Estilo Cachorro

10 comentários

Racionais Mcs

[Edi Rock]:

Conheço um cara que é da noite, da madrugada
que curte várias fitas, várias baladas
ele gosta de viver, e viajar
sem medo de morrer, sem medo de arriscar
não atira no escuro, um cara ligeiro
faz um corre aqui ali sempre atrás de dinheiro
ah jogar pra perder parceiro não é comigo óh
esse cara é bandido, aham, objetivo
um bom malandro, conquistador
tem naipe de artista, pique de jogador
impressiona no estilo de patife
roupa de shopp, artigo de grife
sempre na estica, cabelo escovinha
montado numa novecentas azul novinha
anel de ouro combinando com as correntes
relógio caro é claro, de marca quente
anda só no sossego, sem muita pressa
relaxa a mente, se não estressa
no momento que interessa, ele já tem
uma Kawasaki, e liberdade meu bem
o que esse cara tem sangue bom, os invejoso eu escuto
moto dinheiro, vagabundo fica puto
ah isso não é justo óh, e os irmão
uma fatia do bolo, se orienta doidão
conhece várias gatas tipos diferentes
as pretas, as brancas, as frias, as quentes
loira tíngida, preta sensual
Índia do Amazonas até flor oriental
tem boa fama, no meio das vadias
daquelas modelo que descansa durante o dia, tá ligado
tem seus critérios, tem sua lei
montou naquela garupa já foi que eu sei
no Motel ou em casa, ah vamos na sua
de Caranga no Drive-in no H.O. ou a luz da lua
segundas intensões, elementar as
camisinha tão no bolso e a maldade no olhar, é lógico
sabe chegar, sim, sabe sair
sabe ser notado e cogitado aonde ir
pra conseguir aquilo o que sempre quer
utiliza a mesma arma que você, mulher

[REFRÃO]: Mulher e dinheiro, dinheiro e mulher, quanto mais você tem muito mais você quer, mesmo que isso um dia, traga problema, viver na solidão, não, não vale a pena
Mulher e dinheiro, dinheiro e mulher, sem os dois eu não vivo qual dos dois você quer, mesmo que isso um dia, traga problema, ir pra cama sozinho, não vira esquema

[Ice Blue]:

Segunda, a Patricia
Terça, a Marcela
Quarta, a Raissa
Quinta, a Daniela
Sexta, a Elisângela
Sabado, a Rosangela
E domingo, é matinê 16 o nome é Angela
tenho uma agenda com dezenas de telefones
um lista de características, e os nomes
qual é a fonte parceiro
ah, isso não é segredo
colo de moto tá ligado, tenho dinheiro
as cachorras ficam tudo ourissada quando eu chego
eu ponho pânico, peço Champagne no gelo
aquele balde prateado, em cima da mesa
dá o clima da noite, uma caixa de surpresa
fico ali olhando sentado filmando
só maldade pra lá e pra cá, desfilando
elas fazem de tudo, pra chamar sua atenção
pára, taca na cara, na pretenção
cola de calça apertada, boca de sino
de blusa decotada perfumada e sorrindo
me pede um isqueiro e oferece um Cigarro
– Oi você tem fogo?
– Oh, mais é claro
Qual é o seu nome
meu nome é Viviane
mas pra você sou Vi, tá aqui meu telefone
Cinco oito nove dois esse prefixo é lá da Sul
prazer meu nome é Paulo aí, vulgo Ice Blue
de que lugar que você é
moro no Vaz de Lima
conhece Maracá então, ali pra cima
isso até rima coincidência na pista
vai montar na minha garupa, e hasta la vista

[REFRÃO]: Mulher e dinheiro, dinheiro e mulher, quanto mais você tem muito mais você quer, mesmo que isso um dia, traga problema, viver sem ninguém, não tem esquema
Mulher e dinheiro, dinheiro e mulher, sem os dois eu não vivo qual dos dois você quer, mesmo que isso um dia, traga problema, viver na solidão, não vale a pena

[Mano Brown]:

Au au, estilo cachorro
Au au au au, não é machismo

Fale o que quizer, o que é é
verme ou sangue-bom tanto faz pra mulher
não importa de onde vem nem pra que
se o que ela quer mesmo é sensação de poder
com um ladrão fez rolê se envolveu sei lá saiu
mas o homem não abriu curtiu quem viu viu
em Maio foi vista de RR a mil
na BR no frio, com boyzão da Civil, viu
uns e outros aí bom rapaz
abre o coração e sofre de mais
conversa com os pais ali no sofá da sala
ouve e dá razão enquanto ela fala
e fala, cai no canto da sereia
vê que ele é firmão igual um prego na areia
prego, jogou o égo, dentro de um buraco
um Bom Vivant jamais, mostra o ponto fraco
pergunte a Sansão quem foi Dalila
ouça o sangue-bom Martinho da Vila
de vários amores, de todas as cores
de vários tamanhos, de vários sabores
quanto mais tem, mais vem se tem maravilha
PMG, Morango e Baunilha
não é por nada, sem debate, sem intriga
minha cara, é um Chocolate, humm, é o que liga
mas cabô cabô sem tchau, nem bilhete
seu pai se mata por amor ao sorvete
e ele tava impunga
pra leva-la no trampo lá na Barra Funda
10 graus, cinco da manhã sem problema
se ela não morasse em Diadema
pontual como o Big Ben, 4 ano assim
nem sheakespeare, imaginaria o fim
te trocou por um vadio, sem vergonha
que guenta até a mãe quando acaba a maconha
E ela diz que é feliz, que ele é cabuloso
se pisa pra caralho moscão pegajoso
mulher finge bem, casar é negócio
você vê quem é quem, só depois do divorcio
vem vem neném de amor eu não morro
vocês consagraram o estilo cachorro


10 comments on “Estilo Cachorro

  1. Turma do Zicão disse:

    Essa música é voltada ao público feminino (“Não é machismo” como diz Mano Brown na parte final da música), e podemos dividir essa música em duas partes, a primeira cantada por Ice Blue, que interpreta uma personagem típica das periferias de São Paulo, o patife, ou o cachorro, há verdade é que não há um nome próprio para o sujeito descrito nos versos cantados por Ice Blue, mais a grande maioria dos jovens das periferias gostaria de ser a personagem dessa música (eu vejo muito gente querendo ser essa personagem), é quem é essa personagem ?

    È o cara que tem dinheiro no bolso, tem motos e carros de luxo, é conhecido no bairro, por esse fato, usa roupas de marca conceituada, acessórios caros, relógios, anéis, pulseiras. Possui casa própria, provavelmente mora sozinho, penso assim pela forma individualista e “solitária” que Ice Blue canta os versos, e também por minha vivencia na periferia de São Paulo.
    Todo esse glamour, faz com que esse sujeito, tenha status no local, ele é conhecido, é querido, as mulheres querem sair com ele, o s homens querem estar no lugar dele, mais podemos observar que com todo o seu glamour, todo o seu dinheiro, todas as suas motos, ele não possui caráter, ele tem amigos, falsos amigos, movidos pelo dinheiro que essa personagem tem, ele tem muitas mulheres, também devido a posição social da personagem dentro do bairro em que vive, mais mulheres vulgares, da mesma corja moral que a personagem, são a versão feminina da nossa personagem.São essas mulheres que nos versos da música, tentam chamar a atenção da personagem de várias formas. Mulheres vulgares, interessadas apenas na “sensação de poder” que nossa personagem com todo o seu status e grana, pode oferecer-lhe.Isso é a banalização da mulher, que ao longo dos anos vem perdendo todo o seu encanto, justamente por essa vulgaridade, porque muitas mulheres confundem, sensualidade (coisa que eu acho que TODA a mulher deveria explorar) com vulgaridade, se tornando cópias feminizadas da nossa personagem.

    Na segunda parte interpretada por mano Brown, vemos narrando a consagração da personagem interpretada por Ice Blue, porque as mulheres, estão esquecendo de olhar nos homens aspectos que antes eram apreciados (Inversão de Valores), como caráter, sinceridade, dignidade, etc.
    Então essa mulher, procura apenas a “sensação de poder”, o status, o glamour, que a personagem da primeira parte cantada por Blue possui.
    Brown narra uma estória que ilustra tudo o que cito em cima, a mulher simplesmente larga o Homem honesto e batalhador que tinha, para ficar com um vagabundo, que segundo Brown, rouba a mãe para usar droga.Com isso nasce a nossa primeira personagem, a personagem interpretada por Blue, o ESTILO CACHORRO, o estilo patife de ser, o estilo vagabundo !

    Por um outro lado, essa mulher tem o “ estilo cachorro” da nossa 1ª personagem como influência, e a consagração do “estilo cachorro” acontece devido a vulgarização da mulher, então quase temos aqui o eterno problema de quem nasce primeiro, a galinha ou o ovo ?
    Para mano Brown, a valorização da mulher pelo tipo cafajeste de ser é o motivo pela consagração do “ESTILO CACHORRO”.

    Então, quando ouvir uma mulher reclamando dos homens cafajestes, cahorros, repitam a frase final do mano Brown:
    “Vocês consagraram o estilo cachorro.”

    • João Pedro disse:

      “mas cabô cabô sem tchau, nem bilhete
      seu pai se mata por amor ao sorvete”
      O que ele quis dizer nessa parte ??

