Faça o download do App do Análise de Letras para Android! É grátis!

- Veja você onde é que o barco foi desaguar
- a gente só queria o amor…
- Deus parece às vezes se esquecer
- ai, não fala isso, por favor
Esse é só o começo do fim da nossa vida
Deixa chegar o sonho, prepara uma avenida
que a gente vai passar
- Veja você, quando é que tudo foi desabar
A gente corre pra se esconder…
- E se amar, se amar até o fim
- sem saber que o fim já vai chegar
Deixa o moço bater que eu cansei da nossa fuga
Já não vejo motivos pra um amor de tantas rugas
não ter o seu lugar

Abre a janela agora, deixa que o sol te veja
É só lembrar que o amor é tão maior
que estamos sós no céu
Abre as cortinas pra mim
que eu não me escondo de ninguém
O amor já desvendou nosso lugar
e agora esta de bem

Deixa o moço bater que eu cansei da nossa fuga
Já não vejo motivos pra um amor de tantas rugas
não ter o seu lugar

Diz quem é maior que o amor?
Me abraça forte agora, que é chegada a nossa hora
Vem, vamos além. Vão dizer
que a vida é passageira
Sem notar que a nossa estrela
vai cair



Qual é a sua interpretação?





*



35 Comentários

Acho que essa matéria resume bem toda a história, além de fazer a ligação com a música. Segue o link:
http://pensarenlouquece.com/um-desabamento-noticia-jornal-inspirou-musica-los-hermanos/

Onome do hotel era Hospedagem Linda do Rosário, eu e o porteiro do hotel e o policial militar de nome Couto salvamos muitas vidas e quase perdemos a nossa, socamos a porta deles mais não ouviram, nisso os estalos aumentaram , e tivemos que sair correndo para o meu prédio que se interligava com o do hotel no segundo piso, e logo tudo desabou. Foi terrível

Eu sou o proprietário do prédio nº 57 que foi atingido pelo prédio de nº 55 em setembro de 2002, aonde eu no térreo tinha um restaurante com grande tradição e de herança de família, eu me encontrava no local na hora do desabamento, e conhecia os dois que por sinal tinham acabado de almoçar no meu restaurante, eram pessoas maravilhosas, dignas de todo respeito, me lembro de todos os acontecimentos pois estão vivos em minha memória, e vim saber da musica feita a pouco tempo. Já se vai 10 anos daquele dia muito triste em minha vida.

O desabamento foi em setembro de 2002. A música é sim inspirada em tal fato, já dito pelo Camelo.

http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,5580,OI55020-EI306,00.html

A história do casal no hotel é muito criativa e casa bem com a letra mas essa não foi a inspiração do autor. É fácil constatar: a música é do álbum Ventura de 2003, ou seja, foi composta no mínimo dois anos antes da queda do prédio no Rio. De qualquer maneira, a música é linda e sua apreciação dispensa essa história.

se trata de um casal de velhinhos gays…

Para mim, quanto ao trecho “Deixa o moço bater que eu cansei da nossa fuga”, signifca que eles estão cansados de se esconderem, afinal, já era um amor antigo (de tantas rugas), e eles achavam que só no paraíso que eles fossem ter essa liberdade “Abre a janela agora, deixa que o sol te veja” remete a um sentido de liberdade. Pois bem, quanto a expressão “deixa o mosso bater” significa que um homem que trabalhava no hotel estava batendo na porta do quarto do casal de idosos, mas não abriram justamente porque acreditavam que tinha chegado a hora de eles serem livres, de o amor deles poder acontecer aos claros. Logo, é como se eles decidissem ficar, morrerem juntos, por isso os acharam abraçados.
Bem, é o que eu acho, mas, concerteza, é uma estória muito bonita, trágica, mas, o mais encantador das estórias bonitas são suas tragédias. Parabéns ao compositor, Marcelo Camelo.
- Dennyswell.

A Questão sobre a estrela, é um dito popular usado, para dizer que a pessoa está falecendo. A estrela dela caiu, significa a pessoa faleceu.

SOOU COM MUITA HARMONIA, A MÚSICA BATIDAS DE BOTAS, MUITO BONITA. AGORA TRANSFORMAREI A SAUDADES, MAS ALEGRES EM COMPANHIA DESSA LETRA. MUITO OBRIGADO LOS HERMANOS POR EU TER DESCOBERTO ESSA MÚSICA. ( IRMÃ DA MULHER QUEM MORREU NO DESABAMENTO DO HOTEL ROSA LINDA NO CENTRO DO RIO, EM 25 DE SETEMBRO DE 2002.

BEM A HISTÓRIA É MUITO MAS BONITA QUE VOCES PODEM IMAGINAR. NA VERDADE NÃO ERA UMA VELHINHA, E SIM TINHA 46 ANOS E UMA GATA SENHORA. BOA MÃE, AMIGA, MULHER DE LINDAS PERNAS, COMO ERAM BONITAS…..UMA PESSOA DÓCIL, TÍMIDA, CALADA…UMA MULHER DE MUITO POUCOS RELACIONAMENTOS, CASOU, FICOU VIUVA, NAMOROU O SEU PARCEIRO TAMBÉM MORTO DO DESABAMENTO, E DEPOIS CADA UM SEGUIU SUAS VIDAS, MAS DEPOIS DE QUASE 20 ANOS, ELE VOLTAVA AGORA COM MAS IDADE, E PARA VIVER UM GRANDE AMOR, E MORREREM JUNTOS TAMBÉM, NEM A MORTE OS SEPAROU. MARIA DAS GRAÇAS E RUI SE ENCONTRAM, E CONTINUAM VIVOS LÁ NO CÉU. TENHO MUITA SAUDADES DE VOCE MINHA IRMÃ, SAUDADES ETERNAS….

O nome realmente o nome do hotel é Linda do Rosário e não Estrela Dalva. A estrela é citada no final da música pq havia uma enorme estrela no topo do prédio.

Como diz o poeta-cantor Nando Reis ” a música tem um sentido para cada um que a ouve e este mesmo sentido se renova toda vez que a ouvimos”

é!!!cada um tem sua interpretação.O bom das músicas de Los Hermanos é isso.Cada pessoa entende como quiser.Eu sei que a música é linda. “Diz quem é maior que o amor?
Me abraça forte agora, que é chegada a nossa hora
Vem, vamos além. Vão dizer
que a vida é passageira
Sem notar que a nossa estrela
vai cair”.Nada é maior que o amor. A vida é passageira,mas dá pra aproveitar,amar e ser feliz

Prefiro que cada um de nós tenhamos uma interpretação individual, fazendo da mesma obra um infinito de percepções. Eu mesmo gosto de imaginar que trata-se de um monólogo, que fala do destino de um amor que já se foi. Um prédio que caiu com dois velhinhos dentro acaba com minha idealização. Deus me livre.

O hotel chamava-se Linda do Rosário e n Estrela Dalva

a ultima frase é pq o predio que desabou tinha o nome de “Estrela Dalva”

linda demais essa musica…
mas gente eu gostaria se saber especificamente o significado da ultima frase… alguem me ajuda?
“sem saber que a nossa estrela vai cair.”

A história que eu sei não é que eles eram casados não.
Mais ou menos assim..
Um casal que viveu um amor lindo na adolescências, mas que por ironia do destino se separaram e cada um seguiu sua vida. Passado muitos anos, os dois viúvos, se reecontraram e decidiram viver esse amor. Só que a família de ambos eram contra, pela idade e tudo. Então eles se encontravam nesse Hotel, no Rio. O dia que o prédio deu todos os indícios de que ia cair, os funcionários saíram batendo nas portas. E não se sabe se eles estavam dormindo e por isso não escutaram OU se eles decidiram morrer juntinhos. Como o Camelo é um mestre, claroo que preferiu o segundo final, super romântico, e fez a música. :)

É isso mesmo gente, foi um desabamento, hj fui analisar melhor a letra e encontrei esse blog:

http://simplesacaso.wordpress.com/2009/02/28/linda-do-rosario/

Gente..só pra não deixar mais dúvidas. Não foi incêndio. O Hotel desabou sim, no centro do Rio de Janeiro. Foi um escândalo, a cidade parou no dia e foi notícia no país inteiro! Eu moro no Rio e acompanhei de perto o acontecimento pois trabalho perto do local. Até hoje não construiram nada no local do antigo hotel.

Essa música fala sim da histórias de dois velhinhos – os amantes, era como eram chamados na época em que sairam as materias no jornal sobre a morte dos mesmos.
Eles se encontravam sempre em um motel – O NOSSA ESTRALA MOTEL – pois os dois eram casados. O marido da senhora sabia que ela tinha um caso e sempre ia atrás dela e de seu amante neste mesmo motel, pois sabia que era lá que os dois se encontravam. O casal de velhinhos entao, combinou com um funcionário que sempre que o marido da senhora aparecesse, que ele fosse avisar batendo na porta do quarto que estavam, para que ela pudesse fugir e ir pra casa fingindo que nada havia acontecido.
Até que um dia o motel pegou fogo e quando o funcionário foi bater ninguem atendeu e nem fugiu. Como se tivessem cansado da fuga. Como diz no trecho:
“Deixa o moço bater que eu cansei da nossa fuga, já não vejo motivos pra um amor de tantas rugas nao ter o seu lugar.”

A história de que um deles é deficiente, é verdade. Ela era deficiente.

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2008/02/26/relembre_outros_desabamentos_ocorridos_no_centro_do_rio-425966674.asp

Eis o Link do desabamento. Essa versão, apesar de se espalhar pela internet, parece mesmo ser verdadeira. O hotel era Linda do Rosário e ficava no centro do Rio. Desabou em decorrência de erros na reforma de sua garagem subterrânea. Devia ser um daqueles motéis com nome de hotel. Colocando no google se encontra facilmente notícias sobre o desmoronamento e também sobre os dois. Eram dois velhos que estavam juntos e eram casados, não um com o outro. O resto é licença poética!

Bom, não sabia dessa história dos velhinos, mas sempre entendi a música de uma maneira bem pessoal mesmo. Sempre vinha na minha cabeça uma despedida. Duas pessoas que sabem que vão morrer e de alguma maneira, não estão com medo, porque tem um ao outro.

“Deixa o moço bater que eu cansei da nossa fuga, já não vejo motivos pra um amor de tantas rugas não ter os eu lugar”.
Acho que é a morte chegando, e eles não se importam, pois estão um com o outro, com um amor de tantos anos e tantas experiências. Enfim, eles poderão viver esse amor eternamente.

PS: Li o comentário do Thiago Hyppolito ali em cima e não pude deixar de achar uma pontada humor negro no fato do motel se chamar NOSSA ESTRELA, dele ter desabado, de acordo com a Mandy, e do Camelo ter colocado os eguinte na letra:
“Sem notar que a nossa estrela vai cair”
Continuo preferindo pensar que a estrela que o Camelo se referia era a vida deles indo embora, assim como os cometas cortam o céu e caem depois da viagem. Morrendo.

A história mais cabível é a do incêndio no Motel.Era um casal (um homem casado e sua amante).Podemos provar através dos seguintes trechos um amor proibido que se é descobreto:”Abre a janela agora, deixa que o sol te veja
É só lembrar que o amor é tão maior
que estamos sós no céu
Abre as cortinas pra mim
que eu não me escondo de ninguém”.Notamos que o relacionamento deles é escondido que só poderá ser realizado neste espaço.Vemos também uma última conversa, consequências de um amor não aprovado.É triste a imagem do fogo e eles dizendo as última frases:”Deixa o moço bater que eu cansei da nossa fuga
(…)”Me abraça forte agora, que é chegada a nossa hora
Vem, vamos além. Vão dizer
que a vida é passageira”.Ai, que tristeza.

Camelo sempre aproveitando tudo ²

eu tinha uma interpretação diferente
achava que falava de amor de dois velhinhos que eram
vitimas de preconceitos por depois de muito tempo viver esse
tão sonhado romance e o filho de um dos dois não gosta.

E o camelo sempre aproveitando tudo.

Os velhinhos eram casados (não um com o outro) e por isso se encontravam em um motel. E pelo que eu sei o motel pega fogo e não desaba!!

Ja ouvi um papo de que um deles era deficiente e não poderia fugir e o outro resolveu ficar e morrer junto. Mas ai nem sei se é verdade.. acho que é só papo.

Jow, http://pt.wikipedia.org/wiki/Palace_II … notícia nacional…

Como eu não achei a notícia desse desabamento na internet. Aliás, eu acho muito difícil edifícios desabarem de uma hora pra outra e mais difícil ainda isso acontecer sem virar notícia nacional.

Os velinhos eram casados e não era hotel, era um motel. O nome do motel era “NOSSA ESTRELA”. Saiu no folhaonline…

Numa entrevista, Camelo comenta que leu num jornal que um casal de velhinhos teria se reencontrado e reassumido uma paixão vivida na adolescência. Não se sabe o motivo, mas eles preferiram se encontrar às escuras, num hotel, sem incômodos ou pré-juízos de valor. Queriam apenas curtir seus momentos juntos, sem que ninguém os perturbassem. Eis que um dia, o antigo hotel vem a ruir. Na correria para salvar o maior número de hóspedes, um dos funcionários bate à porta do quarto onde o casal se encontra e não obtém resposta alguma. Não se sabe se eles estavam dormindo ou se eles não quiseram abrir a porta para manter a intimidade ou para não ser pegos em flagrante.Acabaram morrendo juntos. Marcelo Camelo, então, descreve um possível diálogo que acontecera minutos antes do desabamento e descreve a história com uma percepção incrível de poesia.

Vejo como se fosse um dialogo entre dois amantes, que buscam o lugar de seu sentimento.
Um amor escondido a muito tempo…

Qual é a sua interpretação?

-->