Ate o Fim

7 comentários

Chico Buarque

Quando nasci veio um anjo safado
O chato do querubim
E decretou que eu estava predestinado
A ser errado assim
Já de saída a minha estrada entortou
Mas vou até o fim
"inda" garoto deixei de ir à escola
Cassaram meu boletim
Não sou ladrão , eu não sou bom de bola
Nem posso ouvir clarim
Um bom futuro é o que jamais me esperou
Mas vou até o fim
Eu bem que tenho ensaiado um progresso
Virei cantor de festim
Mamãe contou que eu faço um bruto sucesso
Em quixeramobim
Não sei como o maracatu começou
Mas vou até o fim
Por conta de umas questões paralelas
Quebraram meu bandolim
Não querem mais ouvir as minhas mazelas
E a minha voz chinfrim
Criei barriga, a minha mula empacou
Mas vou até o fim
Não tem cigarro acabou minha renda
Deu praga no meu capim
Minha mulher fugiu com o dono da venda
O que será de mim ?
Eu já nem lembro "pronde" mesmo que eu vou
Mas vou até o fim
Como já disse era um anjo safado
O chato dum querubim
Que decretou que eu estava predestinado
A ser todo ruim
Já de saída a minha estrada entortou


7 comments on “Ate o Fim

  1. A letra toda está repleta de frases e expressões que refletem o estado de espirito do autor, sempre alerta com falta de liberdade de expressão.
    “por conta de umas questões pararelas , quebraram meu bandolim.,. não querem mais ouvir as minhas mazelas… etc ” diz bem o que foi aquele periodo negro e a perseguição.
    Esta postura do autor está bem claro em outras obras, como roda-vida, cálice, acorda amor, juca, apesar de você,samba de orly,meu caro amigo, e outras tantas
    O trabalho do Chico é admiravel, as letras muito ricas, tudo com muito conteúdo.
    A impressão que se tem é que ele escreve com muita facilidade e consegue expressar seu pensamento de forma inteligente, bonita e poética.

  2. Essa letra fala sobre a persistência do brasileiro, tipo jargão mesmo, “não desisto nunca”. Além disso, fala sobre a subjetividade do derrotado, que acredita-se derrotado, acabando por ver a vida por essa ótica, do fracasso. Queixar-se da vida, para alguns, é terapeutico, uma forma de manter-se firme e não desitir.

  3. silvia disse:

    Penso que o Chico admira muito o poeta Carlos Drummond de Andrade pois várias de suas letras fazem alusão ao mesmo.Plágio? Jamais!Imaginem se o Chico com todo seu talento precisa disso,talvez uma forma de homenagear um dos maiores nomes da literatura brasileira.Ambos são maravilhosos e são meus poetas preferidos.Vejam a semelhança dos primeiros versos de “Até o fim”(Chico Buarque)e” Poema de sete faces”(Carlos Drummond de Andrade) “Quando eu nasci veio um anjo safado um chato dum querubim e decretou que eu tava predestinado a ser errado assim”…”Quando nasci, um anjo torto desses que vivem na sombra disse:Vai,Carlos!ser gauche na vida.”A palavra “gauche”(de origem francesa -lê-se “gôx”)significa torto,sem concerto.

  4. LIRIA disse:

    A MÚSICA DE CHICO BUARQUE DE HOLANDA ATÉ O FIM REFLETE TAMBÉM OS SENTIMENTOS DO EU-LIRICO, O SEU ESTADO DE ESPIRITO. UM SUJEITO PREDESTINADO A SER ERRADO E SEM SORTE. NÃO TINHA DOM PARA QUASE NADA, E O QUE TINHA NÃO FAZIA SUCESSO. MAS APESAR DE TODAS AS MAZELAS ELE IRIA ATÉ O FIM, NÃO IRIA DESISTIR, IRIA LUTAR PELOS SEUS IDEAIS.
    ELE FAZ UM DESABAFO SOBRE A SUA VIDA E SOBRE O MOMENTO EM QUE VIVE. INSPIRANDO-SE NO POEMA DE SETE FACES, NO QUAL COLOCA A VOZ DO POETA CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE EM SUA MÚSICA, OU SEJA, A SUA OBRA FOI ELABORADA A PARTIR DO DISCURSO DE DRUMMOND.
    OS DOIS POEMAS TEM UMA ESTRUTURA SEMELHANTE, OU SEJA, TEM A PRESENÇA DO ANJO E É NARRADO EM PRIMEIRA PESSOA. MA HÁ UMA DIFERENÇA O POEMA DE CHICO BUARQUE É MAIS OTIMISTA DIANTE DA VIDA, ENQUANTO O OUTRO TEM UMA DESILUSAO IMENSA SOBRE SI E O MUNDO.

  5. Letícia Lourenço disse:

    Não acredito que houve um plágio da parte do Chico, muito menos rivalidade (como já vi muita gente afirmar). Ele apenas ironizou ou divertiu o discurso de Drummond adaptando-o a situação que gostaria de expressar. É realmente um belissimo trabalho.

  6. lane disse:

    kkkkk… PLÁGIO!!! queridos, já ouviram falar em INTERTEXTUALIDADE??? estamos falando de Chico Buarque um dos musicos mais inteligentes!! sem mais comentarios…

  7. Diego disse:

    Não é plágio, isso se chama intertextualidade, você vai essa poder encontrar na música Flor da Idade também…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *