Faça o download do App do Análise de Letras para Android! É grátis!


Últimas Análises

Na minha opinião, no trecho ''eu que não fumo, queria um cigarro, eu que não amo você'' ele não quis dizer que fumava ou procurava um refúgio no cigarro, mas sim foi uma forma de dizer que amava alguém, tanto que ele não completa a frase ''eu que não amo você........'' (amo você) como se ele não quisesse a amar, mas acabava amando, e a querendo para si. Mas ele a abandonou, ''senti saudade, vontade de voltar, fazer a coisa certa'' ele estava indeciso, pois queria ao mesmo tempo que não queria. Em uma hora diz que nao sabe onde é seu lugar, e em outra diz que seu lugar é ao lado dela. ''envelheci dez anos ou mais'' para mim significou que a falta de sua amada o provocou essa sensação de estar envelhecendo...O inverno seria o vazio de estar sem ela.
Nunca que fala sobre drogas, fala apenas das fases da nossa vida. Infinita Highway é a estrada da vida, e ele relata experiencias que estamos sujeitos.
O real significado dessa musica: O que você me pede eu não posso fazer Assim você me perde, eu perco você Como um barco perde o rumo Como uma árvore no outono perde a cor Significa que alguém pediu um favor e ele nao podia na hora, tanto que perdeu o objeto! Perdeu tanto que parecia um barco que perdeu o rumo, nunca mais achou! "O que você não pode eu não vou te pedir O que você não quer…eu não quero insistir Diga a verdade, doa a quem doer Doe sangue e me dê seu telefone" Provavelmente é o chefe dele falando sobre ele, que acha um incopetente e ja desistiu do cara. O doe sangue e me de seu telefone é uma mensagem pras pessoas doarem sangue e deixarem de ficar tanto tempo no smartphone. "Todos os dias eu venho ao mesmo lugar Às vezes fica longe, impossível de encontrar Mas, quando o neon é bom Toda noite é noite de luar" Nem preciso analisar, ele vai todo dia no mesmo lugar e tem um neon la e sempre tem lua. Na parte do Taxi ele fala que gosta de Julio Iglesias. "Toda vez que falta luz Toda vez que algo nos falta O invisível nos salta aos olhos Um salto no escuro da piscina" Na hora que ele foi pular na piscina faltou luz. "O fogo ilumina muito Por muito pouco tempo Em muito pouco tempo o fogo apaga tudo Tudo um dia vira luz Toda vez que falta luz O invisível nos salta aos olhos" Como faltou luz ele fez fogo, mas fogo nao dura tanto que nem uma luz de lampada. "Ontem à noite eu conheci uma guria Já era tarde, era quase dia Era o princípio De um precipício era o meu corpo que caia" Ele conheceu uma guria e ja era tarde, devia ta cansado, e caiu num prencipicio. A partir daí ele conta como caiu no precipício e se viciou nessa doidera. Não sei pq vcs complicam tanto, o cara é só meio diferente e gosta de coisas que a maioria das pessoas nao gostam e além disso resolve retratar tudo em suas músicas!
Só lembrando, uma versão "À la latino" da Logical Song - Supertramp
Essa, para mim, é a música mais linda do Engenheiros. Compartilho a opinião do Eliaquim. Acho que fala sobre um cara que saía "viajando" pela highway. Coincidência : tinha um amigo que adorava essa música, colocava no último volume e saía em alta velocidade...infelizmente, numa dessas curvas da higway ele também deixou a sombra de seu sorriso a 120/h. Até hoje ouço e amo a canção, a letra e sobretudo, o respeito que ela me faz ter pelas " highways " da nossa existência. "Estamos vivos e isto é tudo !"
Esta música ( como várias outras do Engenheiros ), considero um clássico. Como adolescente da década de 80, sei bem os anseios e frustrações de nosso gigante país naquela época. No trecho em que falam " a juventude é uma banda, numa propaganda de refrigerante...", sempre achei que a inspiração foi de um comercial da pepsi cola que uma banda ía a uma gravadora, levava uma fita cassete, na maior expectativa e, quando saíam, o empresário jogava a fita na lata de lixo. Acho que até hoje, nossa juventude tem os mesmos anseios...com a diferença que ( sem saudosismo ), naquela época se falava disso com essa letras maravilhosas!
O Comentário do Sérgio Soeiro — 1 de dezembro de 2008 - me pareceu bem completo. Parabéns.
É legal ver tanta interpretação diferente! Essa é a beleza da arte... Nessa música, sinto que Gessinger está falando da própria banda Engenheiros do Hawaii, das saídas de ex-membros (...entendo você se vc quiser ir embora...), da trajetória dele mesmo enquanto artista (... eu não vim até aqui pra desistir agora...) e da vida nômade que se leva com shows pelo Brasil afora (...minhas raízes estão no ar, minha casa é qualquer lugar...). Valeu pessoal! E tome Engenheiros "sem filtro, na veia!"
Rs só sei que tenho cabelos longos e toco guitarra e amo os beatles e os estones...
mais ou menos
eu penso que ele está falando sobre " DROGA "
A música retrata as frustrações que vivenciamos quando estamos na fase de transição da adolescência para a fase adulta,e também retrata o quanto nós adultos valorizamos bens materiais e números.Ah e de preferência se eles tiverem muitos zeros no final,e muitas vezes não valorizamos o que realmente importa,o que é realmente belo e não tem preço.É uma enorme dica para fazermos uma análise de postura diante da vida. #Ficadica
Refrão (Tudo bem, até pode ser que os dragões sejam moinhos de vento) Ele concorda que talvez seus medos (dragões) sejam movidos por forças externas (moinhos de ventos.) (Tudo bem, seja o que for seja por amor às causas perdidas) Não importa o que move seus medos, só não quer sair da condição em que esta esta, pois ele gosta de ser pouco quando poderia ser muito. (muito prazer…ao seu dispor Se for por amor às causas perdidas) Ele aceita a estar ao dispor do sujeito oculto, desde que não tente mudar as escolhas que ele fez.
3ª estrofe (Muito prazer me chamam de otário) Nessa estrofe, ele não só se considera um otário, como os outros também o chamam de otário. (por amor às causas perdidas.) As pessoas esperam dele coisas que ele não pode oferecer, ou seja, ele é uma causa perdida.
2ª estrofe (Um prazer cada vez mais raro) Ele esta perdendo o desejo. (aerodinâmica num tanque de guerra,) Esta perdendo o desejo por voar, ter liberdade e enfrentar o mundo (vaidades que a terra um dia há de comer.) Se considerar egoísmo querer ser mais do que é, já que ele não vai existir para sempre. ("Ás" de Espadas fora do baralho) O "Ás" de Espadas significa a força ativa que o homem desenvolve com firmeza e compreensão para o triunfo de seu ideal; ele tem essa qualidade mas esta fora do jogo. (grandes negócios, pequenos empresários) Ele é um cara cheios de grandes ideias mas escolheu só faz o essencial.