Letras de Dance of Days

Música Número de comentários
A FrequênciaNenhum comentário
A Valsa De Águas-VivasNenhum comentário
A Vitoria Ou A Coisa Que O ValhaNenhum comentário
Acho Que é a Sua Vez de JogarNenhum comentário
Adeus Sofia1 commentário
Alice NarcolépticaNenhum comentário
AntíteseNenhum comentário
Apertem Os CintosNenhum comentário
As I Fall (the 7th Hit)Nenhum comentário
Astro BoyNenhum comentário
Bad SeedNenhum comentário
Balada do Corcel Verde VelhoNenhum comentário
Buck Rogers e o Eterno RetornoNenhum comentário
Camposanto 300 Km por Hora (Mister Hyde Mode On)Nenhum comentário
Carro BombaNenhum comentário
CaulfieldNenhum comentário
Cem Mil Bolas De Neve2 comentários
Com você não vou ter medoNenhum comentário
Com você não vou ter medoNenhum comentário
Comerciais de cigarroNenhum comentário
CorreçãoNenhum comentário
Corvos Do Paraíso2 comentários
DorianNenhum comentário
É só o inferno e mais nadaNenhum comentário
Esta Música Me Diz Tanto Que Nem Sei Como Não Tem Meu Nome1 commentário
Eu só quero evitarNenhum comentário
FallenNenhum comentário
Flores Aos Rebeldes Que FalharamNenhum comentário
Horizontes De OutonoNenhum comentário
Ícaro Sobre ChamasNenhum comentário
Inimigo Eu, Devorador de PecadosNenhum comentário
Insônia1 commentário
InstantesNenhum comentário
Interlúdio Para Um Bar de Beira de Estrada Por 33 Anos Fora do MapaNenhum comentário
Jogando pra perderNenhum comentário
LastKissMissedNenhum comentário
Linda, a dor não é tão glamourosa assim afinalNenhum comentário
Lirios Ao AnjosNenhum comentário
Macaco Com NavalhaNenhum comentário
Mais Um Café Gelado Por FavorNenhum comentário
Me Leva Pra Sair1 commentário
Me Leve às EstrelasNenhum comentário
Mil GlóriasNenhum comentário
Monsters Under Your BedNenhum comentário
Nada DemaisNenhum comentário
Nietzche is DeadNenhum comentário
Nos Olhos de Guernica (Um Curto Verão em La Mancha)Nenhum comentário
O melhor dancarino de Sao PauloNenhum comentário
O Rastro De TeseuNenhum comentário
O Vampiro e o HeliantoNenhum comentário
Os Funerais Do Coelho Branco1 commentário
Os mesmos diasNenhum comentário
Parques de gizNenhum comentário
Por Onde EstiveNenhum comentário
Por Onde EstiveNenhum comentário
Pregos, Cruzes E Um Saco De MoedasNenhum comentário
Prelúdio ao Testamento do Apanhador(daqui até granadinas…)2 comentários
Quando O Dia Aquece Sementes MortasNenhum comentário
Quando o Veneno Sobe a LançaNenhum comentário
Quem Vai Limpar O Quarto De Gregor Samsa?Nenhum comentário
Se Estas Paredes Falassem4 comentários
SeleneNenhum comentário
Sigo o coração que diz que não sabe, mas é segredoNenhum comentário
Stella MarisNenhum comentário
Suburbia, 1986Nenhum comentário
Teorias de viverNenhum comentário
Tijolos AmarelosNenhum comentário
Tochas Para JoanaNenhum comentário
Trabalhando Em Um Bom Título (mas, que não seja repetitivo)Nenhum comentário
Última Chamada PerdidaNenhum comentário
Um Canto Para CaronteNenhum comentário
Um Dia ComumNenhum comentário
Vai Ver é Assim MesmoNenhum comentário
VaudevilleNenhum comentário
Vinde a mimNenhum comentário