Me chama

5 comentários

Lobão

Chove lá fora
E aqui tá tanto frio
Me dá vontade de saber…

Aonde está você?
Me telefona
Me Chama! Me Chama!
Me Chama!…

Nem sempre se vê
Lágrima no escuro
Lágrima no escuro
Lágrima!…

Tá tudo cinza sem você
Tá tão vazio
E a noite fica
Sem porque…

Aonde está você?
Me telefona
Me Chama! Me Chama!
Me Chama…

Nem sempre se vê!
Mágica no absurdo
Mágica no absurdo
Mágica!…

Nem sempre se vê!
Lágrima no escuro
Lágrima no escuro
Lágrima!…

Nem sempre se vê!
Mágica no absurdo
Mágica no absurdo
Mágica!…

Nem sempre se vê!
Lágrima no escuro
Lágrima no escuro
Lágrima!…


5 comments on “Me chama

  1. André Porto disse:

    Está música deixa bem claro a saudade que o eu lírico tem da amada, ele se sente vazio e a mente dele imagina mil coisas, ele sofre com esse vazio que a falta de sua amada traz!!!

  2. Babi disse:

    Não entendo o que ele quer dizer com – Nem sempre se vê mágica no absurdo – Alguém sabe? 🙂

  3. Junior disse:

    “Nem sempre se vê mágica no absurdo” é uma frase que ele sempre quis usar numa musica, mas ainda não tinha conseguido. Ele a disse pra sua mãe numa das suas crises de depressão, quando ela tentou se matar. Já a música foi feita quando a sua atual mulher, a Alice Pink Pank estava na Holanda e ele sozinho em casa, enquanto chovia muito. Eles passavam um momento difícil, a morte do pai de Alice e de algum ente querido do Lobão e nessa onda deprê, sem notícias de Alice, ele fez essa música.

  4. Ana disse:

    Adoro essa música, mas na versão do Biquini Cavadão. Procurei a interpretação da música para identificar se havia alguma intenção do autor em usar o advérbio “aonde”, que detona ação em movimento, quando deveria ser “onde”, pois questiona “onde está”, indicando lugar fixo. Quem está, está em algum lugar, sem a necessidade de preposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *