Giz

1 comentários

Legião Urbana

E mesmo sem te ver
Acho até que estou indo bem
Só apareço por assim dizer
Quando convém aparecer
Ou quando quero
Quando quero

Desenho toda a calçada
Acaba o giz, tem tijolo de construção
Eu rabisco o sol que a chuva apagou
Quero que saibas que me lembro
Queria até que pudesses me ver
És, parte ainda do que me faz forte
Pra ser honesto só um pouquinho infeliz

Mas tudo bem, tudo bem…
Lá vem, lá vem, lá vem de novo
Acho que estou gostando de alguém
E é de ti que não esquecerei

Tudo bem, tudo bem…
Eu rabisco o sol que a chuva apagou
Acho que estou gostando de alguém


One comment on “Giz

  1. Tassio disse:

    A letra retrata alguém que foi deixado por outrem, e tenta superar o fim do relacionamento. Estão há algum tempo sem se verem e ele julga “estar indo bem”, dentro das suas possibilidades. Me prevê que ele tem a escolha de de vez em quando encontrar com a outra pessoa, e o faz sempre que convém ou quando bate aquela vontade de encontrar a pessoa, mesmo quando se sabe que a dor pode piorar… desenhar a calçada da a ideia de ficar sozinho, por muitas vezes, pensando na outra pessoa enquanto se distrai com qualquer coisa, rabiscando a calçada com desenhos sem sentido. Ao meu ver a frase mais linda é quando ele diz: “és parte ainda do que me faz forte, pra ser honesto só um pouquinho infeliz.”. Muitas vezes buscamos forças em outra pessoa, mesmo que ela nem faça mais parte da nossa vida… ela nos faz fortes, ainda que nos deixe infeliz pelo término!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *