Faça o download do App do Análise de Letras para Android! É grátis!

O rei da brincadeira
Êh José!
O rei da confusão
Êh João!
Um trabalhava na feira
Êh José!
Outro na construção
Êh João!…

A semana passada
No fim da semana
João resolveu não brigar
No domingo de tarde
Saiu apressado
E não foi prá Ribeira jogar
Capoeira!
Não foi prá lá
Prá Ribeira foi namorar…

O José como sempre
No fim da semana
Guardou a barraca e sumiu
Foi fazer no domingo
Um passeio no parque
Lá perto da boca do Rio…

Foi no parque
Que ele avistou
Juliana!
Foi que ele viu
Foi que ele viu!
Juliana na roda com João
Uma rosa e um sorvete na mão
Juliana seu sonho, uma ilusão
Juliana e o amigo João…

O espinho da rosa feriu Zé
(Feriu Zé!) (Feriu Zé!)
E o sorvete gelou seu coração
O sorvete e a rosa
Oh José!
A rosa e o sorvete
Oh José!
Foi dançando no peito
Oh José!
Do José brincalhão
Oh José!…

O sorvete e a rosa
Oh José!
A rosa e o sorvete
Oh José!
Oi girando na mente
Oh José!
Do José brincalhão
Oh José!…

Juliana girando
Oi girando!
Oi na roda gigante
Oi girando!
Oi na roda gigante
Oi girando!
O amigo João (João)…

O sorvete é morango
É vermelho!
Oi girando e a rosa
É vermelha!
Oi girando, girando
É vermelha!
Oi girando, girando…

Olha a faca! (Olha a faca!)
Olha o sangue na mão
Êh José!
Juliana no chão
Êh José!
Outro corpo caído
Êh José!
Seu amigo João
Êh José!…

Amanhã não tem feira
Êh José!
Não tem mais construção
Êh João!
Não tem mais brincadeira
Êh José!
Não tem mais confusão
Êh João!…

Êh! Êh! Êh Êh Êh Êh!
Êh! Êh! Êh Êh Êh Êh!
Êh! Êh! Êh Êh Êh Êh!
Êh! Êh! Êh Êh Êh Êh!
Êh! Êh! Êh Êh Êh Êh!…



Qual é a sua interpretação?





*



24 Comentários

Morrendo de rir com o comentário de Teresa. kkkkkkkkkkkkkkkkk

teresa , seu negocio eh lavar panela , nao sabe nada

Ô Teresa, como vc quer fazer análise de música comparando com outras se vc não conhece nem os clássicos? Se toca, e vai aprender.

Como uma letra pode ser copia de outra se foi feita quase trinta anos antes?!
Gilberto Gil, num arroubo de maestria, compôs essa belíssima letra, retratando brasilidade com vigorosa poesia e os ritmos da pioneira Bahia. Cada verso e uma imagem de agitado domingo no parque com seu colorido, sons e movimentos. E um verdadeiro espetáculo para se ouvir mil vezes. E há décadas vive. Isso e poesia!

Essa música é uma cópia de Faroeste Caboclo, do Legião, com menos palavras, menos inteligência, menos estilo, onde João é o próprio João, de Santo Cristo, José ´´e Jeremias, maconheiro sem vergonha, que organizou a rockonha, e Juliana é Maria Lúcia, para quem João de Santo Cristo entregou o seu amor, sendo que João só queria falar pro presidente sobre essa gente que so´SOFRE!!

Evesto, bem que você poderia contribuir com uma sua análise, sobre a música, né? o site sugere isso, acredito que quando se faz um comentário, seja ele qual for, podemos não concordar com ele, mas não podemos censurá-lo!!, a arte, aqui sendo expressa pela música, não aceita censura, preconceito, racismo etc…ela, a arte, é o contrário disso, szarte é isso, vários olhares, várias leituras. Aguardo seu olhar e sua leitura para a música!

Essa música foi feita,um pouco antes do movimento tropicalista, o momento em que o tropicalismo começa a entrar em cena, eles queriam mostrar uma forma diferente de expressão artistica, em que não usasse isso ou aquilo e sim isso E aquilo, misturando formas diferentes para novidades de composição. E o primeiro impulso para isso foi quebrar o antagonismo música de protesto x jovem guarda, começaram pelas canções “domingo no Parque” de Gil e “Alegria, Alegria” de Caetano.
Domingo no Parque: A canção poderia ser resumida numa manchete de jornal sensacionalista: “Feirante ciumento mata a facadas amigo e namorada no parque”, a história no entanto é narrada de modo linear, mas em cortes abruptos, que lembram o imediatismo das associações publicitárias, dos gibis, ou mesmo a linguagem cinematográfica: “Oi girando girando – Olha a faca (Olha a faca!) – Olha o sangue na mão..”
Em vez de trabalhar uma sequência lógica de causa e efeito, a letra persegue imagens visuais das quais estabelece associações: a rosa é vermelha, o sorvete é vermelho, o sangue é vermelho. O delírio alucinatório em que tudo gira na mente de José, é quebrado abruptamente “Olha a faca!”. A forma melódica e rítmica evoca a capoeira nordestina, mas as guitarras garantem o contraponto moderno e urbano.

Só o fato de muitas das principais músicas de Gil não estarem aqui já é um sinal de mediocridade de quem fez… Mas ficar falando merda de “domingo no parque” é profundamente desanimador.

Ow, Ricardo… O da Brenda num tá muito legal não… Acho que o que salva é o da Ana Carolina… Mas acho um desperdício falar coisas que valham a pena aqui… Ao que me parece, as pessoas que frequentam essa página são demasiadamente ignorantes (falo ignorante no sentido científico da palavra: “aquele que ignora por não conceber.

Penso em denunciar esse site… Deixar que essas pessoas escrevam tanta asneira sobre um dos únicos caras que realmente fizeram alguma coisa de boa pela nossa música e nossa cultura… é muito foda… Não tenho raiva de gente burra, não quero ser acusado de preconceito, só tenho um pouco de dó mesmo.

Eu acho que essa musica nem tem sentido, minha professora passo essa musica pra gente copiar, e ainda mias fazer uma historia com essa musica nada ver ,se essa musica nem tem sentido pq a historia vai ter…

Essa musica é uma aliteração, quando os sons das palavras criam um elemento a mais de interpretação. reparem que ao ler os parágrafos o som da uma ideia de círculos. frases com a mesma quantidade de palavras terminadas em ão e é. o que remete a metamorfose da vida, quem é bom se torna mal e vice versa. o ápice ocorre na roda gigante, que deixa claro essa questão das mudanças. O sorvete vermelho passa a ideia de sangue, do doce porém frio. e o mais belo é o fim da música. reparem que depois de todo o drama, a melodia passa em um crescente de triste para alegre, e se houve os sons da feira e do parque novamente. o que representa que mesmo diante dos dramas pessoais e acontecimentos a vida continua a correr, a roda continua a girar…
amo essa música!

Parabéns Brenda, pelo menos um comentário interessante…

Boa Parte dos comentário nem precisava existir…kkk

esse cara e burro devia de te se matado tbm dai ele ia pro inferno
ele queria paga de cabra maxoo
acabo na prisao hehehehehe

bruuna see ée lokaa

ow milenaaaa

aff eu tbm tenho que copia isso
tadinha ela nen namorava com ele e ele matou ela tadinhaaaa dexa ela ser felizz

poow respondee aii BRUNA EDUARDAA kkkkk

iaaee pessoal do salim felicioo blz???

kkkk

eu tenho que copiar isso para um trabalho de escola

José é um cara do bem( O rei da brincadeira)e joao o rei da confusao… ou seja, poderia ser considerado uma pessoa desiquilibrada. Joao foi namorar Juliana no parque. Jose encontrou joao e juliana juntos em um clima de amor ( sorvete e um carrossel, a roda). A partir da 5 estrofe o narrador entra na mente do Jose que relembra os fatos que ele viu ha pouco tempo ( o sorvete e a rosa, a rosa e o sorvete, foi pisotiando o coracao de joao considerado um cara tranquilo). No 6 e 7 estrofes ha novamente a entrada do narrador na mente de joao.
Depois disso vem, a palavra vermelho que lembra raiva, odio, sangue. Ou seja, morte. Logo aparece a frase “olha a faca”,o CLIMAX,que se refere a açao de jose pegando a faca…ele mata os dois. E pronto.Joao que deveria ter matado todo mundo por ser o “rei da confusao”morre. E jose que era um cara tranquilo mata duas pessoas.

Até

Nessa música, José está obcecado por Juliana, chegando a fazer loucuras. Já João, se envolve com Juliana e acaba morto.

peciso intepretar esta musica mais não consigo estou encrencada,alguem pode me ajudar…..

a trite historia de um assasinato por causa de um romance

Qual é a sua interpretação?

-->