Faça o download do App do Análise de Letras para Android! É grátis!


Últimas Análises

Correção do primeiro parágrafo. *Acredito que esta canção do Cazuza seja autobiográfica. Um desabafo sobre sua irritação com a sociedade que criticava seu estilo de vida, sua doença, seus vícios. A exploração de sua imagem na mídia.
Acredito que esta canção do Cazuza seja autobiográfica. Um desabafo sobre sua irritação com a sociedade que criticava seu estilo de vida, sua doença, seus vícios, seu estilo de vida. A exploração de sua imagem na mídia. DISPARO CONTRA O SOL SOU FORTE Nestes primeiros versos da canção, em sentido figurado que está com a sua moral queimada pela sociedade (quem se aproxima do sol fica queimado). Mas que é indiferente a opiniões alheias; é forte. SOU POR ACASO MINHA METRALHADORA CHEIA DE MÁGOAS Novamente em sentido conotativo, avisa que irá “disparar”, desabafar suas mágoas. EU SOU UM CARA CANSADO DE CORRER NA DIREÇÃO CONTRÁRIA Já está estafado de correr em senti do ante- horário, de sua regressão na vida. Talvez por seu estado de saúde, seu vício nas drogas. SEM PÓDIO DE CHEGADA OU BEIJO DE NAMORADA Nesta primeira expressão, ele diz a respeito do reconhecimento de sua morte (em direção a morte não se chega a lugar nenhum). Já na segunda expressão, ele ironiza sua própria opção sexual. EU SOU MAIS UM CARA Insinua ser alguém sem valor, se auto menospreza. MAS SE VOCÊ ACHAR QUE SEU ESTOU DERROTADO SAIBA QUE AINDA EATÃO ROLANDO OS DADOS Aqui lembra quem lhe censura, que ainda está vivo. PORQUE O TEMPO NÃO PÁRA Completa seu lembrete dizendo que depois de sua morte terão tempo pra falar de sua pessoa. DIAS SIM, DIAS NÃO EU VOU SOBREVIVENDO SEM UM ARRANHÃO Nestes versos, ele diz a respeito da fúria depreciadora direcionada à sua pessoa. Que esta hostilidade não atinge seu estado de espírito. DA CARIDADE DE QUEM ME DETESTA Ironiza a solidariedade de quem lhe julga. A SUA PISCINA TÁ CHEIA DE RATOS TUAS IDEIAS NÃO CORRESPONDEM AOS FATOS O TEMPO NÃO PÁRA Nesta estrofe, ele diz que esta pessoas por trás da conduta correta, esconde suas condutas condenáveis. Que suas lições moralistas não correspondem à suas realidades. “O tempo não pára” – Deixa uma mensagem para a sociedade que o mundo dá voltas, que quem aponta o dedo hoje, pode ser o alvo amanhã. Antes de julgar alguém, olhar para si mesmo. EU VEJO O FUTURO REPETIR O PASSADO EU VEJO UM MUSEU DE GRANDES NOVIDADES Reforça a ideia de sua mensagem. Que no futuro pode haver a repetição do seu presente (que será passado no futuro) com estas que lhe julgaram. Este museu que foi o passado (que hoje é seu presente), no futuro vai ser a grande novidade na vida de seus críticos. Ou seja, irão passar pelo mesmo sentimento que ele está tendo. O TEMPO NÃO PÁRA NÃO PÁRA, NÃO, NÃO PÁRA Aqui faz a repetição da mensagem passada anteriormente e faz consecutivas repetições da expressão, para dar ênfase a esta mensagem. EU NÃO TENHO DATA PRA COMEMORAR ÁS VEZES OS MEUS DIAS SÃO DE PAR EM PAR PROCURANDO UMA AGULHA NO PALHEIRO Nesta estrofe, diz que não tem mais o que comemorar, deixando claro o seu desanimo em busca da cura da doença que lhe possuiu. Que está morrendo em uma incessante busca de uma cura que não existe. NAS NOITES DE FRIO É MELHOR NEM NASCER Fala em comoção como os sintomas da sua doença no frio piora. NAS DE CALOR SE ESCOLHE É MATAR OU MORRER Diz que se tem a opção de ser forte ou morrer. E ASSIM NOS TORNAMOS BRASILEIROS Nesta época a AIDS era uma doença recém descoberta, desconhecida. No Brasil, quase não havia tratamento, pois os remédios eram raros e caros e o governo não investia nisso para os infectados pelo vírus. Quem era aidético no nosso país era renegado pela sociedade e tratado como animais pela ditadura, que encobertava este preconceito. TE CHAMAM DE LADRÃO DE BICHA, MACONHEIRO TRANSFORMAM UM PAÍS INTEIRO NUM PUTEIRO POIS ASSIM SE GANHA MAIS DINHEIRO A mídia arquitetava várias ideias parabólicas sobre ele, mas transformavam o país em cima de uma cultura sexual, estragando- o. E causavam esta lastima só por dinheiro. Depois, repete algumas estrofes da música.
Oinn
interpretação da muzica cazuza ideologia
eu adoro musica e queria saber a letra
PRECISO DESSA ITERPRETAÇAO P PORTUGUES
Eu acredito que essa música foi feita para um homem e um homem famoso (porque não teria sentido PROTEGER O NOME do beija-flor). A forma como ele canta lembra a forma do FREJAT cantar, assim o Frejat pode ter sido o muso inspirador de Cazuza, mas também é provável que a música tenha sido composta para o Ney Matogrosso ou para o Sérgio Maciel, o Serginho. Um detalhe da música que acho que ninguém se atentou é a descrição do ato sexual nas ultimas estrofes: Você sonhava acordada (é o próprio momento do ato sexual) Um jeito de não sentir dor ( aqui da a entender que o Beija Flor era o gay passivo daquela relação pois estava tentado não sentir dor) Prendia o choro e aguava o bom do amor Prendia o choro e aguava o bom do amor( Nesta repetição Cazuza dá a entender que o sujeito gay passivo gay gozava no final da relação sexual).
Confiança, constância. Vc já sabe o gosto que tem.
a letra dessa musica é top 10 melhores letras de musicas brasileiras, brasil anos 80 bom D+
Very intriguing… great post! :D
Acredito que o Casuza se refere não só à sua doença como também a situação política em que ele estava inserido.Ele era um cara muito inteligente.Ele achou uma maneira inteligente de protestar toda a sua insatisfação e indignação com os governantes do seu país.
muito bom
Nessa música, Cazuza retrata uma história com alguém que ele se envolvia sempre, mas não amava, apenas sente vontade de ter essa pessoa por perto, mostrada nos versos "O nosso amor a gente inventa pra se distrair" e em "E o meu(amor), poesia de cego, você não pode ver." Nota-se também que essa história teve um recente fim, citado nos versos "No meu mundo um troço qualquer morreu, num corte lento e profundo entre você e eu."
É isso aí mãe, tamo junto! \/
Caraca que burrice desse povo! Cazuza tinha razão...