      • Paulo disse:

        Cara acho que essa parte diz assim ele se envolve com a mulher mais não teve nenhum contato com a família ele comeu a mina mais tipo …… No outro dia já

  2. Jessica disse:

    Ja ouvi muitos comentarios sobre essa musica, principalmente vindo de mulheres.
    A maioria acha que a musica destrata as mulheres.
    Eu nao concordo.
    A letra fala de mulheres que procuram poder, glamour, luxo…
    Daquela que troca o bom homem, de carater, esforçado pelo vida boa..

    Acho que ao inves de reclamarem,deviam olhar ao redor, e para alguma, o seu proprio umbigo e analisar as atitudes que as fazem pensar desta forma.

    Quem sabe o personagem Cachorro, interpretado pelo Ice Blu, já nao foi um bom homem, decepicionado por uma dessas mulheres…

  3. raphael oliveira viana disse:

    malandro se apaixona????

  4. raphael oliveira viana disse:

    me responda bandido se apaixona sim ou nao?

  5. Pablo disse:

    tem boa fama, no meio das vadias
    daquelas modelo que descansa durante o dia, tá ligado

    Nessa parte ele refere-se as prostitutas ?

  6. yume disse:

    “sensualidade (coisa que eu acho que TODA a mulher deveria explorar)”

    Se somos reduzidas á corpos desfrutáveis enquanto o homem deve sr visto pelo seu “carácter,sinceridade,dignidade etc”,já demostra o quão machista é a música e os seus defensores.

    Se muitas mulheres reclama,eu inclusa,é o indício que já estamos enojadas e sermos representadas desta forma e que queremos er qualificadas como seres-humanos.

    • jheymes cristyan disse:

      A crítica não é só para as mulheres vulgares, mais também aos homens que vivem no estilo cachorro. Ele não defende nenhum lado por isso não é machista, até porque nada do que a letra da música diz é mentira, ela apenas retrata a realidade e deixa bem claro que existem mulheres honestas também!

  7. DANIEL disse:

    ======O Turma do Zicão FALOU TUDO========
    -SÓ ADICIONANDO ALGUNS DETALHES CITADOS NA MUSICA-

    Dividindo a musica em 3 partes temos:

    1°parte cantada pelo Edi Rock, ele descreve um cara “Estilo cachorro” ou um cara “Cachorro” ou seja, um vagabundo, bandido, patife, infiel, com segundas intensões, etc.

    2° parte cantada pelo Ice Blue, ele interpretar um cara “Estilo cachorro”. Cada dia ele fica com uma mulher diferente, e usando seu dinheiro ele consegue o quer, como ele cita na musica:

    “qual é a fonte parceiro
    ah, isso não é segredo
    colo de moto tá ligado, tenho dinheiro”

    3° parte cantado pelo Mano Brown, ele conta uma historia de um homem bom, trabalhador, honesto e tudo mais… que foi trocado por um cara “Estilo cachorro” veja a descriçao do homem bom:

    (…) viu
    uns e outros aí bom rapaz
    abre o coração e sofre de mais
    (…)ouve e dá razão enquanto ela fala
    (…)vê que ele é firmão igual um prego na areia
    prego, jogou o égo, dentro de um buraco
    (…)pontual como o Big Ben, …

    Esse cara é um bom rapaz, fala o que sente por ela, escuta o que ela fala sem reclamar, nao faz mal a ninguem, como diz na frase”vê que ele é firmão igual um prego na areia”, ele dexa de ser egoista “prego, jogou o égo, dentro do buraco” é um cara pontual. Isso durou 4 anos, entao ele foi trocado por outro cara cafajeste, o “estilo cahorro” veja:

    “te trocou por um vadio, sem vergonha
    que guenta até a mãe quando acaba a maconha”

    Ela menti dizendo q o cara é bom, que esta feliz, mas isso tudo é por interesse:
    “E ela diz que é feliz, que ele é cabuloso
    se pisa pra caralho moscão pegajoso
    mulher finge bem, casar é negócio”

    Concluo que, as mulheres- algumas, atualmente a maioria- tem preferencia pelo cara “estilo cachorro”. E eu vejo muito disso, principalmente na escola, é exatamente assim.

    PS: Quando o EDI ROCK fala:
    “pra conseguir aquilo o que sempre quer
    utiliza a mesma arma que você, mulher”
    É COMO DIZER QUE para o cara conseguir o q ele quer ele usa o “ESTILO CACHORRO” cafajeste, infiel, com segunda intençoes, DESSA mesma forma vc, mulher, usa para conseguir o que quer.
    ACHO Q DEU PRA ENTENDER A COMPARAÇAO ‘–‘

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *