Faça o download do App do Análise de Letras para Android! É grátis!

Estátuas e cofres
E paredes pintadas
Ninguém sabe
O que aconteceu…

Ela se jogou da janela
Do quinto andar
Nada é fácil de entender…

Dorme agora
Uuuhum!
É só o vento
Lá fora…

Quero colo!
Vou fugir de casa
Posso dormir aqui
Com vocês
Estou com medo
Tive um pesadelo
Só vou voltar
Depois das três…

Meu filho vai ter
Nome de santo
Quero o nome
Mais bonito…

É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há…

Me diz, por que o céu é azul
Explica a grande fúria do mundo
São meus filhos
Que tomam conta de mim…

Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
Eu moro na rua
Não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar…

Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais
Eu moro com os meus pais
Huhuhuhu!…Oh! Oh!…

É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há…

Sou uma gota d'água
Sou um grão de areia
Você me diz que seus pais
Não lhe entendem
Mas você não entende seus pais…

Você culpa seus pais por tudo
E isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser
Quando você crescer?…

Sou uma gota d'água
Sou um grão de areia
Você me diz que seus pais
Não lhe entendem
Mas você não entende seus pais…

Você culpa seus pais por tudo
E isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser
Quando você crescer?…



Qual é a sua interpretação?





*



147 Comentários

eu acho que essa musica fala da menina q se jogou desde quando criança até sua adolescencia (quando ela se jogou) tipo em frases que ela disse tipo “quero colo!”-criança ,,”vou fugir de casa”-adolecenti ,, e assim vai,, (porq até eu quando criança pedia pa minha mãe deixar eu dormir com ela quando tava com medo do escuro) . E no decorrer da musica vai frases de vários tipos de pessoas : as que moram na rua ,, a que se muda sempre ,, e no final a frase que mas falam “eu moro com meus pais” . E no “sou uma gota d’agua” todos nós somos comparado ao tanto de pessoas q existem (pequeno,sozinho,etc).
No final da musica eu acho q sempre deveriamos escutar depois de uma briga ou depois de julgar seus pais porq isso é um absurdoo como diz na musica ,, e que quando nós crecer vamos sem iguaisinhos a eles ,, que nós nn iremos se jogar da janela do quinto andar !!! tomara q entendam como eu entendo e honrem seus pais e suas mães ,, acho q o refrão todos nós podemos entender

São várias histórias, de esperança(Há um trecho que lembrou meus primos)
Na verdade não há amanhã realmente, pois o próprio renato já está morto
Dorme agora, tem drogas, prostitutas lá fora.
Questionamentos típicos
Histórias de mendigos
E a pergunta final lembra que, o garoto que queria colo poderá ter uma filha que se suicidará também.

A todos e principalmente ao Renatão, se informem, por favor. O próprio Renato Russo já falou sobre essa música e ela é sobre suicídio sim!!! Tó o link ai, inclusive a bronca dele vai pra você também… https://www.youtube.com/watch?v=_NdPN0fEPiU&noredirect=1

estamos com um projeto na escola

essa musica e perfeita

Na minha opnião essa música nada mais é doque varios depoimentos de varias pessoas em situaões diferentes.
Cada frase da música fala de uma pessoa/história diferente como na parte
“Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
Eu moro na rua
Não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar…”
ou seja se você olhar bem nessa frase é como se varias pessoas estivessem dando depoimentos diferentes de vida a primeira mora com a mãe separada, o segundo é uma pessoa que mora na rua fixa e é solitária e a terceira é também uma pessoa que mora na rua porém vive mudando de lugar e não é apenas nesta parte da música.
resumindo: o inicio da música fala de uma história de suicidio depois um jovem que saiu de casa e etc

a verdade é que a musica conta sobre um suicídio. A garota se jogou da janela do quinto andar e nao existe amanha. No decorrer da musica tenta explicar, entender o porque do suicidio e dai desenrola a relaçao dela com os pais, tudo o que acontece desde criança: “posso dormi aqui com voces”, “me diz por que que o ceu é azul” ate a adolecencia “so vou voltar depois das tres” “vou fugir de casa” “voce reclama que seus pais nao te entendem” e é nessa fase da vida, na adolecencia que ela ‘dorme”. por isso é preciso amar as pessoas como se nao houvesse amanha, porque pra garota nao teve o amanha, ela morreu antes.

Esse Robertão é a nata da ignorância, claro que Renato teve um filho, mas mesmo assim, essa música não diz respeito ao filho dele, mas sim dele como filho, e no refrão ele diz que amanhã seus pais podem não estar mais aqui, então ele tem que ama-los enquanto estão vivos.

Arrogante esse tal de Robertão!
Tem direito de dizer o que pensa, porém não significa que isso seja verdade…
É um imbecil…
Quem disse que Raul Seixas não se drogava??
Valeu sabe tudo!

Essa música mostra claramente a realidade das famílias hoje em dia. Os filhos de hoje são muito difíceis de domar e de fazer com que eles tenham obediência :/ ;)

Renato Russo

Pessoal, a verdadeira realidade desta música foi o que Renato não foi. PAI. Todo seu desejo estampado nesta canção mostra a angústia de não poder estar com um filho a seu lado e poder curti-lo. Tudo retratado na letra mostra a sua opção pelas “coisas proibidas” e a angústia de não poder viver o que qualquer cidadão comum vive.; O dia-a-dia com a família e com os filhos. Parem de julgar a canção como alguém que morreu, Estátuas,etc.. isso nunca aconteceu. Pensem mais um pouco e vejam pelo lado normal das coisas, Não o julguem como um intelectual, inteligentíssimo, assim como dizem do Raul, Afinal inteligência nunca se misturou com drogas.

Inicio música, uma pessoa paralisada pela sua situação, que ninguém sabia, como um cofre, e ela disfarça como pintamos um vazamento da parede.
Uma pessoa que precisa dos pais, mas não consegue se entender, está num momento de rebeldia, culpando os pais por toda uma desarmonia que exista na convivência deles.
O refrão pra mim é a resposta de tudo, que tem que amar os pais, sem julgar, pensar, simplesmente ama-los como são, pois são criança como nós.

Em um show ao vivo, Renato Russo próprio disse que a letra desta musica fala sobre o suicídio de uma garota que o pai esta morto e que a família não dava “atenção” para ela, por isso o tal do suicídio e o refrão “É preciso amar, as pessoas como se não houvesse amanhã, por que se você parar pra pensar, na verdade não há”. ( Pelo menos a segunda parte, de o pai estar morto e a família não dar atenção foi do meu ponto de vista, o resto foi o Renato que disse :3 )

Minha análise está no meu blog destinado às músicas do Renato.

http://minhalegiao.blogspot.com.br/2013/10/pais-e-filhos.html

Achei extremamente coerente o comentário postado pelo Renato (não o Russo). Famílias vivenciando crises e envolvidas por elas, que não conseguem parar para refletir, que nessa vida confusa e turbulenta, o mais importante é o amor. Não estou afirmando que essa era a ideia do Renato (o Russo), mas é a minha leitura dela.

Particularmente, e não querendo fazer uma análise minuciosa de cada estrofe, entendo que o contexto desta letra é a relação entre pais e filhos no mundo pós-moderno, no qual, os filhos tomam, não rara as vezes, conta dos pais que negligenciam a educação, a falta que a família faz para um jovem. O adolescente rebelde e pais alienados, mostra o erro dos filhos por acharem que já sabem tudo e dos pais que diante das alterações consequentes da vida moderna conduzem a uma falta de sintonia, a mulher saindo de casa para trabalhar, o pai chegando em casa cada vez mais tarde, para ganhar mais dinheiro num mundo pós-moderno regido pelo consumismo, a onda de divórcios, casamentos inconsistentes etc. Não obstante, ele provoca o ouvinte com indagações do que é certo para você, qual realmente é a verdade. Porém no refrão ele sintetiza que a única verdade é amar ao próximo. Isso claro também se aplica à família, independente dos anseios dos pais e das convicções dos filhos o que importa de verdade é realmente o amor. Sou a gota d’agua , sou o grão de areia, simboliza, a meu ver, que isso ocorre com todos que isso não relata um fato isolado. A genialidade de Renato Russo é justamente essa provocar o ouvinte a refletir, analisar o que ele está querendo dizer e muitas vezes ao interpretar Renato Russo você vai além mesmo do ele apenas quis passar com a letra. Um gênio. Assim como uma pintura abstrata que te leva a refletir, reavivar nosso ser pensante de várias maneiras, sem limites.

A beleza da composição de todas as músicas do Legião
é justamente isso: São músicas que caem como luva pra cada um em particular. Dependendo do seu estado de espirito parece que flui interpretações diferentes ou seja elas encaixam em qualquer momento, deixando essas músicas imortais.

Gostei muito do comentario do Luciano Aguiar.

Ao meu ver, cada frase dita na música é uma situação, um personagem, ou seja, nada está diretamente ligado, ela fala de várias famílias com seus problemas em particular e pontos de vistas diferentes: um suicídio, uma criança com medo, um jovem rebelde, uma mãe pensando no nome do bebê, enfim… Mas no geral, a mensagem que passa está no próprio refrão, que por si só já basta.

Minha interpretaçao:Legiao Urbana é foda e essa musica é perfeita!

eu entendo completamente a musica mas nao sei me expressar e explicar pra alguem

Vi varias teorias bizarras sobre os primeiros versos da música e vim deixar meu comentário. É obvio que em “Estatuas e cofres e paredes pintadas…” ele se refere ao ambiente de um cemitério (onde ocorre o enterro da menina do quinto andar).

Caramba! Na canção Pais e Filhos quase todos falam desse suicídio e dessa menina, ou que tem frases sem sentido… não consigo enxergar desta maenira… Percebo que essa parte da música é a narrativa de um pesadelo: “Estátuas e cofres / E paredes pintadas / Ninguém sabe o que aconteceu… // Ela se jogou da janela / Do quinto andar / Nada é fácil de entender… // Dorme agora Uuuhum” Daí então ele começa mostrar os conflitos desse(a) jovem, conflitos estes que poderiam ter lhes trazido o pesadelo já narrado, a necessidade de colo, a fuga de casa ou mesmo dos pais. Mas concordo perfeitamente com o que tá bem explícito, a parte que trada o seguinte… “Meu filho vai ter / Nome de santo / Quero o nome / Mais bonito…
// É preciso amar as pessoas / Como se não houvesse amanhã / Por que se você parar / Prá pensar /Na verdade não há…” mostra realmente o desejo que os pais tem de que os filhos sejam certinhos, (ninguem coloca o nome de lúcifer nos filhos), mas enfim, como se fosse um lembrete do autor (Renato Russo) para os pais ele continua dizendo que é preciso amar os filhos, “independente de como eles sejam” como se não houvesse amanhã.

Já nesta outra parte da música: “Me diz, por que o céu é azul / Explica a grande fúria do mundo / São meus filhos / Que tomam conta de mim… // Eu moro com a minha mãe / Mas meu pai vem me visitar / Eu moro na rua / Não tenho ninguém / Eu moro em qualquer lugar…” Ao contrário do que muitos dizem de que ele mostra um personagem que vive várias situações diferentes diante de seus conflitos e indecisões noto que Renato na verdade muda sua narrativa, ele não só mostra mais os conflitos e incertezas da personagem, mas ele passa expressar-se por meio de várias pessoas diferentes, num momento ele expressa sendo o pai querendo entender a fúria do mundo, depois, outro pai que é cuidado pelos filhos, noutro momento ele é o filho, vários filhos, jovens de diferentes situações, um que mora com os pais, outro que mora na rua, outro que mora em qualquer lugar.. enfim vai tentando se identificar com diversos jovens.

E por fim… “Sou uma gota d’água / Sou um grão de areia / Você me diz que seus pais / Não lhe entendem / Mas você não entende seus pais… // Você culpa seus pais por tudo / E isso é absurdo / São crianças como você / O que você vai ser / Quando você crescer?…”
Realmente estar claro que ele quer mostrar que pais e filhos continuam sem se entender, mas novamente entra o autor dando conselhos para os dois, para o filho, quando diz que o pai não entende é ele que não entende os pais, pois os pais também tem sonhos e planos como crianças, que os pais são aquilo que os filhos também se tornarão ou serão no futuro.

nunca tinha parado pra analizar más partes da musica não tem sentido acho que só o renato sabia oque queria dizer. ou seja coisa de louco.
como gostamos de loucuras tudo junto e misturado ficou massa!!!!

”pais e filhos” sempre me pareceu como um diálogo entre pai e filho. a música mostra cada lado da moeda cada um mostrando o seu lado

essa é a historia de um garoto de 4 ou 5 anos(na epoca) que era abusado sexualmente de seu padrasto que depois de pedir a ajudo do pai (ajuda negada pois o pai n acreditou na criança) se jogou da janela do 5° andar do predio de onde morava, Renato Russo apos conhecer a historia em fim fem essa musica em homenagem ou pai da criança e o jovem falecido…

A musica trata da morte de uma garota que tinha tudo, e que sem motivo se suicidou. Na parte Dorme agora….Depois das tres…marca as fases da vida ao mesmo tempo que ela quer colo, ela quer ser livre, ou seja, adolescente.”Meu filho vai ter nome de santo”, pelo fato de todos os pais quererem que seus filhos sejam santos, que noa fazem coisas erradas. Ja o refrão mostra que é preciso dar valor as pessoas enquanto estão vivas, pois depois que morrerem nada mais adianta. A proxima estrofe trata das interrogações que todas as pessoas fazem, as perguntas sem respostas. A seguir(proxima estrofe) o pai e mae sao divorciados, ela nao tem lar alguns dias fica com a mãe outros com o pai. Pra finalizar é dito que o pai se culpa pela morte da filha e afirma que os filhos nao entendem seus país, e que não há o porquê reclamar já que quando crescerem os filhos hão de ser pais.

Ai pessoal, que são vcs pra analisar uma obra de arte, uma poesia do Renato Russo? Ou de quem quuer que seja? Comentar ok, analisar impossível! É arte e arte não se analisa… é isso!

A música deve ser interpretada frase a frase com todos pontos e virgulas que não existem nas estrofes . A música traz todas as frases soltas que pais e filhos já disseram um dia, ele apenas juntou tudo em uma musica , por exemplo : -”quero colo” – ( uma frase, uma criança falando) -”vou fugir de casa”- (um adolescente revoltado), por ai .A música reflete frases soltas de pais e filhos, como o próprio nome da música.

Ela se matou

Façam o curso chamado “Processo Hoffman” que vocês vão entender completamente a letra desta obra de arte deste gênio chamado Renato Russo…

july flavia vailza e valeria
friends forever!!!!

Muiiiiiiiiito louco!!!!!!
tá legal!!!!!!!!!

Na primeira estrofe podemos perceber a frieza do ambiente, “estátuas e cofres” ; alguém se joga do 5° andar, suicidio, demonstração de conflitos, carências, insatisfações, talvez devido a falta de calor humano, amor.”Dorme agora” pode estar relacionado com o corpo imóvel,só o tempo é que continua com suas intepéries. Segue as etapas da vida: o querer colo( infância); o vou fugir de casa( adolescência; chegar de madrugada ( adulto ). O aconchego e o conforto que os pais proporcionam e passa a ser o porto seguro dos filhos. A empolgação dos pais ao escoçher o nome e a fé na postura e no caráter do filho ao escolher nome de santo e o nome mais bonito( desejar o melhor para os filhos). Começa então a reflexão do mundo, da falta de amor entre as pessoas, porque não temos a certeza de que o amanhã existirá ( oportunidade de amar e salvar hoje), pois amanhã se existir esses filhos é que tomarão conta dos pais e do país.Somos insignificantes perante o mundo, e não é pelo fato de sermos pais é que não podemos ser frágeis,indefesos. Um dia você que é criança também será pai e verá que contonua frágil.

Dorme agora
Uuuhum!
É só o vento
Lá fora… (Quando uma criança tem medo de alguma coisa que é apenas o vento, e os pais dizem isso.)

Quero colo! ( Fala de uma criança)
Vou fugir de casa (fala de um “aborrecente”)
Posso dormir aqui
Com vocês? ( Fala de uma criança)
Estou com medo
Tive um pesadelo (outra fala que uma criança diz normalmente)
Só vou voltar
Depois das três… (frase de um adolescente que já se acha um adulto)

Meu filho vai ter
Nome de santo
Quero o nome
Mais bonito… (pais pensando num nome para o filho, quem sabe com um nome de santo o livra do mau)

Inicialmente o autor descreve um apartamento de classe alta de Brasília onde uma adolescente após discutir com os pais se jogou da janela do quinto andar. Esta história é verídica.
Dorme agora, quero colo, vou fugir de casa, posso dormir com vocês, estou com medo de um pesadelo, só vou voltar depois das três; descrevem a ambiguidade de ser adolescente: meio criança, meio adulto.
Meu filho vai ter nome de santo se deve a uma geração de pais católicos que faziam promessas para obterem dádivas dos santos e os homenageavam colocando o seu nome em um filho. Em alguns casos era a intenção de que seguissem a vocação de padres.
Quero nome mais bonito é, evidentemente, o conflito de uma nova geração de filhos descomprometida com a religiosidade dos pais, onde o que interessa é um nome mais “sonoro” para impressionar os demais de seu convívio.
A melhor parte é o refrão e é também a mensagem principal no meio destas “besteiras” que damos importância demais no relacionamento entre pais e filhos: Amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque o amanhã não existe e é agora que temos que fazer o que é importante.
Me diz porque que o céu é azul, me explica a grande fúria do mundo, são questões que os filhos fazem aos pais quando ainda tem neles uma imagem de perfeição.
São meus filhos que tomam conta de mim, mostra a natureza do envelhecimento humano e a importância da família no final da vida.
Eu moro com minha mãe e meu pai me visita (famílias separadas), eu moro na rua não tenho ninguém (sem família), eu moro em qualquer lugar, já morei em tanta casa que nem me lembro (a casa não representa lugar da família), eu moro com meus pais (família tradicional).
Sou uma gota d’água, sou um grão de areia nos lembra de que não somos tão importantes como nos consideramos (humildade) e que é por ter um ego tão inflado que só desejamos ser entendido e nunca entender os pais.
Culpar os pais por tudo é o absurdo de não enxergar o que já fizeram por nós.
São crianças como nós, aquilo que sermos quando crescermos desmitifica a imagem de perfeição dos pais e os põe num situação de equidade e respeito.

Que é uma música q fala sobre a convivência dos adolescentes com seus pais ! E muitas das situações aconteceram comigo.

NA PARTE Q DIZ: “vc culpa seus pais por tudo,isso é absurdo, sao crianças como vc, o que vc vai ser qd vc crescer”QUE POR MAIS VELHOS QUE ELES SEJAM ELES TAMBÉM TEM O DIREITO DE ERRAR E ELES TEM AS INSEGURANÇAS DE UMA CRIANÇA E POR MAIS Q VC SEJA DIFERENTE DELES VC TAMBÉM TERÁ MEDO E ANSEIOS SEMAELHANTE AO DE UMA CRIANÇA.

Antes de tudo amigos é bom levar em consideração que Metáforas dão margens a várias interpretações. E para se ter uma precisão é preciso conhecer um pouco da história que autor quis passar. Essa música por exemplo tem várias, uma delas diz respeito há um episódio verídico dos anos 80, sobre um suposto assassinato ou suícidio de uma menina de 15 anos, que após noitada foi para o apartamento com dois rapazes que tentaram estuprála. Não se sabe até hoje se a mesma no desespero se jogou ou foi jogada. Renato Russo teria acompanhado o caso e se inspirou escrevendo a música falando sobre o conflitante mundo vivido por Pais e Filhos. Segundo Renato na letra houve um suícidio. Prestem atenção, pois em determinado momento ele fala como se fosse os Pais e em outro como os Filhos. Por isso, Pais e Filhos.

Então vamos lá :

Estátuas e cofres
E paredes pintadas ( descrição de uma casa de luxo, classe média alta)
Ninguém sabe o que aconteceu
Ela se jogou da janela do quinto andar (como entender um suícidio de uma menina que supostamente tinha “tudo”,bens, dinheiro…Mas será que tinha amor ?)
Nada é fácil de entender.

Dorme agora:
É só o vento lá fora. ( Na infância, você tem medo do desconhecido, grito..barulho e seu Pai ou Mãe te conforta)
Quero colo
Vou fugir de casa ( Entrando na adolescência: você vive uma avalanche de cobranças e contradições te causando revoltas)
Posso dormir aqui
Com você?
Estou com medo tive um pesadelo ( reflexos da conturbada adolescência, saindo para noite, com medo dos sonhos)
Só vou voltar depois das três.

Meu filho vai ter
Nome de santo ( Super proteção (ilusão) dos Pais, achando que colocando um nome Santo os livra de todo
Quero o nome mais bonito. mal e principalmente da rebeldia da adolescência)

Refrão:
É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã ( Reflexão sobre a vida : (saca filme click), os filhos na adolescência tratam mal os Pais,
Porque se você parar pra pensar, assim como os Pais separados não dão muita atenção aos filhos.)
Na verdade não há. ( Aqui fica claro o arrependimento dos Pais após a morte da filha)

Me diz por que o céu é azul
Me explica a grande fúria do mundo ( Reflexão sobre a morte: O Pai (ou Mãe) após a morte da filha, faz questionamentos)
São meus filhos que tomam conta de mim

Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
Eu moro na rua, não tenho ninguém (Com os Pais separados o filho se revolta e relata o que sente)
Eu moro em qualquer lugar
Já morei em tanta casa que nem me lembro mais
Eu moro com meus pais.

Refrão:
É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã ( Reflexão sobre a vida : (saca filme click), os filhos na adolescência tratam mal os Pais,
Porque se você parar pra pensar, assim como os Pais separados não dão muita atenção aos filhos.)
Na verdade não há. ( Aqui fica claro o arrependimento dos Pais após a morte da filha)

Sou a gota d’água ( Como a filha se sentia antes do suícidio, ou seja, não sou nada, ninguém me da atenção)
Sou um grão de areia
Você me diz que seus pais não entendem ( Alguém aconselhando a filha: Mostrando que ela, com sua revolta,
Mas você não entende seus pais. também estava errada e não entendia seus Pais)
Você culpa seus pais por tudo ( Segue conselho: Onde a pessoa critica a adolescente por considerar
Isso é absurdo que todos os seus problemas são culpa dos Pais. Na verdade a culpa dos Pais é a
falta da base familiar, que deixa a menina sem força para resolver os problemas. )
São crianças como você. Reflexão (conselho) Os filhos acham e precisam acreditar que os Pais por serem
O que você vai ser mais velhos e serem seu espelho são perfeitos. Mas todos nós erramos muito, em
Quando você crescer. todas as fases da vida e que ela vai cometer os mesmos erros.

eu acho q
quando ele fala “vc culpa seus pais por tudo,isso é absurdo, sao crianças como vc, o que vc vai ser qd vc crescer”ta dizendo que hj nos somos os filhos mas amanha vamos ser os pais e vamos passar por tudo isso

a musica pais e filhos é uma obra prima é uma verdeira história e mais uma obra de arte do renato russo …

ELE NARRA O COTIDIANO DAS FAMILIAS,POIS CADA FRASE VAI SERVIR PRA ALGUÉM.

Quando adolescente a música era apenas uma exelente música, onde trechos iam marcando determinadas fases da minha própria vida. Hoje um hino que explica desde o inicio da minha história até o presente das minhas filhas, pois as vezes com razão, as sem sempre passamos pela fase de culpar os pais, o mundo pelas nossas escolhas. Hoje percebo o quanto ainda quero colo, o quanto meus pais ainda são crianças e o quanto eu aprendo com as minhas filhas que ainda são apenas crianças.

Acho que a música está cheia de metáforas, mas eu separei duas que eu acho que entendi bem. Afinal, metáforas dão margem a várias interpretações…

Sou uma gota d’água
Ele fala que é muito pequeno no mundo que é um oceano.

Sou um grão de areia
A mesma metáfora anterior, mas com a praia se comparando a um grão de areia no meio da praia.

A musica pais e filhos aborda um tema bastante conhecido,um problema de relação entre pais e filhos mais abrange também a questão do mundo em seu todo da realidade que nos ronda,onde não sabemos se o amanhã ainda vai chegar com toda a essa violência que nos cerca.Se paramos pra refletir a letra da musica é bem mais profunda do que percebemos eu não trata só de um assunto em particular trata da sociedade em seu todo e acredito eu que seja uma das melhores musica já feita pelo Legião Urbana e logo depois tempo perdido.

eu adorooooo esta musica

Essa música, segundo o video que vi do Renato antes de cantá-la, ele explica um pouco da música.

eis:

“essa música é muito, muito séria, tipo me desgasta pra car*** quando a gente toca, entendeu. E as pessoas nao percebem, é tipo assim “ela se jogou da”, é sobre uma menina que tem problemas com os pais, ela se jogou da janela do quinto andar e não existe amanhã, sabe… existe um clima em torno de algumas músicas, isso que me assusta, quer dizer, CADA PESSOA INTERPRETA À SUA MANEIRA, mas ísso é uma musica serissima, é que nem INDIOS…, de repente assim, eu não aguentaria ouvir duas vezes seguidas, eu gostaria então que vocês prestassem atenção na letra e vissem que … é uma coisa forte..” e segue:

fonte: http://www.youtube.com/watch?v=ezqWXfX_GiU

Gênio!! Ele mesmo dizia que cada um tem sua interpretação, é incrível pois as pessoas cantam ela e eu também com uma cara de romantismo e alegria e na verdade ela é depressiva, triste e forte. Legião sempre

Morgangc

PAIS E FILHOS é uma das melhores antologias da legião urbana. Renato Russo, trabalhava palatinalmente temas abordando sobre o tempo, em outras palavras é nítido entender nesta canção que o o ontem no dia de hoje é inexistente e o futuro é agora. Se observarmos, ele posiciona em cada verso um ocorrido entre os pais e os filhos, e não existe um direção definida se tratando de explicações, pois a interpretação varia por cada situação vivida. A musica focaliza também a fase adolescente e adulta das famílias.

Essa musica foi baseada em um crime ,que aconteceu em meados de 1986,de uma garota de menor ,que saiu de uma danceteria ,e pegou carona com um jovem ,e foi para o apartamento dele ,em niteroi,Rio de Janeiro,o jovem estava drogado e tentou violentala,nao se sabe se ela se jogou ,ou ele a empurrou,quando houve o julgamento ,o pai da menina emocionado ,falou algo,tipo assassino ,no julgamento,e o juiz ,mandou que calase a boca e o chamando de palhaco,a partir dai o pai da menina,so se vestia de palhaco,e que na epoca comoveu muita gente ,como tambem Renato Russo,que comecou a contar essa historia antes de cada show que a legiao fazia,e depois fez a musica,lembro que em um show em minha cidade Santos,o Renato comecou a contar a historia,e o e as pessoas comecaram a vaiar e na epoca se usava uns palavroes bota pra fude bota pra fudu,como toca que queremos ver show,o Renato respondeu vou botar pra fuder nas irmas de voces ,e se retirou do palco e nao deu oshow,grande poeta Renato Russo voce sempre sera o maior parabens

Acho que é uma Colagem, como as do Cubismo, como a de Alegria, Alegria. São várias situações comuns à relação entre pais e filhos retratadas a cada estrofe, aproximadamente. Bem como algumas reflexões sobre tal relação. Não é uma história única, mas a crônica de vários aspectos de relações diferentes, de vários diálogos, inclusive.

Preciso de um comentário sobre a música oração da família do padre zezinho, trabalho com adolescentes de vários contextos sociais. Obrigada

Creio que o Renato buscava em/com Deus uma inspiração para “falar” algo para aqueles que paravam para o escutar. Eu creio que Deus, em algumas letras (como esta), usou o Renato para falar algo para nós. Não sei no que Renato acreditava, mas creio que ele buscava a Deus e tentava mostrar em suas letras, não só seus sentimentos e experiências, mas também algo que o próprio Senhor o revelava.
Espero que o Renato esteja com Cristo.
Abraços.

De certa forma Renato quis mostrar vários momentos de uma família a qual nossos filhos passam pela infância adolescência uma grande vida de historias e dramas diferentes o qual acontecem momentos q causam alegria ou sofrimento um sorriso ou uma lagrima
Às vezes culpamos nossos pais por tudo e eles são os causadores de nosso sofrimento, revoltas, etc.
Mais na verdade no final de tudo nos os adolescentes ñ passamos de egoísta e gostamos apenas de ver o nosso lado e nunca o lado deles, e se eles são culpados é porque eles ñ prestam atenção E nos já prestamos alguma vez, se sim qual foi à diferença Você se irritou mais ou menos Uma critica bastante observadora ñ.
A crise que Renato russo relatou ñ existe apenas na época da musica lançada e sim ate nos dias de hoje principalmente, pois cada dia q passa, nós ñ amamos as pessoas como se houvesse amanha e se ele realmente algum dia ñ chega nós iremos de certa forma perdidamente ficar- mos arrependidos de ñ ter ouvido nosso grande poeta Renato russo.

Oi gente, já tinha feito uma análise dessa letra e postado aqui, só mudei o endereço. Quem quiser acessar é http://sonhosdeumaclave.blogspot.com/2011/11/pais-e-filhos.html

Beijos e até mais.

O que eu entendi dessa musica foi que o Renato Russo fez várias história em uma só e em todas as partes ele que mostra a falta de compreensão os pais e os filhos de hoje em dia. e no refrão ele diz que devemos amar e respeitar todas as pessoas porq o amanhã não existeAprendi muito com esa musica levo ela pra minha vida inteira uma dass melhores musicas que existe! Ta ai minha opinião

fala como é a vida msm éeee linda amei

” Estátuas e cofres
E paredes pintadas
Ninguém sabe
O que aconteceu…

Ela se jogou da janela
Do quinto andar
Nada é fácil de entender…”

essa parte fala da sobrinha dele que descobriu que era adotada, e se revoltou quebrou tudo como diz ”… e paredes pintadas …’ e ngm sabe o que realmente tinha acontecido so dps entao descobriram, entao ela se jogou da janela do 5º andar!

Achei a melhor análise é essa logo abaixo do meu post. Da Ana Carolina. Realmente, tem tudo a ver.

Todos nós concordamos que se trata de um suicídio. Porém, na minha opinião, o desenrolar da música é uma tentativa de explicar o que levou a menina a cometer o suicídio. [Nada é fácil de entender]
Ele começa “Dorme agora…” , isso seria a infância da menina.
“Quero colo! Vou fugir de casa!Posso dormir aqui com vocês?” É a confusão da menina, entrando na adolescência.
“Me diz, por que que o céu é azul? Explica a grande fúria do mundo” Agora ela está na adolescência, ela tem suas dúvidas, suas crises de existência, suas revoltas…
“Eu moro com a minha mãe mas meu pai vem me visitar” os pais dela se separaram. “Eu moro na rua, não tenho ninguém, eu moro em qualquer lugar.” Ela já não tem mais vontade de estar em casa, de estar com a família (seus pais), pra ela tanto faz.
“Já morei em tanta casa…” ela já se mudou muito, sua vida é conturbada, confusa demais.
“Sou uma gota d’água,sou um grão de areia” entendo isso como depressão. Ela se sente insignificante, não dá mais valor à sua vida, ela se sente só mais uma.
“Você me diz que seus pais não te entendem,mas você não entende seus pais” Entendo essa parte como alguém tentando conversar com a menina, convence-la de que ela também está errada.
“Você culpa seus pais por tudo, isso é absurdo” Isso seria uma crítica não só à menina, mas aos pais dela também. Pois,a adolescência, suas confusões, a falta de atenção, a separação dos pais,e muitos outros fatores causados/provocados pelos pais, juntos estavam causando um problema sério.
“São crianças como você.O que você vai ser quando você crescer?” Aqui, na minha opinião a menina para pra pensar sobre seus objetivos e se vê sem futuro. (se meus pais são meu exemplo, assim confusos, sem rumo, o que EU serei então ?)
A menina então se suicida, porque o que faltava pra ela era amor e atenção.

“É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã,porque se você parar pra pensar na verdade não há” Houveram vários ‘amanhã’, mas com toda essa confusão, ninguém deu valor à isso. Quando os pais viram não dava mais tempo, simplesmente não haveria mais amanhã, pois sua filha já havia se suicidado. Vejo tudo como uma critica aos filhos, por não darem valor e tratarem mau seus pais, e aos pais, por mesmo que sem querer, não darem atenção aos seus filhos, o que torna a relação entre “Pais e Filhos” de qualquer família, muito complicada.

Não sei se fez muito sentido, mas ta aí a minha intenção … haha

Uma das letras mais belas e tocantes da Música Brasileira. Relata os conflitos, medos, preocupações, relações, cuidados e dramas existentes entre os pais e filhos de vários tipos de famílias que encontramos por aí. Sempre que escuto esta música me emociono, e acredito que todos os pais que já prestaram atenção nesta poesia do Renato Russo sentem a mesma coisa.

O interessante e que nos leva a refletir é que os filhos de hoje serão os pais de amanhã, e os conflitos se repetem e se repetirão, com algumas diferenças, mas na fundo serão sempre os mesmos.

Fascinante a análise do Sérgio Soeiro.
Estou fazendo um trabalho de psicologia que se refere à relação entre pais e filhos, por isso que busquei algo sobre esta música. Sérgio, permita que eu use sua análise no meu trabalho, ok? Muito obrigada.

Acredito que Renato Russo quis retratar a convivência de pais e filhos, citando diversos exemplos. É uma música muito bem feita, retrata a realidade do convívio entre pais e filhos… conflitos, amor, saudade, dedicação. É uma música tocante, sobretudo para os jovens da época, que curtiam o som do Legião Urbana. Na minha opinião, é uma das melhores bandas que já tivemos. Apesar de não concordar com algumas posturas do vocalista, tenho grande admiração por seu talento.

essa musica e show de bola .pena que maeu tio morreu ,,,senao ele setaria aqui escutando a esta musica,mas na verdade eu nao gosto muito de legiao urbana so desta musica e mal pq eu gosto de coisas mais atualizadas………igual eu claro e evidente entao como eu sou atualizada nao preciso botar acento em nenhuma palavra quando estou tc e ainda os sinais de pontuaçao,exclamaçao etc vira carinhas show de bola ,………………

ex:;) :) ;( :( =) =( (*.*) (+.+)

entau xauuuuu galera 1!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

A música fala de pais e filhos numa sequência de exemplificação de convívios familiares. Foram relatados, na música, as convivências dos pais com os filhos, alguns em conflitos outros em harmonia. Certamente o autor conheceu algumas das personagens que cita na letra, já que ele revela intimidades do seio familiar. ( Quero colo / Posso dormir aqui com vocês?) Nestes versos aparece proximidade que tanto pode ser lembranças da vida do próprio autor ou de seus irmãos. Os versos que marcam presenças de outras personagens citadas são os seguintes: (Moro na rua / Eu moro com a minha mãe, mas meu pai vem me visitar / vou fugir de casa) além, logicamente, da menina que se jogou da janela do quinto andar. Esse fato revela que as tragédias não escolhem classes sociais, pois o conforto que cerca a personagem é marcante de família rica.
No refrão da música o autor enaltece que não se deve esperar um amanhã para se amar, pois amanhã não existe, ele sempre é uma mera esperança, o que há é o hoje e devemos amar as pessoas. Para finalizar, há uma mensagem muito realista na música: Filhos rebeldes de hoje serão os pais “caretas” num futuro próximo e o ciclo não se fecha aí, vai acontecer tudo de novo.

País e filhos.

O titulo está no plural, não há nenhum mistério dessa musica. a cada frase se trata de uma familha diferente. mostra as varias faces da relação entre pais e filhos, que se manifesta de forma diferente em cada familia e em cada fase e idade da vida.

“Quero colo!” (se trata de umacriança diferente da do verso seguinte, ou talvez a mesma criança numa diferente idade, acho que quanto a isso tanto faz)

“Vou fugir de casa” (não tem nenhuma conexão com “quero colo” se trata apenas de explicar a pluralidade das relações entre pais e filhos)

“Só vou voltar depois das 3″ Um adolescente na fase de sair a noite e chegar em casa de madrugada preocupando os pais.

E assim segue a musica com fragmentos do cotidiano de muitas familias diferentes.

ACRILIC ON CANVAS
Renato russo

É saudade, então
E mais uma vez
De você fiz o desenho mais perfeito que se fez
Os traços copiei do que não aconteceu
As cores que escolhi entre as tintas que inventei
Misturei com a promessa que nós dois nunca fizemos
De um dia sermos três
Trabalhei você em luz e sombra

E era sempre, Não foi por mal
Eu juro que nunca quis deixar você tão triste
Sempre as mesmas desculpas
E desculpas nem sempre são sinceras
Quase nunca são

Preparei a minha tela
Com pedaços de lençóis que não chegamos a sujar
A armação fiz com madeira
Da janela do seu quarto
Do portão da sua casa
Fiz paleta e cavalete
E com lágrimas que não brincaram com você
Destilei óleo de linhaça
Da sua cama arranquei pedaços
Que talhei em estiletes de tamanhos diferentes
E fiz, então, pincéis com seus cabelos
Fiz carvão do baton que roubei de você
E com ele marquei dois pontos de fuga
E rabisquei meu horizonte

E era sempre, Não foi por mal
Eu juro que não foi por mal
Eu não queria machucar você
Prometo que isso nunca vai acontecer mais uma vez

E era sempre, sempre o mesmo novamente
A mesma traição

Às vezes é difícil esquecer:
“Sinto muito, ela não mora mais aqui”
Mas então, por que eu finjo
Que acredito no que invento?
Nada disso aconteceu assim
Não foi desse jeito
Ninguém sofreu
É só você que me provoca essa saudade vazia
Tentando pintar essas flores com o nome
De “amor-perfeito”
E “não-te-esqueças-de-mim”

ENTENDENDO A POESIA

Acrilic on Canvas nada mais é que o uso de tinta acrílica sobre o tecido em pinturas artísticas. Canvas é um tecido forte feito de algodão. Da Vinci e Boticelli eram alguns dos adeptos a esse método. Esse termo “Acrilic on Canvas” traduzido siguinifica: “acrílico sobre tela”.
Agora, sobre a música, ela fala sobre um “pintor” que extravasa num Universo lúdico sua nostalgia de forma metafórica. Não se trata de uma letra romântica, e sim uma concepção lírica de um pseudo-amor que chegou ao fim. A fotografia poética dessa música nos remete a cenas intensas, e de forte apelo sentimental, sugerindo um leve desespero, mágoa e arrependimento.
Quando é feita a subjetividade entre a fidelidade dos envolvidos, obviamente a traição vem à tona, tornando clara e coesa a falta de equilíbrio emocional sobre a situação imposta, e sobre o julgamento dos fatos. No entanto, ao descrever a dor do impacto que o acomete, o poeta faz alusões às boas lembranças arrebatadoras que a paixão lhe trouxe, justificando assim a “dor da perda”, mas, a linha tênue entre paixão e doença não é mais tão espessa quanto se imagina, reconhecer o “vício” da paixão ainda não é tão eminente a ponto de conhecer a causa do sofrimento, separando-o dos momentos alegres e relevantes.
A inquisição imposta na poesia, combate a “heresia” que é a traição, e também os sincretismos que giram em torno da paixão, deixando óbvio que não se trata de amor verdadeiramente puro, e sim, de uma saudade que é só magoa por ter sido feito tanto estrago. Então essa escravidão imaginária transforma o proprietário em inquilino e o inquilino em síndico de uma propriedade vazia, uma moradia fria e abandonada, que é seu coração. Mesmo com a intensidade do drama relatado, “talvez” o sentimento selvagem e ao mesmo tempo tão doce narrado na obra, não passa de mera criação imaginária e fictícia, resultado de carência profunda oriunda de vidas que não passaram por ele, e sensações insurgidas de um oceano vasto habitado por um ser somente, a saudade de si mesmo.

Aldo Alefe

Gostei e concordo com a intrepretação do Nava sobre PAIS E FILHOS. PARABÉNS NAVA! :)

Estátuas e cofres
E paredes pintadas
Ninguém sabe
O que aconteceu…

Ela se jogou da janela
Do quinto andar
Nada é fácil de entender [...]

Nessa primeira parte da música Renato Russo fala sobre um suicídio de uma adolescente, possivelmente um caso de um suicídio que aconteceu na sua família.

[...] Dorme agora
Uuuhum!
É só o vento
Lá fora…[...] Nesse trecho um pai ou uma mãe tentar aliviar o medo que seu filho sente por escutar barulhos do lado de fora. Renato tenta mostrar o afeto dos pais perante os filhos.
Quero colo!
[...]Vou fugir de casa
Posso dormir aqui
Com vocês
Estou com medo
Tive um pesadelo
Só vou voltar
Depois das três[...] Nessa parte é um filho que foge de casa e vai dormir na casa de um amigo. Depois sente medo porque teve um pesadelo, sente-se fragilizado e decidi voltar para a proteção dos pais.

[...]Meu filho vai ter
Nome de santo
Quero o nome
Mais bonito[...]
É uma metáfora, meu filho vai ter nome de santo” como se resolve-se algo uma pessoa ter um nome de santo, ou que pelo menos fosse um nome bonito e divino perante a rebeldia diabólica de
um adolescente.
[...] É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há…[...] Essa parte é alto-explicativa, “É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã”, para as pessoas amarem e se doarem ao máximo como se não estivessem vivos no outro dia.”Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há…” Essa verdade, é a verda no seu sentido literal, a verdade que é oposta a mentira, como a sociedade que é falsa, hipócrita, fútil, onde a verdade não existe.
[...] Me diz, por que o céu é azul
Explica a grande fúria do mundo[...] Um adolescente cheio de dúvidas, incertezas e indignaçôes diante da vida. [...] São meus filhos que tomam conta de mim[...] relato de um pai idoso e enfraquecido que necessita dos seus filhos. [...] Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar[...] relato de um adolescente filho de casal separado. [...] Eu moro na rua, não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar.[...] relato de um adolescente mendigo, que vive sozinho, nas ruas.[ [...] Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais[...] relato de um adolescente que mora em um orfanato e que foi diversas veses adotado nos lares e devolvido para o orfanato. [...] Eu moro com meus pais[..] relato de um adolescente que mora com os seus pais. [...]É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Porque se você parar pra pensar
Na verdade não há.[...] Já interpretada.
[...] Sou uma gota d’água,
sou um grão de areia[...] Siguinifica a pequenez de um ser humano em relação a vida.
[...] Você me diz que seus pais não te entendem,
Mas você não entende seus pais.
Você culpa seus pais por tudo, isso é absurdo[...]
[...]São crianças como você
O que você vai ser
Quando você crescer?[...] ” São crianças como você”, mostra que nossos pais nos amam verdadeiramente como o amor de uma criança. “O que você vai ser quando você crescer” Duplo sentido, pode ser uma frase de afeto que todo pai faz a um filho, ou pode ser que o adolescente também vai ser pai um dia e irá sofrêr com seus filhos rebeldes adolescentes como os seus pais estão sofrendo.

E possível entender através dos versos dessa música o retrato da vida de muitas pessoas que eu conheço há alguns anos, aliás, retrata também um pouco de mim. Ele expressou aquilo que sentia no dia-a-dia, nos lugares onde passava, nas pessoas com as quais convivia, ouvindo relatos de crianças, adolescentes e jovens de todas as classes sociais, inclusive de moradores de rua. E quanto ao acúmulo de bens matérias que se percebe no início da música demonstra que não é suficiente sem que haja o amor na família. Muitos têm a maior riqueza da vida e não sabe e nem da o devido valor a esse bem, que é o bom relacionamento na família. É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, por que pode ser tarde ou, como diz não música, não há amanhã. “Ela se jogou da janela do quinto andar nada é fácil de entender” e por faltar o bom relacionamento entre pais e filhos é que acontecem tragédias na família. A música retrata uma realidade que, como qualquer outra realidade, dói e essa não é diferente. As palavras nos mostra claramente uma sociedade desestruturada pela falta de união de pais e falta de compreensão dos filhos. Fala de solidão, de rebeldia, de separação, de abandono do lar e principalmente do ciclo, filhos de hoje, que serão os pais amanhã.

amo essa musica adoro legião …..

na minha opinião ela fala como os filhos sao rebeldes com os pais mais os pais se esquecem qe eles ja foram assim um dia

acho que essa musica reflete bem os dias conturbados de hoje. a desatençao dos pais ate a loucura dos filhos. sou muuuuuuuuuuito fa da musica acho um retrato exelente. amo voces le urbana!!!!!!!!!! bjs a todos

As letras de Renato Russo são muito complexas. E o que mais me chama a atenção é a capacidade que as músicas têm de completar nossas vidas em todo momento, em toda ocasião. Pais e filhos nos alerta quanto ao amor ao próximo sem restrições, sem preconceitos. Nos adverte quanto o amor entre pais e filhos é importante para a formação de carater de cada um.

Renato Manfredini, por ser sensacional, criou essa música com a finalidade de deixar-nos na dúvida se fala verdadeiramente de uma menina só, ou de várias crianças. O barato da música é exatamente isso, porque não tem certo ou errado, são interpretações diferentes e ponto. Fica claro que houve suicício e que a menina é rica e tal, mas ao mesmo tempo em que os versos seguintes dão a entender que a menina viveu várias fases antes do suícidio, parece que ele está falando de variadas situações entre pais e filhos. Logo não se pode ter certeza de nada, então justamente por isso que nada é fácil de entender? Ele mesmo diz isso na letra… porque se fosse fácil para interpretar não seria Legião Urbana.

Na minha opinião a música trata-se de uma pessoa que tinha problemas com seus pais e decidiu se suicídar.

Interessante, isso:
“Quero colo!
Vou fugir de casa
Posso dormir aqui
Com vocês
Estou com medo
Tive um pesadelo
Só vou voltar
Depois das três…”

Li, certa vez, que a música foi feita baseada em anotações do Renato.
Se você “brincar” um pouco com as palavras, “faz fazer sentido”:

*Quero colo! Vou fugir de casa. Só vou voltar depois das três.
*Estou com medo, tive um pesadelo. Posso dormir aqui com vocês?

Parece que é a mesma pessoa (filho?) em situações diferentes. Na primeira, ele foge de casa por querer, talvez, estar entre os amigos. Na segunda, ele sabe que os pais é que estarão do lado dele, principalmente quando ele acordar no meio da noite assustado por um pesadelo…

=)

Só uma observação:
“São crianças como você. O que você vai ser quando você crescer.”
Não existe uma interrogação no final dessa frase. Ele fez uma comparação entre “pais e filhos”. Os pais são tão crianças quanto os filhos, que serão crianças como os pais quando crescerem.
=)

é terapia de grupo , cada um falando de sua propria vida e da culpa

Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
eu moro em qualquer lugar,

Você culpa seus pais por tudo, isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser
Quando você crescer?

e terapia em grupo

o amanhã ñ existe pois o meu amanhã pode ser que ñ venha e quando vier será hoje então nunca alcanssaremos o amanhã pois ele é uma suposição na verdade ñ há um amanhã pois ele nunca vai existir e nunca viveremos um amanhã …

São varias faces e varias formas, cada momento ele fala de uma pessoa na musica Ex. um quer como, o outro quer fugir de casa, já o próximo que dormi com outras pessoas, tem outro que esta com medo, o outro só volta depois da seis…

são varias pessoas e vários pensamentos

A musica mistura frases de e citações de pais e filhos do cotidiano e mostra que no fundo a historia é ciclica, que os filhos rebeldes de hoje, serão os pais indecisos e preocupados de amanhã, que terão que lidar com os proximos filhos rebeldes novamente e assim por diante. Por isso é absurdo culpar os pais por tudo, por que no fundo são crianças como nós, só que maiores, e pais agora.

Na minha opinião a música fala da rebeldia dos filhos em relação aos pais, natural da mocidade, de não os compreenderem, e de todo o sofrimento causado por esta relação tempestuosa, com sofrimento de ambas as partes.

Do suicídio, do abandono, da separação dos pais, de filhos sem pai, da família real e da família perfeita.

E da necessidade do amor.

Qual é Marta? a melhor interpretação sem dúvida é da pessoa chamada Sérgio Soeiro. De longe! Até porquê esses dois comentários citados por ti não passam de cópias do que foi citado lá atrás (29 de Agosto de 2009) pelo cara. Por falar nisso, Ei Sérgio apareça.

Só reforçando…
a idéia certa estão nos comentários:

Comentário by Juliana — 30 de setembro de 2010
Comentário by Ana Carolina — 30 de julho de 2010

Concordo com comentários tipo da Juliana e da Ana Carolina. Elas são inteligentes e perceberam o que a música quer realmente dizer, de forma simples. Nào ficaram viajando como outros fizeram.

Na minha opinião essa é uma musica que, ao contrario de que muita gente pensa, ela fala de suicidio de uma menina que tinha problema em casa com os pais…
As vezes da a impressão de que ele esta falando de varias pessoas durante a musica.
Ao meu ver é como se ele tivesse falando no começo da musica de uma garota que se suicidou por causa dos prolemas em casa, aí varias pessoas relatando suas vidas em casa, mostrando que todos temos problemas na vida, que se a nossa situação esta ruim pode ter pessos que estão em situações piores…
E o refrão fala para não nos preocuparmos com o amanhã, por que nem sabemos se ele vai chegar, por isso devemos amar as pessoas que nos cercam, independentes dos problemas que nos ou elas tem….

Bom dia à todos primeiramente, ao escultar esta música podemos perceber a ambiguidade que elas nos trás, mas não se trata apenas de uma pessoa que se joga 5º andar e outra pessoa vai analisando sua vida…mas sim, na minha opnião, esta música vem retratando o Brasil, precisadamente a época da Ditadura militar, em que as pessoas que sonhavam com a liberdade de ir e vir, liberdade de expressão do pensamento, eram a todo momento perseguidas, presas, torturadas e até mesmo mortas, e mostra várias estilos de famílias, aqueles que conseguiam viver com seus pais, outros que fugiam dos ditadores, pais, crianças, adolescentes, todos. “È preciso amar como se não houvesse o amanhã”, acho que fala dos torturadores, que ningém é maior do que DEUS, você não pode calar uma nação, você não é melhor que ninguém, vem a cabeça aquela questão de igualdade e superioridade que as pessoas carregam consigo.”Explica a grande fúria do mundo!” para que tanto ódio, ganância, desigualdade se todos somos iguais.

É mais ou menos por ai….. Escultando essa música com os olhos fechados dá para soar esta época tão lementada em nosso país!

eu não sei por que eu sempre acho que o renato nessa musica ele não fez so um pessonagen mais varios uma turma bem problematica talves que um deles (uma menina tenha se matado)ai todos os amigos vem o suicidio dela e ficam abalados e começam a refreti sobre a vida .e todos triste acabam se encontrando a noite e decidem passa ela junto por que estavam com medo (Quero colo!
Vou fugir de casa
Posso dormir aqui
Com vocês
Estou com medo
Tive um pesadelo
Só vou voltar
Depois das três…)talves essa frase fosse dita por um dois personagens da historia

ai eles começam a conversa fala dos seus medos do que acham da vida suas duvidas (Me diz, por que o céu é azul
Explica a grande fúria do mundo)

São meus filhos
Que tomam conta de mim…

Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
Eu moro na rua
Não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar…

Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais
Eu moro com os meus pais
Huhuhuhu!…Oh! Oh!…(nessa parti da pra ver claramente que se trata de um dialogo deles falando sobre o relacionamento de cada um com os seus pais (uma indireta pra convivencia entre tais hoje em dia)e acabam chegando a conclusão que precisão mudar pois se continuarem no mesmo caminho da amiga deles (talves depresão ,dor bebidas,sexo,drogas)vão acaba tendo o mesmo final ai começão a pensa no futuro se vão te filhos um dia se vão cria eles melhor que seus pais o criaram .ai vem o medo que talves não por que no fundo eles sabem que nunca vão mudar ai eles começam a perceber que seus pais são iquais a eles e não herois que todos pintam(principalmente na infancia ai na adolencencia vem totalmente ao contrario como vilões mais sempre eles sempre o cupados de tudo quando no final o unico responsavel pelo seu destino e vc)ai no meu desse clima triste eles pessebem que a unica saida e viver cada dia da melhor forma possivel por que amanha ele não pode exilti)
corcodando ou não com a minha opinião ,ou de qualquer uma postada ai uma coisa e verdade essa frase ” e preciso amar as pessoas como se não houvesse o amanha por que se vc para pra pensa na verdade n ha”e uma das frases mais cinceras que exilte e so em le e ela ja tem uma lição de moral mais importe ate do que a propria musica ”viva

A MUSICA COM CERTEZA ENTRA E SE ENCAIXA COM TODAS PUBILCAÇÕES E COMENTARIOS DESCRITOS MAS..MESMO TENDO MUTA GENTE Q AINDA ACHA LEGIÃO RUIM OU A MUSICA HORRIVEL POR FALAR DE UM SUICIDIO…Ñ QR DIZER Q A BANDA Ñ PRESTA RENATO ERA MUITO SENSSIVEL AO MESMO TEMPO UM POUCO BRUTO QUANDO TINHA PRA FALAR ELE FALAVA,Ñ MENTIRAS A PENSA A VERDADE RENATO FALAVA COM SUA LETRA E MUSICAS O TEMA COMUM HJ EM DIA E POUCO FALADO OU DESCRITO PAIS E FILHOS Q NA MINHA OPINIÃO ESSA MUSICA VENHO ACALHAR NOS MUNDOS DE HJ EM DIA…AS MUSICAS SÃO ANTIGAS MAIS SE ENCAIXÃO PERFEITAMENTE NOS DIAS DE HJ BOM FOI OS 60,70,80…90 HJ EM DIA OMUNDO TA UM CÃOS PAIS MATANDO ESTRUPANDO…FILHOS A MESMO COISA OS FILHOS FAZEM HJ EM DIA COM SEUS PROPRIO FAMILIARES E COM PESSOAS Q Ñ TENHE NADA A VER.POSSO GARANTIR LEGIÃO COMCERTEZA MIM MUDOU.

pessoal essa musica é sobre a ditadura
da epoca qe o governo sumia com as pessoas
ai intao maes se matavam e etc

nakela epoca mtas pessoas sumiam do nada e ate hj ngm sabe aonde estao
tanto que uma professoura colocou essa musica pra nos e explico assim ^^

essa musica relata o mundo vazio que vivemos.

A música que foi tema de muitos adolescentes dos anos 80 retrata a necessidade do convívio com as pessoas que demontram o amor que sentem através da proteção e do carinho, sejam elas os pais ou apenas um amigo(a).

Acredito que cada um interpreta esta música conforme suas próprias experiências. Há um mês pude presenciar o suicídio de uma moça de 30 anos em São Paulo…era minha cunhada, casada e sem filhos, bonita, bem sucedida no trabalho e única irmã de meu marido. Ela se jogou da janela do sexto andar de seu apartamento no dia 18/04/2011, por volta das 23:00h. Fomos chamados às pressas, e quando chegamos, constatei como o choque é grande. As pessoas não ficavam perto do corpo, estavam chorando e falando, distantes dela, afastadas. Mas senti uma necessidade forte de ficar ao lado do corpo dela. Era madrugada, estava frio e ventava. Soprando forte, o vento quase arrancava uma espécie de plástico prateado que cobria seu corpo. Em meio às lágrimas, a música Pais e Filhos vinha a minha mente ( há muitos anos nào ouço Legião) e a todo instante eu conseguia compreender a profundidade destes versos…
Eu começaria a análise não pelo primeiro verso, mas pelo último: Você culpa seus pais por tudo
E isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser
Quando você crescer? Aqui, como em um filme, onde no final você entende a mensagem principal, o compositor deixa claro que não importa a idade que tenhamos, na essencia de nosso ser sempre seremos aquela criança, com a necessidade de amar e ser amada, e sempre enfrentamos conflitos… até mesmo porque na música ele não afirma que uma jovem se jogou da janela do quinto andar…na verdade ele fala que ela se jogou, e ela poderia ser a mãe, pois no final da música ele afirma que todos somos crianças, e que certa forma nunca crescemos o suficiente para não precisar de amor das pessoas, e que independentemente da idade, um dia iremos embora deste mundo; simplesmente morreremos, e perderemos todos os que ficam aqui. Por isso ele diz “Você precisa amar as pessoas como se não houvesse amanhã”. Para mim, este não é um alerta só para adultos que ficaram vivos num suposto suicídio de uma adolescente, mas um alerta também para quem deseja morrer ( independente da idade) diante de uma dificuldade, um conflito, pois com a morte, esta eterna criança tão assustada terá perdido a todos por não confiar no amor mútuo que nutre os laços.
Esta música convida as pessoas a se unirem para evitar que as pessoas desistam de viver, e em busca de tirar sua dor, tirarem sua própria vida.

Estátuas e cofres
E paredes pintadas (aqui ele se refere à banalidade que os bens materiais tem quando você encontra o corpo de alguém querido, que se foi. Realmente, neste momento, a dor tira o valor de qualquer bem material)
Ninguém sabe
O que aconteceu… ( a decisão pela morte normalmente é solitária)

Ela se jogou da janela
Do quinto andar ( a pior forma de morte é optar por ela)
Nada é fácil de entender… ( todos à volta do corpo se perguntam porquê, o tempo todo)

Dorme agora ( sim, ela parecia dormir, e por um segundo ela acreditou que encontraria a tão desejada Paz)
Uuuhum!
É só o vento
Lá fora… ( o choro de todos os que a amavam faz este som, mas ela já está tão distante e tão confusa, que precisa acreditar que é só o vento e nada mais)

Quero colo!( ela está confusa e com medo do que fez)
Vou fugir de casa (quer fugir da situação)
Posso dormir aqui
Com vocês ( não quer ficar sozinha e sabe que ficará)
Estou com medo (sabe que não consegue voltar atrás)
Tive um pesadelo ( quer desesperadamente acreditar que foi apenas um sonho ruim)
Só vou voltar
Depois das três… ( deseja ter a chance de voltar “pra casa”)

Meu filho vai ter
Nome de santo ( busca proteção)
Quero o nome
Mais bonito…( um carinho extremo e tentar ver a beleza em meio a tanto medo e dor)

É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há…( nem para quem morre, nem para quem fica vivo, pois o falecido também perde a convivencia com seus entes queridos)

Me diz, por que o céu é azul ( porque as coisas são assim, se há tanta inocencia em nós, eternas crianças)
Explica a grande fúria do mundo ( o suicídio é a morte em sua face auto-violenta)
São meus filhos
Que tomam conta de mim… (a morte traz a todos, falecidos e vivos um sentimento de abandono, não poderão cuidar um do outro)

Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar ( busca fingir que tudo será como antes)
Eu moro na rua
Não tenho ninguém ( sabe que agora está sozinha)
Eu moro em qualquer lugar…( todos estão sem rumo e simplesmente tanto faz)

Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais ( as lembranças da vida estão ficando distantes)
Eu moro com os meus pais ( sempre morará no coração daqueles que a amavam incondicionalmente, e ambos sentirão uma dolorosa saudade)
Huhuhuhu!…Oh! Oh!…

É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há…

Sou uma gota d’água ( uma gota d’água é pquena, porém poderosa, faz o copo transbordar e num misto de fúria e dor, surge a opção em tirar a própria vida)
Sou um grão de areia ( um grão de areia é insignificante e pequeno, não é importante, sente-se assim, pois sabe que me algum tempo será apenas uma história que alguém contou, a morte tirou sua importância para o mundo)
Você me diz que seus pais
Não lhe entendem
Mas você não entende seus pais… ( nesta frase fica claro que num conflito ninguém é santo, e é preciso reconhecer sua parte no problema, independente se vc se foi, ou se perdeu alguem)

Você culpa seus pais por tudo
E isso é absurdo
São crianças como você ( sempre seremos eternas crianças)
O que você vai ser
Quando você crescer? …( aqui a mensagem principal da composição: perdoe os erros dos outros, viva em paz e em busca da harmonia, nenhum de nós é suficentemente crescido pra nào errar)

Sou uma gota d’água
Sou um grão de areia
Você me diz que seus pais
Não lhe entendem
Mas você não entende seus pais…

Você culpa seus pais por tudo
E isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser
Quando você crescer?…

Esta música é uma obra de arte, com um conteúdo muito perturbador, combinando uma belíssima melodia com uma letra extremamente dramática. Renato Russo afirmou várias vezes que não gostava de cantar essa música. No youtube, pode ser encontrado o video de uma apresentação da banda no Programa Livre, onde a platéia pede a música e ele se recusa a tocá-la. Ele então faz um longo discurso, onde expressa o receio de que as letras de suas músicas fossem mal interpretadas pela juventude.

Pessoal estive analisando a letra dessa musica e fiquei chocado como essa musica não contribui e sim amaldiçoa, principalmente os jovens, todos falam que essa musica é uma verdadeira poesia, não vejo ela como poesia e sim uma musica que relata a vida de uma pessoa totalmente derrotada sem destino e perdido no mundo, analisem essa musica e vê se vocês encontram algo que te traz harmonia paz e felicidade.

Da a entender que ele tenta chamar a atenção dos pais, com a solidão que os proprios pais deixoi ele, quando ele diz: dorme agora é so o vento la fora..(quando ele era criança tinha proteção)
depois de grande perdeu isso…]
bom parece mesmo o conflito da infancia para a vida adulta… e isso deixou ele deprimido… e tentou um suicidio.

Essa música relata uma historia de um conflito entre os pais e os filhos…

E paredes pintadas
Ninguém sabe
O que aconteceu…
Ela se jogou da janela
Do quinto andar
Nada é fácil de entender…
Dorme agora
Uuuhum!
É só o vento
Lá fora…
(Parecia tudo tão bem… mas essa pessoa provavelmente próxima dele decidiu deixar de viver.Sempre que uma pessoa próxima a você morre, você faz uma reflexão profunda sobre sua vida, neste caso ele tenta se recuperar desse trauma. Ele perdeu o rumo da vida agora ele vai tentar encontrar um novo objetivo para viver)
Quero colo!
Vou fugir de casa
Posso dormir aqui
Com vocês
Estou com medo
Tive um pesadelo
Só vou voltar
Depois das três…
(Nessa estrofe ele revela sua grande fragilidade e seu triste estado de espírito. Ele está carente, esse fato na vida dele é um grande pesadelo e ele não quer ficar só, ele quer escapar, esquecer, fugir. Ele vai pra festa beber e só volta quando estiver exausto.)
Meu filho vai ter
Nome de santo
Quero o nome
Mais bonito…
(Talvez ai, ele perceba que não poderá fugir para sempre e ele terá que enfrentar isso em algum momento da sua vida e ele pensa em seu futuro… se ele ter filhos no futuro… ele quer o melhor pros filhos dele…)
É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há…
(Agora ele quer dar o máximo de sí, talvez a possibilidade de ter um filho no futuro tenha dado um impulso pra ele querer superar esse seu trauma ele quer sair dessa grande turbulencia ele quer encontrar novamente o seu caminho e ele vai dar o máximo de sí amando ao máximo vivendo o hoje enquanto haver o hoje)
Me diz, por que o céu é azul
Explica a grande fúria do mundo
(Ele começa como ele é pequeno, que não importa o quanto ele está triste o mundo continua o céu continua azul e “não importa o quanto ele se importa algumas pessoas simplesmente não se importam”William Shakespeare
)
São meus filhos
Que tomam conta de mim…
(Os pais que ajudam seus filhos a encontrarem um rumo pra sua vida, porque apesar de tudo os pais querem sempre o melhor, querem que os seus filhos trilhem os melhores caminhos…
mais esse personagem está tão perdido que ele não consegue definir o bem nem pra ele mesmo ele precisa dos filhos precisa dos filhos pra superar isso tambem)
Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
Eu moro na rua
Não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar…
Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais
Eu moro com os meus pais
Huhuhuhu!…Oh! Oh!…
(Ele pensa em sua famílias, seus pais, talvez as únicas pessoas que já o ajudaram a ter um caminho a ter um caminho certo, e ele se vê só… talvez ele esteja procurando um lar… um local onde ele se veja com objetivo um objetivo que seja conjunto que ele possa realizar com mais pessoas… um grande objetivo conjunto)
Sou uma gota d’água
Sou um grão de areia
(Ele volta novamente com a percepção de pequenez… ele se vê como um grão de areia, uma gota de água. Porém ele vê que existe o mar, existem montes e montanhas. ele está em um momento da vida que mesmo cercado de pessoas ele se sente só, ele está a procura de seu monte , seu mar pra poder continuar sua vida)
Você me diz que seus pais
Não lhe entendem
Mas você não entende seus pais…
Você culpa seus pais por tudo
E isso é absurdo
(Ele puxa a orelha dos jovens a perceberem a importancia de seus pais em suas vidas … como protetores e guias do caminho)
São crianças como você
(A criança … tem uma vida toda a construir tem milhões e milhões de escolhas a fazer então seria o ponto em que todos somos iguais…oque nos diferem são as escolhas que fazemos e fizemos por toda a nossa vida e oque diferem os filhos dos pais é apenas isso as escolhas que os pais fizeram, que nem todas foram benéficas a ele e eles só querem que os filhos não escolham as erradas como eles)
O que você vai ser
Quando você crescer?…
(Essa pergunta fecha sua grande reflexão sobre a vida, nesse ponto ele vê que ainda não encontrou um caminho a seguir um rumo, um guia e então ele pergunta quem sabe pra ajudar ele também na escolha da vida dele oque faremos quando crescer-mos?)

essa musica triste :( retrata o drama de muitas familias de hoje em diáh—

by: Marya Gatinhaa d+

s2s2s2s2s2s2
:)

Segundo palavras do próprio Renato, fala do suicídio de uma menina que em conflitos com a família, desiste de viver…

na minha opinião esta música é muito triste se prestar-mos atenção na letra agente consegue imaginar passando por éssa situação. Então eu tenho pra mim q quando ésta familia passou por issow muitos se perguntavam pq éla fez issow mais só Deus sabia o q éla passava dentro de casa.

Certa vez, Renato disse que era muito doloroso para ele cantar essa música, pois falava de um suicídio, mas acabou deixando no ar se era um suicídio que realmente aconteceu ou aquele que tentou algumas vezes…

pra mim esta letra é uma das mais perfeitas da música brasileira. ela fala dos anseios dos filhos em relação aos pais e dos anseios dos pais para com os filhos. Em um show Renato declarou o seguinte antes de cantar “Pais e Filhos”, “esta vai para as pessoas que acham que a barata é mais importante do que as pessoas que a gente ama”. soube-se depois que Renato escreveu a letra de Pais e Filhos no banheiro de sua casa após ouvir uma declaração de Kiko Zambianchi que na época fazia um estrondoso sucesso com a música “Uma Barata Chamada Kafka” que disse que sua música (a música da barata) era mais importante até mesmo que pais ou filhos na sua vida. Renato se sentiu indignado com a declaração e escreveu a letra de “Pais e Filhos”. Valeu Kiko! por sua influencia temos, na minha opinião, a mais bela das letras compostas pela música brasileira. Vivia Legião! Viva Renato Russo!

Sempre a mesma coisa. Suícidio, depressão, conflito, clichês ( é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã ), sinismo, drogas, cópia ( livro de auto-ajuda pra depressivo). Não quero, não posso, não devo, levar a teoria de Renato Russo pra minha vida. É só analisar o contexto da vida dele, essa letra e todas as outras, pra perceber que não tem produtividade nenhuma pra quem deseja ser feliz. Ainda existem uns que agradecem a um trouxa desse, falando que tem grande expressão para a música brasileira. Depois, é só analisar realmente grandes artistas do brasil, como o Belchior por exemplo, que não teve tanto sucesso, mas foi verdadeiro e sincero em tudo que disse. Esse sim, a sua poesia pode ser levada a sério.

Uma ótima música com letras fortes.
Resumo: O autor com tendencia religiosa, rebelde e revoltado quer passar vários conselhos, para que você e a sua família não passe por uma tragédia igual a dele.
Que apesar de ser uma pessoa privilegiada financeiramente faltava o mais importante o AMOR.
A Música:

Estátuas e cofres
E paredes pintadas
Ninguém sabe
O que aconteceu…
(Ele dá detalhes da residencia onde mora pela descrição presumisse que não seja uma pessoa pobre. Cofres guardam valores financeiros, segredos e normalmente ficam escondidos em locais aonde somente a família ou pessoas bem próximas sabem. A palavra está no plural na residencia existia mais de um cofre.)

Ela se jogou da janela
Do quinto andar
Nada é fácil de entender…
(O suicídio de alguém próximo do autor.
Como??????? Ele quer se passar por inocente mas não é, ele dá detalhes e não evita o suicídio simplesmente se OMITE)

Dorme agora
Uuuhum!
É só o vento
Lá fora…
(O autor é frio e faz pouco caso com ela, ultiliza a figura de linguagem, eufemismo, pois gostava dela e está difícil de encarar a realidade.
Ps.: O autor quer que ela morra deve ser por causa dos atritos entre ela e seus pais, pensa que com a morte dela seus pais voltariam a lhe dar atenção.)

1Quero colo!
2Vou fugir de casa
3Posso dormir aqui
Com vocês
4Estou com medo
Tive um pesadelo
Só vou voltar
Depois das três…
(Aqui ele tentar chamar a atenção dos pais por 4 vezes mas não existe reciprocidade então ele se ira((na música Renato Russo engrossa a voz ao cantar “só vou voltar depois das três”))decide sair de casa e só chegar mais tarde e seus pais continuam sem se importar. Talvez os pais saibam o envolvimento do seu filho((autor)) com o suicidio.)

Meu filho vai ter
Nome de santo
Quero o nome
Mais bonito…
(Ele demostra suas tendencias religiosa((católica)) se referindo aos santos e carinho com seu futuro filho)

É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há…
(O autor não percebe o tempo passar e faz uma auto-reflexão e aconselha a todos a se amarem pois se existisse AMOR no seu seio de sua família e com ele, neste momento não estaria sofrendo. Não há o amanhã pois o autor ainda sofre pela ausencia do ente querido)

Me diz, por que o céu é azul
Explica a grande fúria do mundo
São meus filhos
Que tomam conta de mim…
(O tempo vai passando e o autor está ainda com o psicológico bem abalado e confuso ele acha que está ficando louco tentando encontrar respostas de seus problemas se o céu é azul, encantador, belo então me explique o porquê da fúria, ódio, maldade.)

Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
Eu moro na rua
Não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar…
(Explica como vive, percebe-se que o autor agora é uma pessoa rebelde e revoltada todo mundo o rejeita para ele é indiferente morar com a mãe ou na rua está com um perfil de um sociopata. Qual é a mãe que não gosta do seu próprio filho?)

Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais
Eu moro com os meus pais
Huhuhuhu!…Oh! Oh!…
(Ele fica fora de casa por algum tempo e depois retorna.)

É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há…

Sou uma gota d’água
Sou um grão de areia
Você me diz que seus pais
Não lhe entendem
Mas você não entende seus pais…
(O tempo passou novamente e o autor está com mais “juízo’ e experiencia pois é pai também e agora ele quer te dar conselhos.)

Você culpa seus pais por tudo
E isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser
Quando você crescer?…
(Novamente te dando conselhos, se você ficar fazendo coisas ruins e se atritando com seus pais como o autor fez o seu futuro é incerto.
O velho ditado: faça o que eu falo e não faça o que eu faço.)

Sou uma gota d’água
Sou um grão de areia
Você me diz que seus pais
Não lhe entendem
Mas você não entende seus pais…
(Ele deve ser um pai jovem pois esta mensagem se dirigi diretamente a este público, agora totalmente regenerado mudou de ‘lado’e humildemente explica que o ignorante neste momento é o filho e não os pais.)

Você culpa seus pais por tudo
E isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser
Quando você crescer?…

fdgw vdrtladfjogijmwjdfjgovj,fsdo yjpoqijypoiajgpoijqpoijmio4JPOIAERJH JKLGADFN NLAKJEH GUIQAHCVKJCNGKJHARHGKLJ TNELI HAERJN GDFNKJLDFNGKJDN CLKJDNKJAEIQUPOY

Pessoal, fiz uma análise longa sobre essa música no meu blog. Confiram, comentem.

Pessoal, fiz uma análise longa sobre essa música no meu blog. Confiram, comentem:
http://essenciaereticencias.blogspot.com/2011/02/pais-e-filhos.html

Estátuas e cofres
E paredes pintadas
Ninguém sabe
O que aconteceu…

Ela se jogou da janela
Do quinto andar
Nada é fácil de entender…

Dorme agora
Uuuhum!
É só o vento
Lá fora… ( até qui ele descreve um suicidio, com detalhes do ambiente)

Quero colo!
Vou fugir de casa
Posso dormir aqui
Com vocês
Estou com medo
Tive um pesadelo
Só vou voltar
Depois das três… (aqui ele fala de frases ou situações vividas por adolescente em conflito na sua familia)

Meu filho vai ter
Nome de santo
Quero o nome
Mais bonito…

É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há… (amar as pessoas como a tí mesmo intensamente nesse momento, porque o futuro não existe)

Me diz, por que o céu é azul
Explica a grande fúria do mundo
São meus filhos
Que tomam conta de mim…

Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
Eu moro na rua
Não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar…

Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais
Eu moro com os meus pais
Huhuhuhu!…Oh! Oh!… (até aqui cita frases de pais e filhos em conflitos)

É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há…

Sou uma gota d’água
Sou um grão de areia
Você me diz que seus pais
Não lhe entendem
Mas você não entende seus pais… (somos todos iguais na mentira e na verdade,, no amor e na maldade, afinal somos humanos, tão frágeis e tão necessitados de amor, carinho e compreensão)

Você culpa seus pais por tudo
E isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser
Quando você crescer?… (nem precisa comentar, já é uma sintese desta música)

Sou uma gota d’água
Sou um grão de areia
Você me diz que seus pais
Não lhe entendem
Mas você não entende seus pais…

Você culpa seus pais por tudo
E isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser
Quando você crescer?…

A música inicia com a história de uma menina que aparentemente era rica e se suicidou, por causa de conflitos com os pais.

Depois a música mescla histórias através de falas típicas de filhos e de pais: gravidez, criança pequena, adolescência rebelde, filho de pais separados, filho abandonado, filho criado por várias pessoas da família, pais que são dominados por filhos.

Essa música tem partes muito “fortes”.

Uma delas é uma pergunta inocente de criança:
“Me diz, por que que o céu é azul”

Em seguida o perturbante questionamento do filho já grande, que já tem consciência e necessita de respostas a respeito da vida:
“Explica a grande fúria do mundo”

E com certeza o desfecho da música é a parte mais tocante. “O que você vai ser quando você crescer?” Vai ser pai também, mas vai continuar sendo uma “criança”, como seus pais também. No fundo todo mundo é um ser humano antes de ser qualquer outra coisa.

ESTA MUSICA E MUITO BOA,ONDE EM NOSSO PAIS SÓ SE PRODUZ MUSICAS RUINS NA ATUALIDADE ESTA MUSICA DA UM BAILE NESSES OTARIOS QUE PENSA QUE ESCUTA MUSICAS BOA.ESTA MUSICA FALA DE RELACIONAMENTOS ENTRE PAIS E FILHOS QUE NAO SE DÃO MUITO BEM QUE CAUSA MORTES BRIGAS E ETC…

Concordo, em parte, com o Rafael, todavia, eu vejo aquilo que eu ainda não tenho conhecimento, como uma fonte de sabedoria ainda intocada por mim.
Acho que ninguém tem o direito de criticar aquilo que não gosta ou, sequer, conhece, pois a partir do momento que se tem uma opinião formada sobre um determinado assunto, fica muito difícil analisar e opinar de forma ampla e com argumentos imparciais.
“Pais e Filhos” é, sem dúvida, mais um grande fruto de uma árvore riquíssima, que morreu antes da última estação.

essa musica fala sobre suicidio é sobre uma garota que tem problema com os pais ela se jogou da janela do quinto andar e não existe amanhã

O Renato disse uma vez no Programa Livre, que essa era uma música triste e pesada, que falava sobre uma pessoa que se matou.

Pois eu acho que a interpretação da Jupi é muito confusa. Acho que ela “viajou” numa coisa que é bem mais simples. Música Pop não tem que ser muito cabeça. Uma frase inteligente aqui e ali, tudo bem.
A análise do Sérgio Soeiro é a mais coerente. Além de muito bem escrita. É o que eu acho.

Jamile, me desculpe por ser meio rude mas, aprenda a escrever, depois aprenda a interpretar uma musica! aposto que as musicas que ouve todos os dias são pagode, sertanejo e daí para baixo. Aprenda a ouvir a musica e a sentir o que ela nos transmite, tivemos aqui várias interpretações magníficas como a de “Jupi”, então tente ouvir e entender o que a musica te fala!!! isso serve pra você também “Carina”, se você acha que a musica não fala sobre pais e filhos, por que ela teria esse nome??? parece que vc não leu as análises antes de postar!!!

oi eu sou milly e acho esta musica muito boba,queria que fosse mais enteresante para que eu gostasse de escultar todos os dias assim omo eu esculto todas as outras musicas muito boas beijos de jamily.

eu acho que esta musica nao fala muito sobre pais e filhos. esta musica e ridicula.

Na verdade eu acho que ele não tá falando de apenas uma história entre pais e filhos, e sim de varias:

1- (suicidio) Estátuas e cofres( Pessoas ricas)
E paredes pintadas
Ninguém sabe
O que aconteceu…(as pessoas se peguntando porque ela fez isso)

2- Dorme agora
Uuuhum!
É só o vento
Lá fora…
(uma mãe ou um pai acalmando o filho com medo)

3-Quero colo!

Vou fugir de casa

Posso dormir aqui
Com vocês

Estou com medo
Tive um pesadelo

Só vou voltar
Depois das três

(aqui cada frase é uma história, acho que é bem nitido isso e são frases tipicas de pais e filhos)

4- Meu filho vai ter
Nome de santo
Quero o nome
Mais bonito…
(outra história, mostrando como os filhos são importantes para os pais)

5- Me diz, por que o céu é azul
Explica a grande fúria do mundo

São meus filhos
Que tomam conta de mim…

Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
Eu moro na rua

Não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar…

Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais

Eu moro com os meus pais
Huhuhuhu!…Oh! Oh!…

(Varias histórias comuns novamente)

E no final ele tenta flar que problemas entre pais e filhos são normais, e que um é muito importante para o outro, deveriam aproveitar mais o momento pois quando não tiver mais o amanhã vão se arrepender

Pais e Filhos é uma letra muito mais profunda do que um simples relacionamento com os pais

Trata-se de um jovem perdido após um grande trauma emocional…

Estátuas e cofres
E paredes pintadas
Ninguém sabe
O que aconteceu…

Ela se jogou da janela
Do quinto andar
Nada é fácil de entender…

Dorme agora
Uuuhum!
É só o vento
Lá fora…

(Parecia tudo tão bem… mas essa pessoa provavelmente próxima dele decidiu deixar de viver.Sempre que uma pessoa próxima a você morre, você faz uma reflexão profunda sobre sua vida, neste caso ele tenta se recuperar desse trauma. Ele perdeu o rumo da vida agora ele vai tentar encontrar um novo objetivo para viver)

Quero colo!
Vou fugir de casa
Posso dormir aqui
Com vocês
Estou com medo
Tive um pesadelo
Só vou voltar
Depois das três…

(Nessa estrofe ele revela sua grande fragilidade e seu triste estado de espírito. Ele está carente, esse fato na vida dele é um grande pesadelo e ele não quer ficar só, ele quer escapar, esquecer, fugir. Ele vai pra festa beber e só volta quando estiver exausto.)

Meu filho vai ter
Nome de santo
Quero o nome
Mais bonito…

(Talvez ai, ele perceba que não poderá fugir para sempre e ele terá que enfrentar isso em algum momento da sua vida e ele pensa em seu futuro… se ele ter filhos no futuro… ele quer o melhor pros filhos dele…)

É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há…

(Agora ele quer dar o máximo de sí, talvez a possibilidade de ter um filho no futuro tenha dado um impulso pra ele querer superar esse seu trauma ele quer sair dessa grande turbulencia ele quer encontrar novamente o seu caminho e ele vai dar o máximo de sí amando ao máximo vivendo o hoje enquanto haver o hoje)

Me diz, por que o céu é azul
Explica a grande fúria do mundo

(Ele começa como ele é pequeno, que não importa o quanto ele está triste o mundo continua o céu continua azul e “não importa o quanto ele se importa algumas pessoas simplesmente não se importam”William Shakespeare
)

São meus filhos
Que tomam conta de mim…

(Os pais que ajudam seus filhos a encontrarem um rumo pra sua vida, porque apesar de tudo os pais querem sempre o melhor, querem que os seus filhos trilhem os melhores caminhos…
mais esse personagem está tão perdido que ele não consegue definir o bem nem pra ele mesmo ele precisa dos filhos precisa dos filhos pra superar isso tambem)

Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
Eu moro na rua
Não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar…

Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais
Eu moro com os meus pais
Huhuhuhu!…Oh! Oh!…

(Ele pensa em sua famílias, seus pais, talvez as únicas pessoas que já o ajudaram a ter um caminho a ter um caminho certo, e ele se vê só… talvez ele esteja procurando um lar… um local onde ele se veja com objetivo um objetivo que seja conjunto que ele possa realizar com mais pessoas… um grande objetivo conjunto)

Sou uma gota d’água
Sou um grão de areia

(Ele volta novamente com a percepção de pequenez… ele se vê como um grão de areia, uma gota de água. Porém ele vê que existe o mar, existem montes e montanhas. ele está em um momento da vida que mesmo cercado de pessoas ele se sente só, ele está a procura de seu monte , seu mar pra poder continuar sua vida)

Você me diz que seus pais
Não lhe entendem
Mas você não entende seus pais…

Você culpa seus pais por tudo
E isso é absurdo

(Ele puxa a orelha dos jovens a perceberem a importancia de seus pais em suas vidas … como protetores e guias do caminho)

São crianças como você

(A criança … tem uma vida toda a construir tem milhões e milhões de escolhas a fazer então seria o ponto em que todos somos iguais…oque nos diferem são as escolhas que fazemos e fizemos por toda a nossa vida e oque diferem os filhos dos pais é apenas isso as escolhas que os pais fizeram, que nem todas foram benéficas a ele e eles só querem que os filhos não escolham as erradas como eles)

O que você vai ser
Quando você crescer?…
(Essa pergunta fecha sua grande reflexão sobre a vida, nesse ponto ele vê que ainda não encontrou um caminho a seguir um rumo, um guia e então ele pergunta quem sabe pra ajudar ele também na escolha da vida dele oque faremos quando crescer-mos?
oque é que ele vai fazer dali em diante?)

A primeira parte SUÍCIDIO em seguida mostra as concequências q um suicidio trás para uma familia…depois mostra as igratidãos de quem tem pais e ñ valourizam .

Já não me lembro quantas vezes chorei ouvindo essa musica, por causa da profundidade desta letra minha analise é seguinte:

O tema principal o conflito entre pais e filhos é trazido de uma forma simples com chavoes de pais adolecentes e crianças, de uma forma que aproxima o ser humano, afinal que já nao ultilizou uma delas? com isso ele aborda de varios angulos esse relacionamento turbulante, na gravidez os pais (sonham) e já idealizam da melhor forma, e depois a criança carente e com medo do vento (PROTEÇÃO), e depois a rebeldia da adolecencia (que explica o sucidio da adolescente) e depois vem uma especie de BRONCA nao parte vc culpa seus país por tudo… que é a parte mais tocante e são crianças como vcs.. AFINAL OS ADOLESCENTES NÃO ENCHERGAM OS PAIS COMO SERES NORMAIS.. digo por experiencia propria.

Acho que está musica é um hino.. ela respeita os dois lados.. e trata de assunto pesado, essa musica me ajudou bastante na minha adolecencia..pois queria fugir de casa.. me matar.. nao entendia meus pais.. hoje sei que eles me amam mais que tudo e fariam qualquer coisa por mim até me proteger de mim mesma..

Bom, o próprio Renato Russo disse uma vez, muito bravo por sinal, que essa era uma música muito séria e triste e que as pessoas acabavam confundindo demais.
Esse vídeo é de uma participação da Legião no extinto Programa Livre do SBT.
Acho que ainda tem no Youtube.

Abraços

Na primeira estrofe podemos perceber a frieza do ambiente, “estátuas e cofres” ; alguém se joga do 5° andar, suicidio, demonstração de conflitos, carências, insatisfações, talvez devido a falta de calor humano, amor.”Dorme agora” pode estar relacionado com o corpo imóvel,só o tempo é que continua com suas intepéries. Segue as etapas da vida: o querer colo( infância); o vou fugir de casa( adolescência; chegar de madrugada ( adulto ). O aconchego e o conforto que os pais proporcionam e passa a ser o porto seguro dos filhos. A empolgação dos pais ao escoçher o nome e a fé na postura e no caráter do filho ao escolher nome de santo e o nome mais bonito( desejar o melhor para os filhos). Começa então a reflexão do mundo, da falta de amor entre as pessoas, porque não temos a certeza de que o amanhã existirá ( oportunidade de amar e salvar hoje), pois amanhã se existir esses filhos é que tomarão conta dos pais e do país.Somos insignificantes perante o mundo, e não é pelo fato de sermos pais é que não podemos ser frágeis,indefesos. Um dia você que é criança também será pai e verá que contonua frágil.

Ah, a primeira parte da musica fala assim: “Ela se jogou da janela do quinto andar, nada fácil de entender”… Fala de uma amiga de Renato, ela havia brigado com os pais e tinha chegado perto da janela de seu edifício quando seus pais chegaram perto para conversar com ela q acabou se jogando.
Na parte q fala assim: “É preciso amar as pessoas como se não houvesse o amanhã(…)”, essa frase a história de eles quererm colocar ela na musica é mto boa! Eles acharam num baú do hotel onde estavam hospedados um papelzinho onde estava escrito essa msma frase daí resolveram colocá- la na musica! Ah e a parte q falam de crianças sao a realidade do mundo pq hj em dia existem varios casos como ele cita na musica!!

bjOs

confesso que nunca havia pensado com clareza(refletido tanto)a parte…¨é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanh㨅mas quando cresci mais um pouco e fui aprendendo entendi que na verdade o amanhã não existe e que quando chegar vai ser hoje e então não vamos poder voltar e mudar o passado….ame o seu proxímo tenha paixão pela vida, seu trabalho, de o verdadeiro valor as pessoas que estão ao seu redor pois o ¨amanh㨠pode não chegar e você pode não ter aproveitado a sua vida….

analise da musica pais efilhos….

Na verdade,a musica retrata o que hoje esta acontecendo,muitos filhos julgam seus pais de forma incorreta,abandoman eles em azilos ou locais improprios,e também realizão agressões não só fisica como mental.
Saber sentar,conversar,discutir o assunto é muito bom então” é preciso amar,as pessoas como se não houvesse o amanhã”.
Então ame seus pais como ama te a ti mesmo.

Uma gaota que tinha dinheiro e não tinha (talvez) do que reclamar só uma das coisa que o dinheiro nao compra é a vida…e ñão deixe que o diabo a robe de você!…mas que só ela sabe o motivopelo qual se jogou do apartamento creio que foiinduzuda pelo diabo sopode… em pertes fala das crianças que sentem medo de dormir no escuro e querem colo e em pertes do filho adolescente que diz querer voltar tarde de um festa (quer impor suas proprias regras e horarios)e que quer fugir de casa pois não tem a liberdade que desejava ter!
É realmente preciso amar as pessoas como se não tivesse amanhã pois o amanhã a Deus pertence…quando chegar amanhã vai ser hoje e o hoje vai ser ontem …você nunca vai poder voltar e mudar o passado…a vida passa rápido e com um só piscar de olhos Deus nos leva dessa pra melhor…sem entendermos o por que, mas ele sabe o por que de tudo na nossa vida!
Essa é a dura e dolorosa realidade…a vida aqui na terra é só uma ilusão, o que não é e nunca vai ser ilusão é a vida ao lado de Deus….viva sua vida voltada para as vontadesdele e tudo ,eu digo TUDO vai dar certo….!!
Que Deus abençõe todos vocês grandemente…Abraços

Sou uma gota d’água
Sou um grão de areia

quer dizer sou um em meioa muitos….sou mais um nesse mundo em meio a tantas pessoas!

Você me diz que seus pais
Não lhe entendem
Mas você não entende seus pais…
adolencia…todo jovem quer colocar suas proprias regras e horarios e todos tem uma discução as vezes comos pais mais o que eles não entendem é que um dia também vão ser pais e também vão passar por isso e talvez seja pior do que é hoje em dia pois o mundo só vai evoluir cada vez mais…

Essa é fácil!! A musica trata do relacionamento entre pais e filhos. Cada verso fala de uma familia diferente em uma situação comum a todas. Todos os filhos pedem colo”Quero colo”. Todos falam em fugir de casa ” Vou fugir de casa”. Todos querem proteção dos pais “Posso dormir aqui com vcs”. Todos tem medo de bicho papao e tem pesadelos”Estou com medo tive um pesadelo” Bom ja me fiz entender … se alguem nao entendeu posso desenhar…Até

acho que depois de um bag,suicídio vira festa,dor vira poesia e poesia realidade

A primeira parte, do suicídio, ‘Estatuas e cofres e paredes pintadas, ninguém sabe o que aconteceu’
era pra mostrar que a menina era rica,
e ninguém entendeu o motivo de ela se jogar, simplesmente porque não havia motivo!
Ela tinha dinheiro, mas não tinha emoções; mostra que o dinheiro compra tudo, menos sentimentos ou emoções, que é de fato mt importante :)
fala tbm das fases que os pais têm com seus filhos, e de formas que pais e filhos se relacionam.. uns têm pais, uns têm mas eles não se importam, uns têm e amam, uns têm e não amam..
e mostra tbm a ideia de nós, mais novos, de cismarem com o fato de que nossos pais não nos entendem, enquanto eles só querem o nosso melhor!
E o refrão diz que nós devemos aproveitar sempre nossos dias, porque quanto ao dia em que formos morrer, esse dia será, de fato, um ‘amanhã’; e como não podemos prever o futuro, esse amanhã pode ser, amanhã! hahahah
essa é minha interpretação, abraços!

Renato Russo relata no inicio da letra o suicidio de uma jovem conturbada na adolescencia e conflituosa(repare o cenario descrito:estatuas,cofres paredes pintadas,ou seja,o quarto d alguem c/ depresão)e podemos analisar tambem q o q a levou a morte foi as drogas,pois o ape esta todo desorganizado.No decorrer da musica ele mostra diversos relacionamentos comuns entre pais e filhos.Fala do menor abandonado, o filho rebelde, o carinho da mãe a noite,a criança com medo do escuro,a criança indefesa,isto é,detalhes presentes nas relações de pais e filhos.No refrao ele da enfase ao amor q tem de haver entre os mesmos,como se fosse o ultimo dia juntos. O que voce achou?

Renato Russo relata no inicio da letra o suicidio de uma jovem conturbada na adolescencia(repare o cenario descrito:estatuas,cofres paredes pintadas,ou seja,o quarto d alguem c/ depresão)e podemos analisar tambem q o q a levou a morte foi as drogas,pois o ape esta todo desorganizado.No decorrer da musica ele mostra diversos relacionamentos comuns entre pais e filhos.Fala do menor abandonado, o filho rebelde, o carinho da mãe a noite,a criança com medo do escuro,a criança indefesa,isto é,detalhes presentes nas relações de pais e filhos.No refrao ele da enfase ao amor q tem de haver entre os mesmos,como se fosse o ultimo dia juntos. O que voce achou?

o q eles quiseram falar com essa musica e q ou se ama intenssamente as pessoas ou a convivencia humana ñ mais se tornara pocivel

Realmente é dificil entender as letras do legião urbana,acho q eles qriam atrair um publico mais culto hauhauhaua..zuera.
Eu aprendi mais aqui o que queriam dizer, me ajudou bastante no trabalho de escola, vlw pelos comentarios tbm galera

“Dorme agora” é uma ironia. Logo depois que um conhecido tenta ou comete suicídio, a vida continua. E muitas vezes os familiares lidam com o acontecido com atenuações – de onde ele tira a caricatura de que “é só o vento lá fora”.

A letra toda é o desenrolar da tentativa de suicídio de um pai ou mãe e o que passa na cabeça de um filho depois disso. Passa de tudo! Por isso a variação de idéias. Ao mesmo tempo que se quer continuar no papel de filho, pedindo colo e limites, se torna clara a necessidade de amadurecimento e de ter que cuidar dos próprios pais.

Concordo que o “você culpa seus pais por tudo…” pode ser bem abrangente e se aplicar a inúmeras questões. Mas eu entendo o último parágrafo com uma declaração de compreensão e aceitação com o acontecido e de que ele tanto entende quanto imagina que em um futuro o mesmo poderia acontecer com ele.

SÉRGIO…SEMPRE SÉRGIO…INCRÍVEL!!!!!!!

Comentário de Sérgio Soeiro, SIMPLESMENTE PERFEITO.

Na verdade,a musica retrata o que hoje esta acontecendo,muitos filhos julgam seus pais de forma incorreta,abandoman eles em azilos ou locais improprios,e também realizão agressões não só fisica como mental.
Saber sentar,conversar,discutir o assunto é muito bom então” é preciso amar,as pessoas como se não houvesse o amanhã”.
Então ame seus pais como ama te a ti mesmo.

Na maioria de suas músicas Renato Russo usa como temática os conflitos da adolescência. Em “Pais e Filhos” ele não fugiu desta regra e compôs uma espécie de hino, onde trata de questões como inconformismo e depressão juvenil e, indo além, também aborda a questão da falta de sintonia entre pais e filhos.
Para musicar o texto ele utilizou a técnica de usar um refrão forte, totalmente desfocado da idéia geral da narrativa (esta técnica também foi usada pelo Sérgio Britto na música “Epitáfio” dos titãs).
Na composição dos versos que compõem o refrão “É preciso amar as pessoas…” Renato buscou inspiração nos poetas da contracultura dos anos 60, ou “geração beat”, da qual ele era admirador profundo e que tinha como uma de suas principais bandeiras a defesa do amor livre. Poetas como Jack Kerouac, William Burroughs, Allen Ginsberg, e, principalmente, J. D. Salinger, com seu famoso “O apanhador no campo de centeio”, onde um jovem de 16 anos revela tudo o que se passa em sua cabeça em relação aos pais, professores e amigos.
O Início de “Pais e Filhos” narra o suicídio de uma jovem que se jogara do prédio onde morava. Renato faz questão de enfatizar o absurdo do ato quando ele descreve com detalhes a riqueza e o conforto que cercavam a personagem: “estátuas, cofres e paredes pintadas” nos dão a clara idéia da suntuosidade na qual ela vivia. Então, por quê o suicídio? Como ele não tem a resposta, deixa a questão em aberto.
A partir daí ele se utiliza de frases conhecidas, chavões, usados praticamente em todas as famílias, para compor o corpo do texto.
Frases como: “Eu moro com a minha mãe, mas meu pai vem me visitar” / “Só vou voltar depois das 03:00h” / “Por que o céu é azul?” / “Dorme filhinho, é só o vento lá fora” / “Meu filho vai ter nome de santo” / “Vou fugir de casa!”, Etc. Qual a criança, jovem ou adulto que não viveu e/ou presenciou uma dessas situações em suas vidas?
Nos dois primeiros versos da penúltima estrofe, apesar de se considerar incapaz de julgar os conflitos de cada um (“sou uma gota d’água, sou um grão de areia…”), ele faz uma crítica à pouca tolerância dos filhos em relação aos pais, pois considera uma postura egoísta dos jovens quando colocam seus conflitos em primeiro lugar, e não entendem que quando se tornarem adultos e formarem suas famílias, também sentirão toda insegurança que atualmente seus pais sentem, e seus filhos também irão considerá-los dominadores e caretas.
Na realidade o Renato quis nesta música deixar uma mensagem tanto aos filhos, quanto aos pais, que cada fase de nossas vidas carrega seus conflitos e mazelas, e quem estiver em fase distinta tem obrigação de ser tolerante, posto que, ou já passou, ou passará por todos aqueles problemas. Como exercitar esta postura? Ele dá a receita: acatando a idéia de que acima de tudo está o amor fraterno e o respeito pelas diferenças.

TENHO UM LIVRO DO RENATO CHAMADO(RENATO RUSSO CONVERSAÇÕES)EM Q ELE DIZ Q VARIAS FRASES ELE RETIRA DE LIVROS ,BIBLIAS E Q ESSA “É PRECISO AMAR…ELE RETIROU D UM FILME E CERTA VEZ QUANDO ELES(A LEGIÃO)
FORAM NO PROGAMA LIVRE LA EM 93 ELE CHEGOU A DIZER Q ESSA HISTORIA D “ELA C JOGOU DA JANELA DO QUINTO ANDAR’ACONTECEU COM UMA MENINA Q HAVIA BRIGADO COM OS PAIS E COMETEU SUICIDIO,E ALEM DISSO CHEGOU A DIZER Q SUAS MUSICAS SÃO TÃO FORTES Q ELE Ñ AGUENTARIA CANTAR DUAS VEZES “PAIS E FILHOS’E “INDIOS”….

É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Prá pensar
Na verdade não há

Na verdade o “amanhã” não existe, somente existe o ‘hoje’ então é preciso amar as pessoas intensamente.

Concordo que a letra fala de suicídio.
Ou melhor começa falando disso.

Mas com o continuar da canção, fica bem claro que fala do relacionamento entre pais & filhos…
Eu fico pê da vida quando pessoas me dizem que é “impossível” entender as músicas de Legião Urbana e usam Pais & Filhos como exemplo dizendo: “A música não tem nada a ver com o título”! Oo

Eu pensava que se trata-va da mesma jovem em fases diferentes de sua vida… E que o refrão reforçava bem o fato de nos apegarmos aos valores familiares, pois o tempo é curto.

Mas o ponto de vista da maioria é bem plausível!
Engraçado como a maioria dos hits do Renato falavam de coisas tristes…

O final da música faz um desfeixo bem legal. “Você culpa seus pais por tudo e isso é absurdo, são crianças como você, o que você vai ser, quando você crescer…”, podemos perceber algo bilateral, onde o filho culpa os pais, mais esse mesmo filho quando vier a ser pai vai agir igual ao seu pai, e seu filho irá lhe julgar também como ele julgou o seu pai, a letra continua dizendo que os pais foram criança como eles são e eles serão pais quando crescerem.”são crianças como você, o que você vai ser, quando você crescer?”

Na verdade a letra faz algumas citações de diversas crianças também:

Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
(Filho de pais separados)
Eu moro na rua
Não tenho ninguém
(garoto de rua)
Eu moro em qualquer lugar…
Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais
(garoto que vive em orfanatos)
Eu moro com os meus pais
(garoto que mora com os pais)

Depois mostra como as vezes os filhos não consideram os pais e que as vezes só a necessidade de uma figura paterna faz a falta. E que as vezes os filhos não percebem como os pais amam os filhos e que as vezes não é recíproco.

Dorme agora
Uuuhum!
É só o vento
Lá fora…
(Mãe colocando o filho para dormir.)

Quero colo!
(filho carente)
Vou fugir de casa
Posso dormir aqui
Com vocês
(garoto revoltado)
Estou com medo
Tive um pesadelo
(garoto com pesadelos)
Só vou voltar
Depois das três…
(garoto que sai para festas sem se preocupar com nada.)

Meu filho vai ter
Nome de santo
Quero o nome
Mais bonito…
(mostra que as vezes os pais tem mais preocupações com os filhos do que podemos perceber.)

Suicídio
Uma vez li que retrata um caso de suicídio na família de Renato “Ela se
jogou da janela do quinto andar, nada fácil de enteder…” e que ele deseja
força acho que pros filhos pelo que entrendi “Dorme agora, é só o vendo lá
fora…Quero colo…”

Qual é a sua interpretação?

-->