Pobre Paulista

67 comentários

Ira!

Todos os não se agitam
Toda adolecencia acata
E a minha mente gira
E toda ilusão se acaba

Dentro de mim sai um monstro
Não é o bem, nem o mal
É apenas indiferença
É apenas ódio mortal

Não quero ver mais essa gente feia
Não quero ver mais os ignorantes
Eu quero ver gente da minha terra
Eu quero ver gente do meu sangue

Pobre São Paulo,
Pobre paulista, Oh, Oh
Pobre São Paulo,
Pobre paulista, Oh, Oh (Repete desde início)

Eu sei que vivo em louca utopia
Mas tudo vai cair na realidade
Pois sinto que as coisas vão surgindo
É só um tempo pra se rebelar

Pobre São Paulo,
Pobre paulista, Oh, Oh
Pobre São Paulo,
Pobre paulista, Oh, Oh (Repete desde início)

Parou, pensou e chegou … a essa conclusão

Pobre São Paulo,
Pobre paulista, Oh, Oh
Pobre São Paulo, pobre paulista…
Pobre São Paulo, pobre paulista…
Pobre São Paulo, pobre paulista…
Pobre São Paulo, pobre paulista…


67 comments on “Pobre Paulista

  1. Luciano disse:

    Nunca vi tantos caras juntos falando tanta merda num pais onde a miscigenação é geral.Me deprimiu abrir essa pagina, os ditos paulistas sim são os ignorantes. “Paulista das caravelas de Cabral” como vcs podem ser tão mediocres? Estudem um pouco de Historia e aprender como as opinioesde vcs sao deprimentes,e outra coisa , o movimento punk não é nada disso… vcs precisam no minimo de ajuda médica.Voa se foder , olhem para tras e verao em sua arvore genealogica um negro , um mestiço, ou um italiano que veio aqui ser escravizado. Vcs sao lixo, como diria Thunderlips.

  2. Lucas disse:

    Não foram processados ainda por essa música? Que ridículo! Não acreditava enquanto ouvia essa música, mas é bem o que pensava: homofobia pura! Gostava de Ira!, mas não ouvirei nunca mais!

  3. Rafael disse:

    Pior que a letra dessa música é o comentário desse Luciano, que por causa de uma banda onde o ‘NAZI’ é vocalista generaliza toda uma região, espero que vc morra o quanto antes, pessoas assim não fazem falta no mundo

  4. Matheus disse:

    Essa musica é da epoca da ditadura militar, mas pelo visto vcs nem vaziam ideia disso…os feios e ignorantes são os militares…agora sabendo disso, veja se a musica nao tem outra conotação.
    abraço

  5. Sa2 Editora disse:

    @Luciano, FODA-SE VOCÊ, deve ser nordestino ou um recalcado sulista.
    Seu merda.
    @Lucas, a música é bacana, gostaria mesmo de saber onde você viu Homofobia…Bicha
    @Rafael, mandou bem, mas o vocalista chama naSi com SSSS é por causa do gigantesco nariz dele.
    @Matheus, é verdade, eles dizem isso da música, mas eles também não tocam mais ela…

    Deus Salve o povo da terra Bandeirante, Deus Salve o Paulista!

  6. Paulista de verdade disse:

    Se a conotação dada a música for mesmo preconceituosa eu concordo, olha aqui um monte de gente querendo se pegar por causa da sua interpretação, foi isso que a má miscigenação trouxe a cSão Paulo. Agora, pras pessoas mais recalcadas, o bom paulista, basta fazer uma pesquisa na net e ver o que a banda quiz dizer mesmo com a musica.

    Segundo Scandurra, em entrevista pra essa mesma revista(bizz de 1999): “Meu bairrismo dizia respeito ao meu bairro Vila Mariana. “Gente feia” eram as pessoas que infernizavam meu mundo pequeno de estudante. “Ignorantes” eram os meus professores”. A fixação pela bandeira de São Paulo era inspirada na arte pop inglesa e também uma manifestação contra a hegemonia carioca no pop nacional de então.

  7. martin jenner disse:

    Não tem desculpa. É ódio aos nordestinos sim. Coisa de hormônio juvenil. Hoje, com a internet e globalização em alta, espero que diminua essa imbecilidade.

  8. martin jenner disse:

    Babaquice é ser bairrista. Essa porra só vai pra frente com todos unidos.

  9. gui disse:

    http://www.youtube.com/watch?v=_rarZslFnW0 assintam isso e acabem com essa ideia estúpida de segregação.

  10. Marcelo DZ disse:

    Mane e cheio de querer achar sentido ruin nas coisas, mania de ser perceguido, a propria banda ja desmentio essa histora, na epoca, daki a poko vao dizer q se rodar de tras pra frente da pra ouvir o demo gritando ” O DIABO NASCEU PRA MIM E PRA VC”, po gente para de encher o saco
    po abram a cabeça , se toquem e isso que eles (os por tras do poder), dividir o pvo e conquistar, quer ganhar voto de negro defenda cota crie odio invente preconceito, quer ganhar voto de bicha crie mais odio use rosa , cara ate tem racismo neste pais ( INFELISMENTE) ATE tem preconceito contra os GLs, msa tem muito muito mesmo mane foraçando a barra pra isso ser maior do que aparenta
    acorda povo burro

  11. Diego disse:

    Eu escutei esta música e ñ notei a palavra nordestino nehuma vez. Na minha opinião, é claro que não estão falando de nordestinos, não tem motivo para ser “eles”. Se fosse assim, eu faria uma música dessa para os judeus, odeio judeu, sempre quando eu paro o carro tem um judeu fdp gritando: “ké ki olha o carro aí ?!”, se eu não dá dinheiro ele risca. Na cadeia, 90% (chutando baixo) são judeus e quando tem um assalto (pelo menos onde eu moro) pode ter certeza que foi um judeu ou filho de judeu (que para mim é judeu do mesmo jeito)! Essa raça, para “pipocar” favela é rapidinho, e ainda acha que tem direito de fazer isso, depois quer casa de graça. Tem um monte de filhoSSS, nem a ciência consegue explicar, sendo que eles não tem condições de cuidar de si próprios, aí fica querendo bolsa família, cerveja, cachaça, maconha …… e quem paga é que trabalha. Agora, cai entre nós, tenho direito de não gostar de assalto, música alta que não quero escutar, de maconha, assalto, risco de carro, motoboy com escapamento aberto etc ….etc …etc …. né ? Pode existir algum judeu educado que respeita os direitos dos outros e com responsabilidade mas até hj nunca conheci um! O engraçado é que tem japoneses, árabes, negros, gauchos …. e são muito bem vindos onde eu moro pq são bem educados e respeitam os outros moradores, só essa raça que por onde passa estraga td, parece praga! Já nordestino é um povo bunitinho pá caramba, competentes (olha Brasília, o país tá bombando galera como nunca antes na história deste país), as nordestinas são umas damas, não tem defeitos, podem até ter alguns, mas aos meus olhos são perfeitas!
    Bom, se algum judeu ler o que escrevi, quero deixar bem claro que é a MINHA opinião, acho que tenho o direito de expressar com argumentos o que acho de tds os judeus que conheci, se não gostaram, voltem para sua terra, garanto que lá eu nunca vou pisar! Mas agora se um “minino lindu” nordestino achar que eu tb estou falando deles, é só fazer uma pergunta: “O que td que escrevi tem a ver com vcs?” É claro que não tem nd né ?! Vcs são bem inteligentes, eu sei que vão concordar comigo 😉

  12. Sandro disse:

    Pobre Paulista… não intendeu?
    Pobre e burro…

  13. Flavinha14 disse:

    Quem não “intendeu” foi você Sandro!!! Analfabeto burro!!!!

