo mesmo.Com o novo enredo outro dia de folia, que quer dizer um dia de feriado por exemplo e não um dia para o trabalho a rotina.Ele se coloca num processo depressivo como se fosse explodir, mas não quer deixar que todos saibam disso.Então prefere ficar de bobeira,só.Ele está determinado a assumir está postura e no entanto se considera mais autentico consigo mesmo, e não esta com medo da reação ,como diz está chutando o balde.

  3. Bêned disse:

    eu estava procurando relamente o significado dessa musica, só para concretizar o que eu ja havia interpretado…

    mais naquela parte que ele fala
    Podem os homens vir que
    Não vão me abalar
    Os cães farejam o medo,
    Logo não vão me encontrar
    Não se trata de coragem
    Mas meus olhos estão distantes
    Me camuflam na paisagem
    Dando um tempo,
    Pra cantar ”

    eu interpreto como se ele fosse uma cara limpo e absoluto..
    tipo, como se podesse vir que for, interrogasse ele,
    tentasse fazer a cabeça dele ou ficar questionando ele…
    mais ele é seguro do que quer, não vai por ninguém…
    éé na dele.. tem sua prórpia opinião e visão….

    e pode vir oque foor.. nada vai mudar isssooo..


    Hoje eu desafio o mundo
    Sem sair da minha casa
    Hoje eu sou um homem mais sincero
    E mais justo comigo
    Hoje eu desafio o mundo
    Sem sair da minha casa
    Hoje eu sou um homem mais sincero e
    Mais justo comigo”

    os bem feitos dele… não precisam ser mostrados a ninguém

    só diz respeito a ele… ele tem que estar bem com ele mesmo..
    ser justoo e sincero com ele mesmo…sendo detalhistaa
    ee justoo… não precisa mostrar isso a ngm.. pois
    as pessoas só percebem…

    eu interpreto assim =/

  4. Elmo disse:

    Ele ia explodir pois a rotina está insuportável, trabalho/compromissos/etc… em um nível acima do tolerável, gera estresse negativo, deprime, mas, numa necessidade de liberdade nem que seja inventando uma doença ele supre sua necessidade de ócio para equilíbrio pessoal. Fica em casa, de bobeira, consigo. É um tempo necessário que não lhe é dado pelo sistema e ele encontra sua forma de desafiar e, sem medo de possíveis consequencias, cria seu próprio tempo pra sonhar, um dia só seu, um compromisso consigo, um tempo necessário para sí.

  5. Marcos Antonio Mocellin disse:

    Ele resolve ficar em casa “de bobeira”, dar um dia para si próprio já que o sistema suga quase todas suas energias.
    Ficando em casa ele desafia o sistema e atende suas próprias necessidades básicas de sonhar, brincar, assim se torna sincero consigo mesmo e com suas necessidades. Podem vir procurar ele mas não vai adiantar pois ele não tem medo e sabe o que quer da vida, a opressão do sistema não lhe atinge.

  6. Me Deixa disse:

    Através da invenção de uma doença o eu-lirico tenta fugir dessa sociedada capitalista , dinamica e frenetica que como um conjunto acaba tornando seus elementos( os participantes dessa ” civilização ” ) menos sonhadores ,menos pensantes e mais stressados, mecanizados , em sintese : menos desafiadores ao mundo.

    E com um simples ato de ficar em casa , ele acaba desafiando o mundo , a sociedade , pelo fato de não seguir algo pré- determinado pelo sistema.

  7. Juliana disse:

    Simples… me deixa que hoje eu to de bobeira…. deu o bonde no trampo pra ficar em casa de bobeira porque estava estressado a ponto de explodir … inventou uma doença pra driblar o estres… mas tem que ficar camuflado em casa… curtindo o sossego..

  8. Analista de Sistemas Estressado disse:

    Essa letra é a minha realidade atual. Não que eu não goste do que faço, mas o dia-a-dia está absurdamente me sugando os meu “cartuchos” finais… Amanhã chuto o balde=ficar de bobeira permanente.

  9. thauan disse:

    na minha opiniao a musica fla que o cara ta cansado de tudo e de todos que ele quer um dia de discanso ele inventa uma doença e se camufla em sua propria casa ele quer que tdos deixem ele prq hoje e o dia de foga dele

  10. GabrielBarros disse:

    “Podem os homens vir que
    Não vão me abalar
    Os cães farejam o medo,
    Logo não vão me encontrar
    Não se trata de coragem
    Mas meus olhos estão distantes
    Me camuflam na paisagem
    Dando um tempo,
    Pra cantar.”

    Pode os homem vir;
    se refere a polícia.

    Os cães farejam medo, logo não vão me encontrar;
    Cães pois a polícia é controlada pelos interesses do estado. (Ilustre um policial na coleira e um político dando as ordens), por isso cães.

    O resto do verso já da pra sacar. Ja o resto da música fala da rotina, e acerca do consumismo.

  11. RafaelHermoso disse:

    Acredito que essa musica seja uma interpretação da “Profecia Celestina”… Onde o ser humano se descobre espiritualmente.

  12. Lucy disse:

    A letra é do Marcelo Yuka na autobiografia dele ele cita que foi feita em um momento que não estava profissionalmente bem no Rappa e não foi ao ensaio.

  13. Guilherme disse:

    A musica faz uma clara alusao ao uso de maconha.
    “Me deixa/ Que hoje eu to de bobeira”, utiliza gírias corriqueiras pra introduzir o fato de que hoje, o eu lírico não porta qualquer tipo de flagrante ao andar pelas ruas.

    “Hoje eu desafio o mundo/ Sem sair da minha casa/ Hoje eu sou um homem mais sincero/ E mais justo comigo”.
    O eu lírico, já bem estabelecido, não precisa arriacar-se saindo de casa para utilizar recreativamente a droga.
    Ele é mais justo consigo mesmo. Não de submete a possiveis “duras” policiais, que o humiliariam por fazer uso de uma droga ilicita.

    “Podem os homeme vir que/ Não vão me abalar/ Os cães farejam medo/ Logo não vão me encontrar.”

    Nesse verso fica claro a tranquilidade que o eu lírico sente ao poder sair na rua sem portar a droga, ou qualquer adereço ligado a ela que o incrimine.

    “Não se trata de coragem”
    Não se trata mesmo de coragem, mas de tranquilidade e segurança.

  14. Analista iniciante disse:

    Podem os homens vir que
    Não vão me abalar
    Os cães farejam o medo,
    Logo não vão me encontrar
    Não se trata de coragem
    Mas meus olhos estão distantes
    Me camuflam na paisagem
    Dando um tempo, tempo, tempo
    Pra cantar

    Minha interpretação é que a música se refere a drogas.
    Os homens são polícia, mas ele não tem medo. Mas não é por coragem, mas sim porque tem pessoas camufladas na população que avisam quando a polícia vai chegar.

  15. Vando Santos disse:

    Gosto das musicas e a forma como em forma poética ele expõe sua mensagem e protesto apesar de ter opiniões diferentes sobre essa “revolta” contra o capitalismo e o tal “desafiar” o mundo sem sair de casa. Desafiar o mundo na minha opinião é justamente sair da zona de conforto e todos os dias ir trabalhar. Se é preto, pobre e marginalizado, há forma melhor de desafiar o mundo se não for através do trabalho duro e estudos? Não! Sou preto e pobre e o unico dia que quero estar em casa é nos dias de folga pois a maneira de eu desafiar o mundo é conquistar o meu lugar, em qualquer meio.

    Abraços a todos

  16. Silva disse:

    ótima letra retrata muito bem as melodias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *