Quebrando o Cabresto

1 comentários

Falcão

Eu vi na capa de uma revista
Os nomes e as fotos dos meus candidatos
Era Fernando, Alencar, Magalhães e o Dr. Ribamar
Quanto mais eles sorria,
Mais a gente se iludia
Quanto mais eles posava,
Mais a gente se enganava

Fui a uma festa a convite
Da chapa dos meus candidatos
Era Fernando, Alencar, Magalhães
E o Dr. Ribamar
Quanto mais eles pedia,
mais churrasco nós comia
Quanto mais eles mandava,
Mais churrasco nós traçava

Fui ao comício armado de noite
Na praça por meus candidatos
Era Fernando, Alencar, Magalhães
E o Dr. Ribamar
Quanto mais eles mentia,
Mais a gente aplaudia
Quanto mais eles falava,
Mais a gente acreditava

Mas na hora de votar
Me lembrei de “seu” Dedé
Lembrei de dona Maria
Me lembrei de “seu” Raimundo
Me lembrei do meu jumento
Resolvi não perder tempo
Votando nesses nojentos…


One comment on “Quebrando o Cabresto

  1. Rodrigo de Albuquerque disse:

    Essa música é uma sátira ao que acontece durante uma campanha eleitoral, onde os candidatos fazem de tudo para conquistar o voto do eleitor: fazendo promessas, dando festas, realizando passeatas e comícios, tudo em busca de serem eleitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *