Faça o download do App do Análise de Letras para Android! É grátis!


Últimas Análises

A música não "retrata", ela denuncia o genocídio negro cotidiano!
Perdir um amigo muito novo, 22 anos, e acabei vendo essa musica como um incentivo pra lhe dar com a perca que temos que superar, aprender com os acontecimentos para sermos fortes e enfrentar esse mundão louco que estamos vivendo hoje. Obrigado O Rappa por me dar muitos momentos bons ao lado do meu amigo Ricardo Daniel ( Dêra )
Acredito que a música retrate uma cena comum ao cidadão brasileiro de classe C a baixo, como observamos nossa periferia, subúrbios e favelas. Retratando um dia comum de domingo, talvez, onde a violência dá uma trégua e as pessoas vão rua, vão ao barzinho, vão conversar/fofoca, vão jogar dominó e cartas, vão observar a vida alheia,vão para mais um domingo de inércia. São resultados da cultura de massificação do capitalismo. Retrata tbm aqueles que mesmo tendo seu 'rango', eles 'espreitam' o que é não é deles. Inveja e egoísmo pregada por nossa sociedade que valoriza o ter e não o ser. E a hóstia representa não somente o cristianismo, mas representa como maior parte dos brasileiro ainda é acomodado, vive acuado em situação de mesmice, representa que é mais fácil seguir o padrão como se fosse um escudo.
Acho que a música faz referência a um cidadão da favela que foi encurralado pelos civis "Fecharam a linha amarela" a "Niemeyer". "Tem que avaliar e ter hora pra agir" , o cidadão procura meios de fugir da atual situação. "Vou me benzer" a " "vou me rezar'... não há nada mais a fazer, do que se entregar e rogar por sua vida. Valeu galera!
Eu acredito que na parte mais polemica da musica ''Tentei ser crente Mas, meu cristo é diferente A sombra dele é sem cruz, dele é sem cruz No meio daquela luz, daquela luz '' eu acredito que seja na religião catolica de um cara que nao se adaptou na religiao de um deus na cruz um Deus fragil e sim num Deus de luz que venceu a morte na crença ivangeliga num Deus poderoso (desculpe os erros de ortografia)
O que o João Neto escreveu está certo. A música é uma crítica às pessoas que vão à igreja e acham que apenas o fato de comungar irá levá-las ao paraíso. O "protagonista" vê mendigos como "bichos" e se recusa a ajudá-los.
Religiosos que aprendem na igreja a ajudar o próximo e ama-lo como a si mesmo e ao sair fecham o vidro pra uma criança no sinal ou sentem repúdio por um morador de rua, se escondendo atrás de sua hóstia. Não sou bom em me expressar mas acho que o sentido é esse. abços a todos.
Esta música forma um cena dentro de minha mente da polícia invadindo a favela enquanto a vida dos moradores estava fluindo normalmente ("Crianças brincando no campinho", "A água do banho já aqueceu" - alguém aquecendo a água pro banho já que nao tem chuveiro elétrico-.) " Olho a TV e o radio ligado, não suportam a imensa gritaria Já não há PAZ, já não há PAZ O barulho lá fora, o barulho lá fora, Foi selada, foi selada a falsa calmaria." - Mesmo a TV e o Radio ligado não foram suficientes para abafar o barulho dos tiros e da gritaria das pessoas lá fora e em seguida a falsa calmaria, pois todos se esconderam com medo. "Lavam o chão da evidência - Lavam a poça de sangue. "No silencio nao existe flagrante" - Ninguem tem coragem de dizer o que aconteceu com medo. Desculpa a brisa aí galera, mas é minha visão desta música. Moh Fyah!
Eu não sei, mas nao é possível que o homem seja mesmo Cristo em carne e osso? Posivelmente referindo a Deus como o "Cristo diferente". Ele veio do Céu ao "mundo aqui embaixo", sozinho, ao mundo de barro (barro embaixa os pés, e o barro que constituí o carne e osso de Adán, mais além todos nós. Ele tentou ser crente com os outros religiões pagãos, mas.... E ele se seguro em sua palavra--a palavra bíblica que mudou o mundo. Também ele é "quase um cara". Eu vejo outras coisas que não se alinham com a idéia, mas possivelmente é uma descrição da segunda volta, ou alguma coisa assim, talvez. Eu não sei. Eu gosto muito da canção, de cualquer jeito. E disculpeme, eu estou aprendendo português.
gostei da musica
musica e como a biblia , cada um esculta aquilo que quer ou precisa ouvir , vc pode pegar uma musica romantica e ouvir deus falando nela , ou vc pode pegar uma musica gospel e achar que ela se encaixa perfeitamente no romance que se esta vivendo , ser um artista e saber traduzir o que se presencia na sua breve existencia na terra , e o rappa sabe muito bem mostrar isso , o cotidiano
.....kant , ...
Essa letra fala sobre o sincretismo, O "espelho colorido" refere-se às múltiplas faces de Deus (Cristo-Oxalá)."O Cristo partiu do alto do morro que nós somos" , aqui o Cristo "virado" em Oxalá, incorpora-se a algum líder da comunidade que dá fulga ao seu povo,
Em relação a primeira estrofe Faltou luz mas era dia, o sol invadiu a sala Fez da TV um espelho refletindo o que a gente esquecia. Ele que dizer sobre as pessoas assistirem a novela ver que tudo é perfeito. Mas quando desliguem a televisão vê sua vida refletida lembra dos problemas e dificuldades da vida. O chá pra curar esta azia Um bom chá pra curar esta azia já nesta estrofe quer dizer fumar maconha para esquecer os problemas.
...La na localidade; a ideia "fluiu solta , que isso , diria da vincci......(ou foi o proprio) um muro pamplo , na frente dum guri ...e onde iria parar... No calor de seu cerebro monitorado as ideias surgem , e sao recolhidas (sem caneta e sem papel) como*... 1° ato : seguranc,a periferica..."o garoto esta voando" ele >>a bailarina... Par lamento. P. residente...brasilia ,egito...kant 22fly... ...................memorias do aviao"