  14. Eduardo Dupree disse:

    somos lixos, mas temos o minimo de educação
    e só teriamos 20 filhos se tivessemos condições de cria-los, se meu avo espanhol veio aqui para ser escravizado, pelo menos ele lutou para o filho ter um horizonte, e nao ficou se lamentando e se vc qr saber minha namorada que e mais da metade nordestina, nao suporta a falta de educaçao de sua familia, ela a mae dela e a avo dela que e do ceara, e que voltou pro ceara, isso mostra que nao so os paulistas que desdenham dos maus costumes do povão alem de que vcs conseguiram estragar o Rio tbm, pois e meu avo italiano nunca pensou em subir o morro e minha outra metade que veio do sul tbm honrou suas origens italianas e trabalhou ate conseguir algo por meritos, que nao fosse mao beijada que nao caisse do ceu, agora eu pergunto, pq o povo NE nao honra suas origens como lusos, indios, e negros?nao usa camisa 100 cento raça negra? e se eu uso uma 100 cento branco sou racista? vcs mesmos se menosprezam, ta na hora de reclamar nenos voltar para a terra estudar e fazer por onde e nao explorar sp, pelo menos nao mais pq olha esse povo lota hospitais publicos e transportes e o mais legal e que nao ha agradecimentos ou educaçao como se fosse obrigaçao nossa

  15. Eduardo disse:

    Triste em ver que dar sua opinião gera tanto ódio, não gostaram da opinião de Nasi e Scandurra há 30 anos atrás… não ouçam!
    Viva o ira! Viva o Rock Brasil, viva a opinião própria!!!!!!!!!

  16. Eduardo disse:

    E outra, sou filho de nordestino com Catarinense, nascido em Sampa mistura das boas…

    Entendam, não é a região, a certidão de nascimento, é o pensamento (ou falta dele), a doutrina de vida, os ideais, é disso que essa música trata…

  17. Ubaldino e Nordestino disse:

    Na primeira estrofe ele derrama só insatisfação de ter que dividir o seu espaço burgues.
    Já na segunda a certeza de que vem de uma linhagem superior.
    Na terceira foi que fodeu! Gente feia Gente ignorante. Nossa! Gente da minha terra Gente do meu sangue.
    Ai vem, vivo em uma louca Utopia. Sabem o que é Utopia né!
    Por sorte esses caras tinham o dom da musica, já pensou se (gente da minha terra) (sangue do meu Sangue)os que não teve esse dom tivessem entendido o chamado.
    Mas uma coisa eu garanto a vocês O Rock Nacional deve muito a esses caras. Perdi a conta de quantos shows do Ira eu curtir aqui em Salvador.

  18. Marcelo disse:

    Olha, eu sou paulista e moro no Rio Grande do Sul, onde o orgulho de ser gaúcho é marcante, então faço questão de lembrá-los qu e sempre serei paulista, corinthiano e digo aos gaúchos que São Paulo é a grande locomotiva do país. Espero um dia poder voltar pra Sampa, mas morar em Campos do Jordão por causa do clima ameno. Por isso, defendo o apelo uma Revolução Cultural para louvar a Terra dos Bandeirantes.

  19. gentleman disse:

    Eu ia comentar…mais o diego(n 8) falou tudo q penso….Obrigado Diego

  20. gentleman disse:

    corrigindo : O diego (NUMERO OITO)falou tudo q penso….PARABENS

  21. Paulão da Formosa disse:

    Não se trata de nordestinos. Sabiam que dois integrantes do Ira são Saopaulinos e dois são Palmeirenses. Essa “gente feia e ignorante” se trata dos curintianos. Entenderam?

  22. Marcelo Silva disse:

    Oh! Gente ignorante!
    Oh! Gente feia!

    Vamos acabar com a polêmica!

    Nem corinthiano, nem nordestino,
    Nem negro, nem italiano

    Veja o próprio autor falando sobre a música:

    http://www.youtube.com/watch?v=3aoArEm71xE

    Abraços

    Marcelo

  23. Joao Franco disse:

    Seus babacas vcs são todos uns babacas mesmo. Enquanto isso a conta bacária deles (Ira) tá é prosperando.

  24. Letrex disse:

    Pessoal, olha só o que o Nasi disse sobre a letra e eu acredito nele: http://revistatrip.uol.com.br/revista/165/paginas-negras/nasi-dias-de-luta/page-4.html

  25. joe disse:

    Gosto do Ira ,mas não gosto da música pobre paulista que esta claro que é preconceituosa, e que fala dos nordestinos e outros imigrantes.Alias essa música já devia ser proibida a muito tempo. se ele quisesse falar dos bairros ou dos políticos não colocariam um verso ,gente da minha terra , gente do meu sangue.na letra só não tem azuis ignorantes pra não ficar muito obvio.Alias o próprio nazi fala que o Scandurra confessou.

  26. paulo disse:

    as pessoas dizem isso pq não são paulistas isso é calunia nosso estado deveria ser um pais ,mas existem individuos q não querem para poder saquear nossa riqueza e depois voltar falando mal vá a merda o resto do pais viva são paulo o resto é merda _!_ Irã melhor banda da republica dos bandeirantes SP

  27. Bruno disse:

    Paulistas são: agressivos, recalcados e paranóicos. São Paulo é: consumista, feia e cinza. Diante disso, ficar nessa punheta de se gabar de ser a cidade mais rica de um país subdesenvolvido vale alguma coisa?

  28. ryan disse:

    mimimi #classemediasofre #sãopaulosofre
    podiam fazer uma musica dessa pro brasil inteiro rsrs

  29. Henrique disse:

    Porque vcs não vão lotar os pacová do Milton Nascimento que faz mil músicas falando de MG ou do Zeca pagodinho enaltecendo o RJ….ou dos Engenheiros do Hawai que só falam da merda do Rio Grande do Sul?

  30. Jana disse:

    Adoro essa música, canto ela bem alto qdo estou no metrô.

  31. Honesto disse:

    Tenho dó dos paulistas. Seus comentários, que sempre são direcionados para ofender às pessoas de outros estados, somente evidenciam seu complexo de inferioridade. Talvez porque sejam mais infelizes que qualquer outro povo no Brasil

  32. Del Fiori disse:

    Sou paulista amo meu estado e detesto o resto do brazil, o brazil sem sp não passa de um pais america sul africanizada pobre de povos e culturas, rio de janeiro até pode ser conhecido mais é apenas conhecido como uma cidade feia e perigosa que só tem o cristo redentor pra dizer que é alguma coisa, SP tem que se separar sim e se disvincular desse nojo pais chamado brazil que tem o pior povo do mundo que não faz a maior diferença para nós paulistas…..essa musica morri de rir kkk só mostra a inveja que todos tem de nós paulistas hahua normal…cantem bem alto o morram de tédio por serem apenas nada e não serem paulistas…..azar kkkkkkk

  33. Advogado do Diabo disse:

    Um pouco de História do Brasil:

    No início do séc. XVII São Paulo era uma povoado composto de mestiços de brancos com indios. Não tinham riquezas naturais ou agricultura comercial, então sairam pra explorar outras regiões (bandeirantes). Depois, no final séc. XIX chegaram japoneses, italianos, espanhóis, judeus, libaneses etc. pra ser mão-de-obra barata e desqualificada, junto com os negros que trabalhavam nos cafezais. Depois vieram os nordestinos, sulistas, nortistas etc. Então, no meio de tudo isso nasceu uma grande metrópole mestiça: São Paulo. então pergunto, o que é o paulista? ah, a 1ª capital do Brasil foi Salvador e no séc. XVII Recife eram a mais importante cidade do Brasil, e uma das mais importantes da América.

  34. markin disse:

    Gosto do Ira,mas essa música é claramente racista.Não curto ela.

  35. Fabiana disse:

    Bela letra.
    Protesta contra os desrespeitos, racismos e ofensas cometidos por nordestinos em São Paulo.

  36. O IRA! sempre foi engajado, mais por causa do Nasi. Eu gosto dele. O autor é o Scandurra, que quis sentar a mão na louvação exagerada quanto aos MÚSICOS primordialmente os baianos da tropicália, que deitavam e rolavam há mais de trinta anos atrás. É uma música de adolescente. Não se se há na net trecho dessa entrevista, mas já li que ele queria se referir aos músicos em questão, e não ao povo nordestino. O Nasi sempre a a teve como um protesto contra os militares (que não eram paulistas), associando-os a uma ‘feiúra de alma’ por suas atrocidade ligada a eles. Depois, quando soube que era algo contra os artistas baianos proeminentes, não cantou mais. É uma letra dúbia, daí talvez o atraso em perceber. Mas ressalto, não acredito que Edgar estivesse pensando em algo racista ou coisa que o valha, SP tem muitos defeitos, mas a xenofobia nunca reinou nessas plagas e espero que não aconteça nunca. Somos uma federação e não um costurado. A casa grande e senzala de Gilberto Freyre é de norte a sul, encontrada em formas de discriminação mais sutis, até as mais latentes. Deixem as ignorâncias para os pobres de espírito, somo um só povo.

  37. Romulo Vicente disse:

    Eu só acho que a América Portuguesa, Brasil, é o maior exemplo de sucesso do sistema colonial… Pois mesmo depois da suposta independência ainda encontramos regiões achando que são metrópole…
    Lamentavelmente conseguiram acabar com todas as revoltas coloniais e o que restou foi só a vontade de culpar uns aos outros e tentar de alguma forma sentir-se superior… Mas quem consome o produto industrializado do Sul é o Norte, 45 milhões de consumidores, mercado cativo, como no período colonial… Sem o Norte, os produtos caros e de baixa qualidade do Sul não serão vendidos em lugar nenhum do globo…

  38. Marcelo disse:

    A letra tem um eu lírico que canta a revolta juvenil paulistana puta da vida que acata a louca utopia nazista. Mas o refrão é uma brutal advertência: “pobre são paulo, pobre paulista”… Pra mim, paulistano de coração, carioca por acaso, isto é um canto contra o perigo do niilismo que precede o nazismo. Alguem parou, pensou e chegou a esta conclusão?

  39. Luis disse:

    Só quem é paulista de nascimento sabe o sofrimento que é ter um vizinho nordestino!

  40. André Lima disse:

    Acho que todo discurso que prega o racismo, xenofobia e separatismo, preconceito religioso aqui no Brasil burrice.
    Sou paulistano, meus avós eram italianos do começo do século XIX e vejo a imigração de europeus e negros da mesma forma. Todos pobres, ignorantes, maltrapilhos que se submetiam aos piores tratos e trabalhos quando aqui chegavam e eram tratados por escravos brancos pelos fazendeiros. Todos eram trabalhadores isso é verdade, mas quem disse que nordestino também não é?
    Somos um país de mestiços, com a maioria negra … essa idéia de achar que SP é o berço da civilização latino-americana é tão burra quanto a dos argentinos se acharem europeus.
    O estado de SP é o mais rico dos estados, a cidade de SP é uma das maiores cidades do mundo mas não graças aos paulistanos natos, filhos de portugueses vindos do império …que na sua maioria eram desqualificados e tinham a ficha suja.
    A força de trabalho de todos nascidos aqui ou não é que fizeram a dinâmica da cidade.
    Hoje em dia vejo skinhead pardo pregando ódio contra judeus, negros, nordestinos etc.. Se o cara fizer uma análise de DNA vai entender que tem mais sangue negro do que qualquer outra coisa e por pura ignorância defende uma bandeira idiota.
    Vamos cair na real?

  41. Thiago Emilio disse:

    Vivemos em um país “dmocrático”, ainda que esteja rastejando, onde você arca com as consequências doque é dito.
    O Brasil ainda tem dificuldades de entender que democracia é poder falar, e fazer oque quiser, porém, as leis estão aí para a outra parte que se sinta ofendida.
    Se eu não gosto de determinada coisa, posso sim, colocar aquilo claramente, em um artigo, musica, ou em uma arte, porém se alguem se sentir ofendido, posso responder por aquilo, criminalmente.
    Uma vez, Danilo Gentili, disse:
    -Quando você rí da piada do português, você perde a razão de defender qualquer outra piada!
    Quando vc fala mal, e menospreza qualquer outra pessoa pela nacionalidade,como os portugueses por exemplo, não tem direito de crititar a letra de uma musica que fala exatamente sobre isso.

  42. marcos disse:

    OLA,
    SOU DE FORTALEZA, SOU FÃ DO IRA, esta musica, se for olhar, seja qual for o sentido, infelizmente tem algo estranho.
    Mas, o proprio NASI, quando quer assistir a um evento de qualidade, chega ao CEARA, E VAI PARA A BUCOLICA CIDADE DE GUARAMIRANGA E ASSISTE LA, MUSICAS ERUDITA E OUTRAS DO GENERO, aqui no CEARA, MAIS AINDA, QUE QUANDO O CEARENSE CHEGA EM SP OU RJ para CONCURSOS, E, TIRA SEMPRE PRIMEIRO LUGAR EM TUDO, SEJA ITA, AMAN, ETC…….
    E SP É BRASIL, TODOS SOMOS UM PAIS SÓ…

  43. SERGIO disse:

    OI GENTE
    CURTO E GROSSO
    ESSA MUSICA DIZ SIM RESPEITO AOS NORDESTINOS QUE AO LONGO DE DECADAS TOMARAM CONTA DA CIDADE DE DIVERSAS FORMAS E ESTA LETRA RETRATA ISSO ,O PAULISTANO PERDEU SUA IDENTIDADE CULTURAL TAL FOI PROFUNDA A MIGRAÇÃO DE OUTROS ESTADOS PRINCIPALMENTE OS DO NORDESTE AQUI QUE SERVIU MUITO BEM AO INTERESSE DOS EMPREGADORES DA BAIXA MÃO DE OBRA E BARATA ,TODOS SOMOS BRASILEIROS E IGUAI MAS CONVIVER COM DETERMINADAS DIFERENÇAS CULTURAIS É OUTRO PAPO ,CADA UM DEVE PROCURAR O SEU QUADRADO SENÃO SEMPRE VIVEREMOS INFELIZES COM O VIZINHO.

  44. sara disse:

    Edgard Scandurra,ariano tupiniquim,vc já se olhou no espelho?Porque vc é muito feio,seria o primeiro a se mudar daí,essa desculpa de ditadura não cola,vc quer ver gente do seu sangue ariano tupiniquim?Olhe pra os lados que vc vai encontrar aos montes!!!

    edgard

  45. sara disse:

    Luís,vc conhece o nordestino que mora no Nordeste? se não,vc está cometendo injustiça,porque gente educada e mal educada existe em todo lugar,tenho uma amiga que é comissária de bordo,está sempre em São Paulo,e o que ela comenta dos paulistas,é que a maioria que ela conhece são grossos e mau humorados,por esses ela vai julgar os outros?Claro que não!Aprenda a não julgar,antes de conhecer a fundo os outros,aliás,não julgue para não ser julgado,e lembre-se: O futuro depende do nosso presente.

  46. Mark disse:

    Você é neto de italianos? Eu acho que você trai sua gente… acho que burrice é você não cometer suicídio, seu merdinha alienado pelo marxismo cultural.

  47. Bedivere disse:

    ACREDITO QUE NEM TODOS OS PAULISTAS E PAULISTANOS TENHAM ESSA MENTALIDADE RETRÓGADA…ACHO QUE O Scandurra NÃO É PRECONCEITUOSO, MAS SIM RECALCADO POR VIVER EM UMA CIDADE CINZA COM LIMITADA REFÊNCIA MUSICAL MÚSICA.

  48. Roseli disse:

    Creio que devemos abrir mão desta mentalidade limitada que crê que a obra é sempre um retrato do artista. A música fala de imigração geral, seja dentro ou fora do Brasil, e não necessariamente um pensamento do Edgar, mas daquilo que ele percebe, é uma crítica social e não uma expressão de xenofobia, posso escrever sobre o amor sem nunca ter amado, ou da morte sem nunca ter morrido, agora falar que São Paulo é limitada e sem referência musical é no mínimo, ignorância, pois São Paulo é referência de cultura e miscigenação, seja musical, populacional, blá, bláa, blá, em todo o mundo.

  49. REINALDO disse:

    Temos que ser tolerantes com as diferenças. Mas não somos obrigados a gostar dessas diferenças e muito menos deixar de expressar nossa opinião, seja lá qual for.
    Algumas naturalidades são predadoras culturais, se expandem ruidosamente e suprimem a cultura e costumes do lugar, transformando nossa capital em uma “feira de Caruaru”, e isso, em minha opinião é sim falta de educação.
    Respeito às opiniões contrárias, exijo que respeitem as minhas, e quem não gostar disso, que volte para seu lugar de origem.

  50. Cabra Macho disse:

    Peguem São Paulo com a poluição, seus habitantes escrotos e seu lixo imundo e enfiem todinho no cu. Não vai fazer falta pra ninguém, referencia de tudo o que é ruim que pode existir. Lixo total.

  51. Fernando disse:

    O próprio Nasi disse em entrevista que a letra foi composta pelo Edgard como protesto a expansão cultural e musical nordestina da época.
    Apesar de concordar que existem coisas muito boas no nordeste do nosso país, a liberdade de expressão deve ser válida para ambos os lados!!

    Sou paulistano e não discordo da visão do Edgard pois o estado São Paulo, infelizmente, não possui um investimento cultural e um público mais homogêneo por conta da palhaçada de nossa mídia junto a um governo que mascara a diversidade com a libertinagem a fim de manipular…. no entanto, a infelicidade dele foi a de protestar contra Caetano (que não gosto, mas reconheço seu papel) e Gilberto Gil. Porém concordo plenamente com seu protesto diante a atual influência que nosso estado, principalmente a capital, sofre com a invasão do junk carioca(chamar aquilo de Funk é pecado)!!!!

  52. silvio sergio disse:

    essa musica tem uma melodia bonita,acho q nao foi feita para ofender ou denegrir os nordestinos ,pois todos sabemos q em grande parte foram os nordestinos q construiram essa grande cidade q é s.paulo.acho mesmo q foi um recadinho pra caetano e gil com essas musicas xatas q eles fazem, e falando serio sao feios pra caralho ô dupla q deu certo em feiura.kkkk o ediggar ta de parabens bela letra.

  53. B disse:

    Se fosse nordestina, gaúcha, carioca, ninguém ia falar nada! Muito pelo contrário: seria referência cultural. Mas como é paulista, ah, temos que implicar.

    Vão se foder, por que todas as regiões têm direito de expressar seus sentimentalismo e S. Paulo não? Por que tudo que é bonito tem que ser oriundo do nordeste/Rio?

    Você deveriam respeitar mais São Paulo: só andam de pé e se vestem graças aos bandeirantes paulistas, só existem por causa do PIB paulista todo sugado pelo Nordeste. Sou do interior paulista, me orgulho muito disto, e sou contra qualquer tipo de violência contra a origem étnica, mas também sou contra qualquer repressão a expressão cultural, como tentaram e ainda tentam fazer com “Pobre Paulista”

  54. B disse:

    Aliás, só conseguem atacar SP falando da poluição. HAHAHA, galera acha que São Paulo é só a cidade. Geografia? Zero.

  55. jonathan disse:

    B, você bebe água do vaso?

  56. B. disse:

    Não projeta teus hábitos nos outros, meu caro jonathan.

    Aliás, é disso que eu gosto; de argumento! Parabéns, esse é o nivel intelectual dos anti-São Paulo.

  57. paulo ferreira disse:

    Nao vi em nenhum momento na letra falar sobre o nordestino. Gente feia e ignorante significa nordestino? Pq nao pode ser mineiro, ou sulista, ou boliviano?? Bando de preconceituosos hipócritas filhos da puta. Quem mora em sao paulo independente de onde nasceu sabe que grande parte dos imigrantes , nao consguem jogar um papel de bala no lixo, nao respeitam faixa de pedestres, nao respeitam as leis de transito, nao tem etica, nao tem amor pela cidade…aceitam ser transportados como atum enlatado…nao tem cultura politica de nada e nao tem interesse de saber de nada..nao estao em sua terra e um dia vao voltar deixando um legado de merda…

  58. amauri disse:

    há preconceito sim com os nordestinos,você paulo de merda não sabe de nada e nem entende nada, não importa onde nascemos e nem onde vivemos ,todos são iguais ,esse nasi se você não sabe a historia dele fica quieto,nasi e singular de nazista,raça com mentes diabolicas que queriam dominar o mundo com suas idéias loucas sem nexo e preconceituosas, hoje o nasi do ira fica se disfarçando e inventando que esse apelido e do nariz avantajado dele,pura mentira,hipocrita,playboy filha da puta,ele caga e fede como qualquer nordestino e pessoa qualquer,vagabundo racista

  59. Mario disse:

    Está um pouco atrasado para a replica Sr.Amauri, prescreveu..
    Mas como não estamos no judiciario…..
    Mas como tudo, existem formas de interpretação, e não preciso refletir muito para saber qual foi a sua. Já ouviu uma frase, a maldade está em quem ouve, e não em quem diz?

  60. eduardo disse:

    complexo de inferioridade ,e dizer que a musica esta descriminando , nordestinos em nenhum momento foi pronunciada essa palavra . se não amarmos e cuidarmos da nossa cidade e do estado quem vai cuidar ? esses imigrantes que so querem sugar nossos recursos e depois vazam . não são todos e obvio tem uma grande parte que assumem a cidade como sua e prosperam juntos com a mesma .

  61. Erick disse:

    Amauri.
    Primeiramente, a letra da música não foi composta pelo Marcos Valadão (Nasi) e sim por Edgard Scandurra.
    Segundo, o apelino Nasi não tem, ligação com NAZI, que com Z tem significado de nazista.
    Terceiro, a letra não é direcionada à A ou B do nosso país, na realidade existe uma mania de perseguição, de sentir-se ofendido com o que não é ofensa, sentir-se atingido com algo que não lhe diz respeito.
    Essa é a gente ignorante que deve ser deixada de lado, mas não de São Paulo, mas de todo país, gente correta e gente imbecil existe em qualquer lugar, do Amazonas ao Rio Grande do Sul, da Groenlândia às Ilhas Malvinas.

  62. V. F. C. disse:

    A letra dessa música destila preconceito sim, está mais do que claro. O próprio compositor afirmou. Gente, que é isso? Se os povos não saíssem de seus lugares para tentar uma vida melhor, o Brasil teria apenas os índios, esses sim podem dizer que são os donos dessa birosca. Da onde será que vieram os paulistas? Botaram da terra? Gente feia e ignorante também tem os mesmo direitos que qualquer pessoa. E é essa gente que serve esse bando de babacas que se julgam melhor que os demais. Mas, o pior é que gosto da balada da música, mas a letra em si, é um triste preconceito, ninguém escolhe nascer pobre e feio. O que vale é o caráter, a sua essência, pelo menos deveria ser assim.

  63. Marcus disse:

    O próprio Nasi já declarou em entrevista (Revista Trip) que o Edgard Scandurra confessou que à época em que a escreveu se referia sim aos migrantes nordestinos em São Paulo. E que a partir dessa confissão não mais argumentaria em defesa da polêmica terceira estrofe. Pode até ser que o cara (o Edgar) tenha sido infeliz naquele momento da sua mocidade quando a escreveu. Pode até ser que em algum momento abandonou o preconceito e a discriminação contra os nordestinos (ou outros segmentos sociais ou étnicos) ou simplesmente foi apenas infeliz. Mas, ficar anos defendendo a “tese” da inocência da letra (…) aí é patético. Pior é essa galera que ainda hoje sai em defesa da letra para afirmar que não é o que é: PRECONCEITUOSA e DISCRIMINATÓRIA. E o próprio Edgar, num gesto de bom senso, se realmente não for preconceituoso e discriminatório como diz, já poderia ter encerrado de vez a polêmica com um humilde e sincero pedido de desculpas àquel@s aos quais, dubiamente, destilou sua indiferença e ódio mortal.

  64. Vanessa disse:

    Bem gente, vcs para analisar uma letra de musica, devem primeiro analisar a época em q foi feita, e na verdade, existe uma interpretação particular para cada pessoa, mas eu acredito q o compositor, Edgard Scandurra, qria criticar a opressão q havia na sua cidade natal, e a “gente feia, os ignorantes” seriam os q apoiavam a ditadura.
    Bem, deixo para vcs repensarem ai. Até.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *