Grand’ Hotel

18 comentários

Kid Abelha

Se a gente não tivesse feito tanta coisa
Se não tivesse dito tanta coisa
Se não tivesse inventado tanto
Podia ter vivido um amor grand' hotel

Se a gente não dissesse tudo tão depressa
Se não fizesse tudo tão depressa
Se não tivesse exagerado a dose
Podia ter vivido um grande amor

Um dia um caminhão atropelou a paixão
Sem teus carinhos e tua atenção
O nosso amor se transformou em "bom dia"

Qual o segredo da felicidade
Será preciso ficar só pra se viver
Qual o sentido da realidade
Será preciso ficar só pra se viver

Se a gente não dissesse tudo tão depressa
Se não fizesse tudo tão depressa
Se não tivesse exagerado a dose
Podia ter vivido um grande amor

Um dia um caminhão atropelou a paixão
Sem teus carinhos e tua atenção
O nosso amor se transformou em "bom dia"

Qual o segredo da felicidade
Será preciso ficar só pra se viver
Qual o sentido da realidade
Será preciso ficar só pra se viver
Só pra se viver x3
Ficar só x2


18 comments on “Grand’ Hotel

  1. elaine disse:

    nitidamente é a história de um casal afobado, coisa normal na juventude. Denota um arrependimento por ter agido assim. e parece que o amor de um acabou (…sem teus carinhos e tua atençao) e o outro fica a se lamentar (será preciso ficar só p/ se viver?)

  2. Thaís disse:

    …a letra da música descreve um romance (namoro) que acabou por conta das palavras mal ditas, das coisas mal feitas…da pressa das brigas não resolvidas . Essas causas estão bem explícitas na letra ”Se a gente não tivesse feito tanta coisa
    Se não tivesse dito tanta coisa
    Se não tivesse inventado tanto”

    …e no fim a música fala que esse amor poderia etr sido um amor lindo sem fim, porém acabou e hoje qdo o casal se vÊ as palavras entre eles resumen-se em um siple ”bom dia” ( o nosso amor se transformou em bom dia!)…

  3. Ludy disse:

    Um romance cheio de contras, mas o que mais atrapalhou foi a ação do casal, talvéz apresados demais falavam coisas pra magoar um ao outro, só que fica bem claro o desejo de ter vivido um grande amor, talvéz tenham até vivido só que deram importância demais as brigas, as palavras mal ditas e assim se afastaram um do outro… e hoje a cada bom dia que falam seria como se dissessem: “Eu te amo” só quem o orgulho ainda é maior…

  4. LILIAN disse:

    presta atenção nessas palavras ” tanta coisa, inventado tanto, tão depressa, exagerado a dose, “podia ter vivido um grande amor” o casal começou o relacionamento de forma intensa, mas a intensidade deles não alcançou um grande amor ou um amor grand hotel. resumindo: eles viveram uma paixão, e paixão tem dois caminhos, sendo cultivada pode virar amor, não sendo cultivada pode virar…algo intenso e passageiro!

    xeruuuuu

  5. Carol disse:

    Assino em baixo da interpretação da Lilian!

  6. SONIA CORREIA disse:

    A ansiedade de agradar, de desconsiderar o ponto de vista do outro,de priorizar nossas qualidades escondendo os defeitos que o outro fatalmente irá descobrir, talvez a relação fosse mais verdadeira, mais intensa,mais duradoura…

  7. Naty disse:

    “Se a gente não tivesse feito tanta coisa
    Se não tivesse dito tanta coisa
    Se não tivesse inventado tanto
    Podia ter vivido um amor grand’ hotel”

    Não interpreto como casal de jovens ou de namorados. Sou casada, prestes a me separar, e essa música tem sido o tema que vivo.

    Trata-se, em meu caso, de um relacionamento de duas pessoas desgastadas pelas pressões circunstanciais e por tantos motivos, pessoais ou não. À flor da pele, devido ao desgaste, nos fez dizer coisas de forma crua, impensada, sem considerar o outro ou pelo menos não da forma correta. Minando assim o relacionamento, magoando um ao outro. Respeito e consideração perdidos no caminho, sem perceber em meio à tantas coisas. E o que nos restou foi um “bom dia” seguido de silêncio. De almas gêmeas tornamo-nos estranhos, pessoas distantes…

  8. Jean Carlo disse:

    Acho que a música não fala, exatamente, de um casal jovem. Fala de pessoas que estavam tão sós que, ao se apaixonarem, foram dominadas pelo entusiasmo, e isso gerou a pressa em contar, até “inventar” estórias. Fala de duas pessoas que tiveram um imenso “fogo de palha”. E hoje só restou o “bom dia”.

  9. Frede disse:

    A música faz um pouco de referência também ao filme de 1932, Grande Hotel!!! Onde a protagonista vivida pela atriz sueca Greta Garbo fala a célebre frase “I Want To Be Alone” (Eu quero ficar sozinha), frase presente em outra música do Kid Abelha (Fixação). A bailarina Gruzinskaya (Garbo) nos faz refletir o que a música indaga: “Será preciso ficar só, pra se viver?? Só pra se viver…”.

  10. Sérgio Soeiro disse:

    Caro Frede, só para efeito de esclarecimento:
    “Grande Hotel” é uma referência à revista Grande Hotel, da década de 50, pioneira em fotonovelas, cuja característica principal era sempre o famoso final feliz. Então, ao usar o termo “amor grande hotel”, ela quer dizer que se não fossem as razões citadas responsáveis pelo desgaste do romance, eles poderiam ter tido um final feliz.
    Um abraço.

  11. Vagner disse:

    Esses dias ouvindo essa musica no carro, prestei bem atenção na letra, e a minha interpretação tb foi essa de que o casal se entregou muito rapidamente, vivendo tudo em um só momento, intensa paixão caindo depois num mar de coisas previsíveis e já sem o gostinho do desconhecido, de tão rápido que ocorreu, não se transformou em um grande amor, um amor gran’d hotel.

  12. Frede disse:

    Sérgio, realmente eu não sabia disso!! Todas as vezes que eu escuto a música me vem à cabeça o filme Grande Hotel… Fiquei feliz em saber o real significado. Obrigado!!

  13. Alexandro disse:

    O comentário da Thaís foi diretamente o reflexo do que houve comigo. Essa canção me faz chorar bastante. O amor acabou mesmo e ficamos somente no “bom dia”.

    “a letra da música descreve um romance (namoro) que acabou por conta das palavras mal ditas, das coisas mal feitas…da pressa das brigas não resolvidas.”

    E hj ela não está mais entre nós, ou seja, faleceu! Muito triste isso.

  14. Thux Oliveira disse:

    Paula Toller em uma entrevista disse que transformar um amor em “bom dia” pode ser uma coisa boa, por exemplo: acordar todo dia ao lado da pessoa; mas também pode significar que virou uma coisa regular, todo mundo diz bom dia e regularizaria o eu te amo, sem todo o sentimento em si.

  15. Rui disse:

    Acho que a referência é sim relação à revista Grand Hotel, pioneira em fotonovelas e seus amores perfeitos, com finais quase sempre felizes. Permitir que o amor se transforme em “Bom dia”, pode significar que entrou esse mesmo amor entrou na mesmice ou mesmo uma segunda referência à uma outra revista de nome “Bom Dia”, absolutamente vulgar e sem sentido. Linda música!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *