O Silêncio das Estrelas

2 comentários

Lenine

Solidão, o silêncio das estrelas, a ilusão
Eu pensei que tinha o mundo em minhas mãos
Como um deus e amanheço mortal

E assim, repetindo os mesmos erros, dói em mim
Ver que toda essa procura não tem fim
E o que é que eu procuro afinal?

Um sinal, uma porta pro infinito, o irreal
O que não pode ser dito, afinal
Ser um homem em busca de mais, de mais…
Afinal, como estrelas que brilham em paz, em paz…

Solidão, o silêncio das estrelas, a ilusão
Eu pensei que tinha o mundo em minhas mãos
Como um deus e amanheço mortal

Um sinal, uma porta pro infinito, o irreal
O que não pode ser dito, afinal
Ser um homem em busca de mais…


2 comments on “O Silêncio das Estrelas

  1. Bruna disse:

    Linda letra

  2. Thiago disse:

    letra muito shooww, o ser em consciência de sua própria sina, a solidão , o pra onde ir , uma crise existêncial que percebe o absurdo de o que vale a procura das coisas, e o procurar do mais se levará há algo se todos morremos, do que vale tudo isso o viver, “uma porta do infinto” literalmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *